Como visitar o Vale do Loire usando o transporte público?

Atualizado em 14/02/2018

Por Renata Inforzato

Que o Vale do Loire é uma das regiões mais lindas França, cheia de castelos, vinhedos e banhada pelo rio Loire e seus afluentes, muita gente sabe.  Mas quase todo mundo imagina que para ir até lá é preciso alugar um carro ou comprar uma excursão.  Aí os pobres coitados, como eu, que não dirigem, ficam sujeitos a ver tudo no tempo determinado por um passeio guiado ou, então, a nem ir conhecer o Vale.

Mas sim, dá para ir de outros modos. Quer saber como visitar o Vale do Loire sem excursão, usando transporte público? Saiba que nem é tão difícil assim. Basta um pouco de organização e ficar atento aos horários, para que o tempo que seria usado para esperar o trem seja gasto para ver um pouco mais de cada castelo.

Claro que o carro é mais cômodo e mais rápido meio para ir de château em château – se ninguém se perder pela estrada. Mas os trens e os ônibus quebram bem o galho.

A primeira coisa a saber é que as duas “cidades bases” para se visitar o Vale são Blois e Tours. De Blois é possível visitar Chambord, Cheverny e o próprio castelo de Blois. De Tours, você tem acesso a Amboise, Chenonceau, Langeais, Villandry e Azay le Rideau, só para ficar nos mais conhecidos. Então, vamos a eles.

Como visitar o Vale do Loire usando o transporte público

Visitas a partir de Blois:

Castelo de Blois

Como esse château fica na própria cidade, então, basta chegar na estação e andar. Em menos de dez minutos você chega. Para ir de Paris a Blois, a viagem dura entra uma hora e meia a duas horas. Existem trens diretos ou com troca em Orléans, com embarque em Paris na estação Gare D’Austerlitz. Outro trajeto: embarque na estação Montparnasse, também em Paris, com troca de trens em Saint Pierre des Corps (perto de Tours).

Para ver os horários e  comprar as passagens: www.sncf.com

dicas Vale do Loire

Chambord

Chambord é o castelo mais conhecido da região, pois foi projetado por ninguém mais que Leonardo da Vinci. Por estar mais afastado da cidade, muita gente pensa que não dá para ir sem excursão ou carro. Mas a prefeitura coloca um ônibus especial e diário (navette) para o château durante a alta temporada, que, em 2013, vai de 30 de março a 2 de setembro. Mais informações aqui. O valor da tarifa é 6 euros e ela dá direito a descontos no preço de entrada dos châteaux.

Ai alguém pode perguntar: mas e nos outros meses, não tem como ir até lá? Tem sim. Mas aí é com ônibus comum. As vantagens são: a tarifa, 2 euros o trecho (como em qualquer ônibus público) e a permanência o ano todo. As desvantagens: a parada é um pouquinho mais distante e há somente dois horários. O número da linha é 2, ela sai da estação de Blois às 12h29. A parada perto de Chambord se chama Le Marronnier. O retorno dessa linha é às 17h10. Atenção: ficar atento para não perder esse horário, senão, terá que achar lugar para dormir ou, igualmente difícil, achar um taxi. Para saber mais leia aqui.

Chambord

Cheverny

Esse castelo é uma delícia. Além de ter sido cenário das aventuras de Tintin, ainda tem o canil, que é uma atração à parte: entre a primavera e o outono é possível assistir aos cães serem alimentados ou indo passear. E para quem gosta de vinho, há uma cave bem em frente. Fora que o castelo por si só é lindo e ricamente mobiliado.

Para ir a Cheverny, durante a alta temporada, você  pode pegar a mesma navette que vai para Chambord. Só que o ponto de descida é um pouco depois, em Cheverny mesmo.

Agora, para quem quiser ir de outubro a março, a solução é, de novo, ônibus comum. A linha, desta vez, é a Linha 4, e você pode descer na parada que se chama L’Orme ou na parada Mairie. Atenção aos horários: o ônibus sai às 12h31 da estação de Blois. Para voltar, esteja em uma das paradas (L’Orme ou Mairie) por volta das 18h47. Mais informações aqui.

Cheverny

Visitas a partir de Tours:

Tours é outra cidade base para visitar o Vale do Loire. Maior do que Blois, é a mais recomendada para hospedagem, pois possui muitas opções de hotéis, restaurantes e atrações.

Partindo de Paris, em pouco mais de uma hora, por TGV, você estará em Tours. O embarque é na estação Montparnasse.

Já em Tours, aproveite o Museu de Belas Artes (tem um elefante empalhado lá), a basílica de Saint Martin, um santo muito popular na França (que também tem seu próprio caminho) e a gastronomia, que é deliciosa. A catedral também é muito bonita e vale a visita.

Onde fica o vale do Loire

Tours cidade

A partir de Tours, é possível ir a vários castelos.  Olhe quais são:

Amboise

É o château onde está enterrado Leonardo da Vinci. Ele fica no alto, então, tem uma vista muito bonita e o mobiliário é de transição entre a Idade Média e o começo do Renascimento.  A cidadezinha de Amboise é muito bonitinha e vale a visita. Ali perto do castelo, há a residência onde viveu Leonardo da Vinci, chamada de Clos Lucé. Além da beleza desse mini castelo, ele ainda tem um parque onde a gente pode ver e interagir com as réplicas das invenções do gênio. As crianças adoram.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.

COTAÇÃO DE SEGURO AQUI!


Para ir para Amboise, a melhor maneira é de trem. Saindo de Paris, da gare Montparnasse, a viagem demora 1h30, trocando de trem em Saint Pierre des Corps, que é ao lado de Tours. Já se você estiver em Tours, o trajeto dura só 24 minutos, saindo da estação central (Tours Centre).

Chegando em Amboise, o castelo e o centro da cidade são pertinho. Você sai da estação, atravessa o rio Loire, com certeza tirando muitas fotos na ponte, e aí é só seguir as indicações. Não demora nem 10 minutos.

Como chegar ao Vale do Loire

Vista de Amboise

Chenonceau

É o castelo das Damas, que esse ano completa 500 anos. Então, muita coisa está programada para 2013, tornando o lugar ainda mais imperdível. A cidadezinha, que se chama Chenonceaux (com X mesmo), não tem nada. Mas dentro dos domínios do château tem muita coisa para ver.

Chega-se em Chenonceau também de trem. Partindo de Paris, é o mesmo trajeto que para Amboise, com a diferença que, ao chegar em Saint Pierre des Corps, você troca de trem para Chenonceaux. A viagem dura cerca de 1 hora e quarenta minutos. Saindo de Tours, na estação central, o trajeto é de trinta minutos. Ao chegar em Chenonceaux, a entrada do castelo fica ao lado da própria estação. Não tem erro!

Castelo de Chenonceau

Chenonceau

Langeais

É uma mistura de castelo medieval e renascentista. Lindo e ainda pouco conhecido dos brasileiros, vale a visita.

Para ir de trem, saindo de Paris: embarque na estação Montparnasse, trocando trem na estação de Tours para Langeais, totalizando 1 hora e 44 minutos de viagem. Há opções com duas trocas, mas não vale a pena. Se você estiver em Tours, basta pegar o trem para Langeais, viagem que dura 23 minutos.

Castelo de Langeais

Langeais

Villandry

Embora seja um castelo lindo por dentro, a principal atração está em seus jardins, que são de tirar o fôlego. É  possível comprar sementes de vários tipos de flores, as mesmas que você aprecia no jardim.

O melhor modo de chegar no château é de ônibus. Na frente da estação de Tours, há um terminal de ônibus da companhia Fil Vert. Você pega a linha V e desce na parada Villandry Office de Tourisme, a viagem dura 30 minutos e custa 2 euros. Entre julho e agosto, há ônibus todos os dias e no resto do ano, às quartas e sábados.

Castelo de VillandryComo visitar o Vale do Loire

Azay le Rideau

Um lindo castelo do século XVI, construído em cima de uma fortaleza medieval. Você pode ir para lá a partir de Paris, saindo da estação de Montparnasse, até Tours e de lá trocando de trem para Azay le Rideau (1 hora e 40 minutos de viagem, mais ou menos). Se você já estiver em Tours, basta pegar o trem e em cerca de 40 minutos você estará no castelo. Também há outra opção, a partir de Tours: o ônibus V da Fil Vert, o mesmo que vai para Villandry, também passa em Azay le Rideau (parada Gare).

Chateau Azay le Rideau

Então, viram como é possível visitar os castelos sem depender de carro ou excursão? Claro que é inviável visitar tudo em um dia só. Então, vale muito à pena se você puder dispor de, ao menos, dois dias para a região. E ela merece, você vai ver!

———

Este texto foi escrito pela minha querida amiga Renata Inforzato, jornalista e autora do blog Direto de Paris, que mora na capital francesa há algum tempo e tem muitas dicas de lá. Confiram: http://diretodeparis.com/.

Obrigada querida!

Não deixe de conferir todas as nossas dicas de Paris e dicas da Françae nem de verificar os ingressos e passeios, que poderá comprar com desconto antes de embarcar para lá.

guia de ParisAproveite para conhecer também o nosso guia, o “Roteiro de 7 dias em Paris e arredores“,  que está cheio de dicas práticas e traz a sua viagem toda planejada dia a dia.

COMPRE SEU GUIA AQUI

Boa viagem!

----------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não se esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se de que o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo viajando para países onde o seguro não é obrigatório, nós recomendamos fortemente que você o faça, já que o sistema de saúde em alguns lugares é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos, por exemplo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo-benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

🛏 Pesquisando por hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

 

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO: 

reserve seu hotelchios de internet
Seguro viagem
ingressos e passeiospassagens aéreas mais baratas

57 COMENTÁRIOS

  1. Olá que bom ter essas informações sobre a França para que possamos sonhar para realizar. Pretendo ir ao Vale do Loire de transporte público, vou seguir tuas dicas e me hospedar em Tours. Obrigada por compartilhar experiências de viagem. Paz e alegria para vocẽ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here