Home / Turquia / Cisterna da Basílica em Istambul: incrível construção milenar

Cisterna da Basílica em Istambul: incrível construção milenar

Istambul é uma caixinha de surpresas, tantas as atrações que tem. Uma delas é a fantástica Cisterna da Basílica (Yerebatan Sarnici).

A cidade tem uma história impressionante. Já passou por vários impérios e reinados: romano, turco, cristão, muçulmano… Hoje é uma das maiores do mundo, com mais de 13 milhões de habitantes em sua região metropolitana, a maioria muçulmanos.

Já foi chamada de Bizâncio (até 330 d.C.) e Constantinopla (até 1453). O nome Istambul foi oficialmente adorado em 1930, mas o turcos já a chamavam assim desde o período otomano.

Com tantas influências e preservando por centenas de anos diversos de seus monumentos, é hoje uma das capitais mais interessantes de se visitar na Europa e Ásia. Sim, Europa e Ásia, afinal, Istambul está dividida entre os dois continentes, com uma parte em cada um, separada pelo Estreito de Bósforo.

dicas de Istambul

Cisterna da Basílica em Istambul

O que é a Cisterna da Basílica?

É uma enorme cisterna da época bizantina, construída por Justiniano no ano 532. É a maior das dezenas (ou quiçá centenas) cisternas que foram construídas à época e, acredite, ainda está em perfeitas condições.

A cisterna está localizada perto da Basílica Santa Sofia e foi utilizada como reservatório de água até finais do século XIV, abandonada pelos otomanos após a construção de sistemas de água corrente.

cisterna da basílica em Istambul

Pela sua grandiosidade, você provavelmente andará por cima dela sem saber. Afinal, ela tem números impressionantes: ocupa uma área de cerca de 10.000 m², com comprimento de 140 metros, largura de 70 metros e 9 metros de altura. Seu interior chegou a guardar quase 90 milhões de litros de água (quase 90 mil m³), essencial para a sobrevivência da sociedade da época – e especialmente para abastecer os palácios imperiais e os edifícios considerados mais importantes para o império.

atrações de Istambul

A água vinha transportada via aquedutos também construídos por Justiniano, de reservatórios a quase 20 km da cidade, situados na Floresta de Belgrado – antiga importante fonte de água, que ainda hoje, muito menor do que à época, ainda fornece alguma água.

Para sustentar toda a imensa estrutura foram utilizadas nada menos do que 336 colunas romanas vindas de templos saqueados. As colunas formam 12 linhas com 28 colunas em intervalos simétricos de de 4,80 metros entre elas.

turista profissional

Após seu desuso como cisterna, ela ficou abandonada e esquecida durante séculos, até ser reaberta para a visitação após passar por um processo de restauração, em 1987.

Hoje, é uma das grandes atrações de Istambul, ao lado da Haya Sofia e da Mesquita Azul.

Como visitar a Cisterna da Basílica?

Visitar a cisterna é emocionante. Você entra através de uma pequena porta perto da Santa Sofia. Você desce as escadas e deixa seus olhos acostumarem, pois, apesar da bonita iluminação interna, é bem mais escuro que lá em cima, obviamente.

Cisterna em IstambulDetalhes do teto da Cisterna da Basílica

Ainda tem água por lá, mas poucos centímetros. A gente passeia por entre as colunas por um caminho feito por passarelas, que alcança quase toda a área da cisterna.

É bem silencioso, meio úmido e mais fresquinho do que o exterior – afinal, Istambul é bem quente! As passarelas estão frequentemente molhadas, pois caem pingos aqui e ali. Tome cuidado ao caminhar, pois alguns lugares podem ser escorregadios.

O local é bem diferente e misterioso. A cisterna serviu, inclusive, como cenário para o filme “Da Russia, com Amor” (From Russia with Love), 1963, de James Bond.

cisterna da basílica

Se tiver muita gente, lá mais pro fundo da cisterna você vai ver uma aglomeração de turistas. Eles estarão observando as duas cabeças de Medusas que servem de sustento a duas colunas. Ainda é um mistério a razão delas estarem ali. Podem ser simplesmente o reaproveitamento de partes de construções romanas servindo de base para as colunas ou, quem sabe, para fins de proteção do local. E por que uma de lado e outra de ponta cabeça? Talvez para que os visitantes não virem pedra ao olhar para elas…

medusa da cisterna em Istambul

Medusas da Cisterna da Basílica

Mas o fato é que hoje são a parte mais buscada da cisterna, não será difícil encontrá-las.

medusa da cisterna da basílica

E, perto delas, há uma Fonte de Desejos, onde as pessoas jogam moedas para fazer um pedido, aliás, na água no entorno das medusas você também vai encontrar essas moedas.

Eu não acredito nessas coisas, mas… quem sabe? Mal não faz, vai que dá certo?!

turista profissional

Não viaje sem um bom Seguro Viagem. Faça aqui a sua cotação.

Informações úteis

Cisterna da Basílica – Istambul

  • Endereço: Yerebatan Cad. Alemdar Mah. 1/3 34410 Sultanahmet-Fatih/İSTANBUL
  • Funcionamento: aberto todos os dias da semana, das 9h às 17:30h (inverno) ou 18:30h (verão). Nos dias de feriados religiosos e no dia 1º de janeiro, abre às 13h.
  • Custo: 20,00 TL (cerca de US$ 5,80)
  • Site: http://yerebatan.com/

Istambul foi uma grata surpresa pra nós na primeira viagem, impressão que foi confirmada na segunda. Eu voltaria muito fácil.

Quer saber mais sobre a cidade e sobre a Turquia, país repleto de destinos incríveis? Não deixe de ver todos os nossos posts sobre Istambul: Dicas da Turquia.

E, ao organizar a sua viagem pra Istambul, procure aqui a sua hospedagem:

Procurar hostels ou hotéis em Istambul

Boa viagem!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Declev Dib-Ferreira

Declev Reynier Dib-Ferreira é fotógrafo e editor do blog Turista Profissional, acompanhando de perto todas as aventuras e histórias contadas aqui. É professor de ciências e doutor em Meio Ambiente. Mantém também o blog Diário do Professor, sobre educação.

Leia também

Dica de hotel na Capadócia, Turquia

Estivemos na Capadócia em pleno inverno local, então, além de procurar por um hotel que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *