Como visitar o Vale do Loire usando o transporte público?

Por Renata Inforzato

Que o Vale do Loire é uma das regiões mais lindas França, cheia de castelos, vinhedos e banhada pelo rio Loire e seus afluentes, muita gente sabe.  Mas quase todo mundo imagina que para ir até lá é preciso alugar um carro ou comprar uma excursão.  Aí os pobres coitados, como eu, que não dirigem, ficam sujeitos a ver tudo no tempo determinado por um passeio guiado ou, então, a nem ir conhecer o Vale.

Mas sim, dá para ir de outros modos. Quer saber como visitar o Vale do Loire sem excursão, usando transporte público? Saiba que nem é tão difícil assim. Basta um pouco de organização e ficar atento aos horários, para que o tempo que seria usado para esperar o trem seja gasto para ver um pouco mais de cada castelo.

Claro que o carro é mais cômodo e mais rápido meio para ir de château em château – se ninguém se perder pela estrada. Mas os trens e os ônibus quebram bem o galho.

A primeira coisa a saber é que as duas “cidades bases” para se visitar o Vale são Blois e Tours. De Blois é possível visitar Chambord, Cheverny e o próprio castelo de Blois. De Tours, você tem acesso a Amboise, Chenonceau, Langeais, Villandry e Azay le Rideau, só para ficar nos mais conhecidos. Então, vamos a eles.

Como visitar o Vale do Loire usando o transporte público

Visitas a partir de Blois:

Castelo de Blois

Como esse château fica na própria cidade, então, basta chegar na estação e andar. Em menos de dez minutos você chega. Para ir de Paris a Blois, a viagem dura entra uma hora e meia a duas horas. Existem trens diretos ou com troca em Orléans, com embarque em Paris na estação Gare D’Austerlitz. Outro trajeto: embarque na estação Montparnasse, também em Paris, com troca de trens em Saint Pierre des Corps (perto de Tours).

Para ver os horários e  comprar as passagens: www.sncf.com

dicas Vale do Loire

Chambord

Chambord é o castelo mais conhecido da região, pois foi projetado por ninguém mais que Leonardo da Vinci. Por estar mais afastado da cidade, muita gente pensa que não dá para ir sem excursão ou carro. Mas a prefeitura coloca um ônibus especial e diário (navette) para o château durante a alta temporada, que, em 2013, vai de 30 de março a 2 de setembro. Mais informações aqui. O valor da tarifa é 6 euros e ela dá direito a descontos no preço de entrada dos châteaux.

Ai alguém pode perguntar: mas e nos outros meses, não tem como ir até lá? Tem sim. Mas aí é com ônibus comum. As vantagens são: a tarifa, 2 euros o trecho (como em qualquer ônibus público) e a permanência o ano todo. As desvantagens: a parada é um pouquinho mais distante e há somente dois horários. O número da linha é 2, ela sai da estação de Blois às 12h29. A parada perto de Chambord se chama Le Marronnier. O retorno dessa linha é às 17h10. Atenção: ficar atento para não perder esse horário, senão, terá que achar lugar para dormir ou, igualmente difícil, achar um taxi. Para saber mais leia aqui.

Chambord

Cheverny

Esse castelo é uma delícia. Além de ter sido cenário das aventuras de Tintin, ainda tem o canil, que é uma atração à parte: entre a primavera e o outono é possível assistir aos cães serem alimentados ou indo passear. E para quem gosta de vinho, há uma cave bem em frente. Fora que o castelo por si só é lindo e ricamente mobiliado.

Para ir a Cheverny, durante a alta temporada, você  pode pegar a mesma navette que vai para Chambord. Só que o ponto de descida é um pouco depois, em Cheverny mesmo.

Agora, para quem quiser ir de outubro a março, a solução é, de novo, ônibus comum. A linha, desta vez, é a Linha 4, e você pode descer na parada que se chama L’Orme ou na parada Mairie. Atenção aos horários: o ônibus sai às 12h31 da estação de Blois. Para voltar, esteja em uma das paradas (L’Orme ou Mairie) por volta das 18h47. Mais informações aqui.

Cheverny

Visitas a partir de Tours:

Tours é outra cidade base para visitar o Vale do Loire. Maior do que Blois, é a mais recomendada para hospedagem, pois possui muitas opções de hotéis, restaurantes e atrações.

Partindo de Paris, em pouco mais de uma hora, por TGV, você estará em Tours. O embarque é na estação Montparnasse.

Já em Tours, aproveite o Museu de Belas Artes (tem um elefante empalhado lá), a basílica de Saint Martin, um santo muito popular na França (que também tem seu próprio caminho) e a gastronomia, que é deliciosa. A catedral também é muito bonita e vale a visita.

Onde fica o vale do Loire

Tours cidade

A partir de Tours, é possível ir a vários castelos.  Olhe quais são:

Amboise

É o château onde está enterrado Leonardo da Vinci. Ele fica no alto, então, tem uma vista muito bonita e o mobiliário é de transição entre a Idade Média e o começo do Renascimento.  A cidadezinha de Amboise é muito bonitinha e vale a visita. Ali perto do castelo, há a residência onde viveu Leonardo da Vinci, chamada de Clos Lucé. Além da beleza desse mini castelo, ele ainda tem um parque onde a gente pode ver e interagir com as réplicas das invenções do gênio. As crianças adoram.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


Para ir para Amboise, a melhor maneira é de trem. Saindo de Paris, da gare Montparnasse, a viagem demora 1h30, trocando de trem em Saint Pierre des Corps, que é ao lado de Tours. Já se você estiver em Tours, o trajeto dura só 24 minutos, saindo da estação central (Tours Centre).

Chegando em Amboise, o castelo e o centro da cidade são pertinho. Você sai da estação, atravessa o rio Loire, com certeza tirando muitas fotos na ponte, e aí é só seguir as indicações. Não demora nem 10 minutos.

Como chegar ao Vale do Loire

Vista de Amboise

Chenonceau

É o castelo das Damas, que esse ano completa 500 anos. Então, muita coisa está programada para 2013, tornando o lugar ainda mais imperdível. A cidadezinha, que se chama Chenonceaux (com X mesmo), não tem nada. Mas dentro dos domínios do château tem muita coisa para ver.

Chega-se em Chenonceau também de trem. Partindo de Paris, é o mesmo trajeto que para Amboise, com a diferença que, ao chegar em Saint Pierre des Corps, você troca de trem para Chenonceaux. A viagem dura cerca de 1 hora e quarenta minutos. Saindo de Tours, na estação central, o trajeto é de trinta minutos. Ao chegar em Chenonceaux, a entrada do castelo fica ao lado da própria estação. Não tem erro!

Castelo de Chenonceau

Chenonceau

Langeais

É uma mistura de castelo medieval e renascentista. Lindo e ainda pouco conhecido dos brasileiros, vale a visita.

Para ir de trem, saindo de Paris: embarque na estação Montparnasse, trocando trem na estação de Tours para Langeais, totalizando 1 hora e 44 minutos de viagem. Há opções com duas trocas, mas não vale a pena. Se você estiver em Tours, basta pegar o trem para Langeais, viagem que dura 23 minutos.

Castelo de Langeais

Langeais

Villandry

Embora seja um castelo lindo por dentro, a principal atração está em seus jardins, que são de tirar o fôlego. É  possível comprar sementes de vários tipos de flores, as mesmas que você aprecia no jardim.

O melhor modo de chegar no château é de ônibus. Na frente da estação de Tours, há um terminal de ônibus da companhia Fil Vert. Você pega a linha V e desce na parada Villandry Office de Tourisme, a viagem dura 30 minutos e custa 2 euros. Entre julho e agosto, há ônibus todos os dias e no resto do ano, às quartas e sábados.

Castelo de VillandryComo visitar o Vale do Loire

Azay le Rideau

Um lindo castelo do século XVI, construído em cima de uma fortaleza medieval. Você pode ir para lá a partir de Paris, saindo da estação de Montparnasse, até Tours e de lá trocando de trem para Azay le Rideau (1 hora e 40 minutos de viagem, mais ou menos). Se você já estiver em Tours, basta pegar o trem e em cerca de 40 minutos você estará no castelo. Também há outra opção, a partir de Tours: o ônibus V da Fil Vert, o mesmo que vai para Villandry, também passa em Azay le Rideau (parada Gare).

Chateau Azay le Rideau

Então, viram como é possível visitar os castelos sem depender de carro ou excursão? Claro que é inviável visitar tudo em um dia só. Então, vale muito à pena se você puder dispor de, ao menos, dois dias para a região. E ela merece, você vai ver!

———

Este texto foi escrito pela minha querida amiga Renata Inforzato, jornalista e autora do blog Direto de Paris, que mora na capital francesa há algum tempo e tem muitas dicas de lá. Confiram: http://diretodeparis.com/.

Obrigada querida!

Não deixe de conferir todas as nossas dicas de Paris e dicas da Françae nem de verificar os ingressos e passeios que poderá comprar com desconto antes de embarcar para lá.

guia de ParisAproveite para conhecer também o nosso guia, o “Roteiro de 7 dias em Paris e arredores“,  que está cheio de dicas práticas e traz a sua viagem toda planejada dia-a-dia.

COMPRE SEU GUIA AQUI

Boa viagem!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

52 COMENTÁRIOS

  1. Ana, eu que agradeço. É sempre muito gostoso escrever para você e nesse tempo chuvoso que faz aqui em Paris, revivi a viagem ao Vale. Ficou lindo no blog!

    Um beijão e obrigada pela chance

    • Ficou lindo mesmo, né?! Te agradeço muita pela disponibilidade e pelas ótimas dicas, sempre. Beijos!

  2. Muito interessante. Tenho uma amiga que está indo de lua de mel para a França, em setembro, e está querendo visitar essa região. Vou passar para ela o post.
    Parabéns e sucesso.

  3. Nossa!
    Eu adorei!!!!
    Estava completamente perdida de como fazer este passeio mas…..
    Adorei as dicas além de ser uma orientação no meu estilo… Transporte publico!!!
    Detesto a idéia de ter que pagar um guia ou excursão …
    Sou ex tripulante de navio de cruzeiro engano desbravar, descobrir lugares caminhando, se perdendo eu acho o máximo!!!
    Acho que três dias e mais que suficiente na região, não acham?!
    Vamos eu e minha filhota de 8 anos em agosto…
    Um beijo!!!!
    Carla

  4. Ola, gostaria de saber se aos domingo o Vale do Loire é muito lotado. Vou em Julho, é férias e tenho duvidas se devo me programar para ir na quarta.. Pode me ajudar?

    • Olá Maurício! Em julho, provavelmente qualquer dia estará cheio, já que é a alta estação por lá, mas talvez na quarta tenha um pouco menos de pessoas. Boa viagem!

  5. O que dá para conhecer em um passeio de UM dia ao Loire, partindo de Paris (período da viagem 02 a 10/07)? A opção de TGV e uso de ônibus especial em alguma cidade base é viável nesse tempo curto? Qual a melhor escolha , entre as opções, em caso de termos que decidir pelos castelos, com o pouco tempo? Agradecemos pelas dicas.
    Valmyr e Wilma

  6. Oi Valmyr

    É pouco tempo mesmo. Se vc quiser ver mais de um castelo, aconselho você a ir até Tours ou Blois e comprar uma excursão de um dia, ou meio dia, que faz até 4 castelos, como esse aqui, por exemplo, http://www.tours-tourisme.fr/excursions-fiche.php?ide=30&idopt=45
    Já se você quiser ir totalmente de transporte público, acho que só dá tempo de ver um ou dois castelos. Você pode seguir as dicas do post para ir até Chenonceau e depois em Amboise, mas aí você tem que voltar para a estação de Saint Pierre des Corps (que é ao lado de Tours) para ir a Amboise, pois não trem direito de Chenonceaux até Amboise. Então, pode não dar tempo.
    Talvez seja melhor você optar por um só castelo, se não quiser usar excursão: indo até Blois, ir até Chambord, ou Cheverny; ou ir até Tours para conhecer Chenonceau, ou Amboise, ou Villandry ou Azay le Rideau ou Langeais.
    Se quiser, pode também comprar uma excursão saindo de Paris. Fiz um texto sobre isso e tenho o link no meu blog http://diretodeparis.com/passeios/
    Boa sorte e se tiver mais dúvidas, escreve que a gente te ajuda
    Renata

  7. Renata,adorei as dicas do link q vc passou sobre o Vale do Loire vc pode me tirar um duvida, eu queria saber mais sobre os horarios e ta tudo em Frances…kkkk…eu nao entendo,poderia ter a opcao em ingles,ne? Vou ficar 3 dias em Tours e la vai ser mais facil d descobrir os horarios pq vou ficar hospedada bem perto da estacao d trem e onibus,mas, ja em relacao a Blois, o q vc me indica? Sairia d Tours,desco em Blois e de la pego o onibus p/Chambord e depois? Volto p/Blois e vou embora ou devo conhecer mais alguma coisa? Vc pode me traduzir os horaios,por favor? vou ta em Tours do dia 2 ate dia 5 d agosto! OBRIGADA

  8. Olá, Ana Catarina!
    Irei para Paris ano que vem, e de lá, farei algumas pequenas viagens para o interior da França. Uma delas será para o Vale do Loire, e ficarei hospedada em Blois. E tb irei para Etretat e Annecy.
    Minha dúvida é quanto a compra de passagens de trem.
    Andei pesquisando preços e horários pelo site da Rail Europe. Gostei bastante, mas li muitas reclamações, na página deles no facebook, sobre o não envio dos bilhetes, etc. E fiquei meio receiosa de dar algo errado.

    É muito arriscado comprar passagem no dia da viagem, direto na estação?
    Eu corro o risco de não achar horário, ou sempre terá?
    Costuma ser mais caro comprar na hora?
    Pq pra todas essas cidades que irei, (Blois, Le Havre (Étretat) e Annecy, eu queria comprar pra ir bem cedinho, pra aproveitar no máximo o dia… Principalmente pra Annecy, que será bate e volta… nas outras duas ficarei mais de um dia.

    Qual o conselho que você pode me dar quanto às minhas dúvidas?

    Muito obrigada!!! 🙂

    • Bom, eu sempre compro na hora ou de véspera e nunca tive problema. Outra opção é comprar direto no site de trens franceses. Boa viagem!

      • Muito obrigada. Talvez eu vá alguns dias antes e compre diretamente na gare pra não ter problemas.
        Agora tenho outra dúvida. Queria muito ir ao Chateau D’Usse… Acho que não tem ônibus ou trem pra lá né? A partir de Tour teria como pegar taxi para fazer esse passeio? Costuma ser muito caro? Eles cobram pelo trajeto ou pelo passeio em si?
        Obrigada mais uma vez… Verônica

  9. Olá, Adorei o Blog, super didático e bem ilustrado.Sou fotógrafo e estou trabalhamdo em um projeto de fotografar noivas pelo mundo.Já tuve a oportunidade de fotografar em diversos lugares exuberantes da Europa, Amrica do Sul e Caribe. Fiquei encantado com os castelos e penso que seria uma locação maravilhosa para fotografar Noivos devidamente trajados.Isso é possível? É necessário a;guma autorização especial prévia?
    Agradeceria muito se pudesse me ajudar. Grande Abraço.

    • Infelizmente não faço a menor idéia, rsrsrsr. Isso você deve perguntar aos escritórios de turismo locais, não?!

  10. Bom dia!
    Adorei as dicas, mas tenho uma dúvida: a tarifa de 6 euros da navette é por trecho ou ida e volta? Após visitar Chambord, tenho q pagar mais um bilhete (6 euros) para ir de lá até Cheverny no mesmo dia?
    Obrigada!

  11. Vou viajar de penichette pelos canais da frança.
    a viagem comela em BRIARE, passando por St, Satur, Nevers, Decize, Vaneaus e termina em Dompierre des Besbre……escolhemos esse roteiro por nos ser totalmente desconhecido.
    Alguem por ai conhece essas cidades.
    O que nos interessa mesmo é a região de SANCERRE e Puilly Fumee por causa de seus famosos vinhos.
    aceito sugestões
    obrigada

  12. Adorei o site e as dicas para o castelo!! Estou querendo visitar o Vale, mas só disponho de um dia. APesar de adorar a ideia de utilizar transporte público, acredito que neste caso pegar uma excursão é mais aproveitável, hehe. Beijo

  13. Oi Ana,
    Vou passar 3 noites no Vale do Loire e olhando no Google Maps achei que Amboise é uma boa base também, fica próximo a Chenonceau e Clos Lucé, além do próprio Chateau de Amboise. Aí vem minha dúvida.. será que vale a pena ficar uma noite em cada cidade (Tours, Amboise e Blois)? Pensei no 1º dia conhecer só Villandry e depois ficar zanzando por Tours, no 2º visitar Amboise e Clos Lucé de manhã e Chenonceau de tarde e no 3º Chambord, Cheverny e Blois. Vc acha que eu consigo visitar os 7 castelos nesses dias ou fica corrido demais? Ah, a idéia é alugar um carro em Tours.
    Espero que possa me ajudar, estou com bastante dificuldade de encontrar essas informações…
    Obrigada 😉

    • Não só acho, como tenho certeza que é mais do que suficiente, pois eu mesma já visitei 5 deles em um único dia, rsrsrsrs. Acho melhor ficar em uma cidade só, pois é mais prático do que ficar trocando de hotel toda hora. Boa viagem!

      • Nossa, heheh.. então fico mais tranquila.. é, acho que vou me hospedar só em Amboise mesmo, não sei pq, mas simpatizei mto com a cidadezinha 🙂
        Obrigada, Ana!

  14. Cata!!!!! HELP! Nao sei NADA de franca e vou passar umas 4 noites básicas por l’a. Eu tinha pensado em ficar stationed em paris e fazer o que desse dos arredores, mas aqui pelas dicas to achando que eh melhor escolhes uma cidade do vale do loire e passar uns dois dias ali rodando all around de carro. Se eu tiver que escolher uma pra dormir qual seria sua sugestão?

    • Hi boss! rsrsrs. Olha, fique em Amboise, que já tem 2 castelos no centro mesmo para ver e fica perto para visitar os demais. Beijos

      • thank you much, mas jan mudei a programacao toda de novo 🙂 e agora soh faco pergunta depois de ter definido DE VEZ o roteiro !!!! (Eu reclamo, mas adoro a programação quase tanto ato a viagem em si) – Well.. u know me!

  15. Post excelente! parabéns! !
    Estou planejando ir agora em Maio junto com o namorado..mas estou cheia de medo de dirigir la!!.do jeito que vc escreveu parece que vale muito mais a pena ir de transporte publico! sem stress de se perder nas estradas e tal.
    Queria tirar uma duvida…eu poderia ficar num hotel em Amboise? pq os castelos que eu faço mais questao de visitar sao Chambord, Cheverny, Clos Luce e Chenonceu…daria p fazer tudo isso de trem tranquilo de Amboise? ( se sobrar tempo eu vou para outros partindo de lá) ….pelo menos vendo aqui no site do Rail Europe tem trens direitinho…( será q pode comprar o trem na hora? comprar antes é ruim pq nao sabemos qnt tempo ficar em cada).

    obrigada!! adorei muito todas as dicas! você é ótima nisso!

  16. Oi! Gostaria de visitar o chateau d’Usse e vou usar Tours como base. Como faço para ir de trem? Tentei informações no site mas sem sucesso.

  17. Olá,

    Passarei três dias e duas noites em Tours e tenho a intenção de conhecer os castelos sem excursão e sim por transporte público. É fácil chegar em Chenonceau por trem ou ônibus? Saindo de Tours, é possível conhecer Chambord e Amboise também por transporte público?

    obrigado

  18. Adorei suas dicas! Facilitou muito minha viagem! Segui todas as suas informações e deu tudo certo!

  19. Olá 🙂

    Cheguei a Tours há alguns dias e irei passar 1 anos nesta bela cidade. Gostaria de saber quanto em média custam os bilhetes para poder entrar nestes castelos. Eles ficam abertos todos os dias e a que horas iniciam e a que horas se encerram as visitas? O visitante pode entrar sem o acompanhamento de um guia?

    Merci.

    • Camila, para ter todas essas informações atualizadíssimas, basta entrar no site de cada castelo, 🙂 Boa estadia!

  20. gente q site maravilhoso!!!!!! vou só a paris em agosto tava totalmente perdida qto aos castelos agora me achei!!! mas nao vou mentir q tenho receio da frança….nao falo NADA de frances quero ver na hora de andar de trem…..parabens

  21. Oi . adorei as dicas…vou para Paris em janeiro/2015 e estou reservando 1 dia para ir ao Vale, vou de trem, sair bem cedinho de Paris, e pretendo visitar Amboise com Clos Lucé e Chenonceau…qual o melhor roteiro? Descer em Tours e de lá ir a Amboise e depois ir a Chenonceau ou o contrario?

  22. Olá Ana, gostaria de sua ajuda no seguinte: Minha esposa e eu gostaríamos de ir de ônibus de Paris ao Vale du Loire, Você pode me indicar a melhor empresa de ônibus para fazer esta viagem??
    aguardo e obrigado
    Jorge

  23. Olá,Bom dia! Tudo bem? Adorei o texto, bem explicadinho. Vou em Julho de 2017 e queria saber se por exemplo vou até Amboise e de lá quero ir para Chenonceau ,é melhor ir de metrô ou ônibus? Vi que pelo tempo ( metro) saindo da Estação de Tours a diferença é pouca.
    A estação é bem sinalizada? Quero apenas programar direitinho pq vou levar minha mãe e filha.

    Obrigada.

  24. Fantástico !!! Adorei suas dicas !!! Peguei várias sugestões vou de carro pra o vale com meu marido e filhos ! Abraços

  25. Olá
    Vou para Paris em agosto e estou pensando em alugar um carro para um bate e volta para o Vale do Loire. Li em alguns blogs, que por dentro é mais ou menos a mesma coisa e que ao invés de entrar em todos, aproveitar mais os jardins que são lindos.
    Gostaria de saber se para conhecer os jardins precisa pagar pela entrada nos castelos.
    Assim, talvez eu conseguisse conhecer mais da região, pois só tenho um dia.

  26. As dicas foram muito uteis. Viajei no mês de julho/2017 e pude conhecer os chateaus a partir de blois. Pegamos o trem em Paris as 07:38 e chegamos na estação a tempo de pegar a primeira navette. O passeio foi perfeito!
    Deu para voltar tranquilamente no trêm das 18:41.
    Como em julho o dia é mais longo, daria para ter saido um pouco mais tarde e conhecer um pouco mais a cidade de Blois. Cheverny e Chambord são belissimos!!

  27. Oi bom dia muito bom suas dicas estou inda a Paris vou chegar numa TERÇA feira voce saberia me diser se posso comprar o cartão navigo e ja sair usando mesmo que compre na terça feira pois fiquei sabendo que so pode ser comprado na segunda feira obrigado

    • Ele pode ser comprado qualquer dia, mas vale a partir de segunda, ou seja, você vai perder um dia dele. Boa viagem!

  28. Eu estarei antes do dia 30 de março, por volta de 12 a 17. Há chance de haver navette ou só depois do dia 30 mesmo?

  29. Eu quero agradecer as dicas que foram muito úteis na minha viagem. Eu fiquei em Tours e visitei Amboise e clos lucé em um dai e no dai seguinte fui para Chenanceau. No terceiro dia fui para Azay le Ridaeu. Usei o trem e gostei muito. Fiz os passeios com calma e me diverti muito.

  30. Parabéns! Linguagem clara e explicação muito objetiva. Sugestão: Inclua o link dos Castelos para podermos consultar os preços das entradas, o qual foi o motivo da minha pesquisa no Google, porém tuas informações foram valiosíssimas. Muito obrigado.

  31. Desculpe a minha ignorância, mas vi que já existe o link dos Castelos. Desconsidere, por favor, minha sugestão.
    Obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here