Dicas de Budapeste: tudo o que você precisa saber!

Organizamos e sintetizamos aqui pra vocês algumas dicas de Budapeste, cidade que acabamos de visitar e simplesmente amamos. Ficamos lá 4 dias e podemos dizer que merece mais.

Buda e Peste. A capital da Hungria era dividida em duas cidades até 1873 e, apesar de ter se tornado Budapeste desde então, é comum as pessoas se referirem ainda aos lados para melhor identificação e localização dos bairros.

Cortada pelo rio Danúbio, Budapeste tem em seu lado ‘Buda’, na margem direita, as atrações mais históricas, como o Castelo de Buda, museus, áreas verdes e residenciais. Já no lado ‘Peste’ é onde a agitação acontece, com bares, restaurantes, pubs, hotéis além de outros pontos turísticos, como o Parlamento.

Com muitos monumentos históricos, a cidade é conhecida como a “Pérola do Danúbio”, sendo repleta de patrimônios da humanidade, contando, inclusive, com um assentamento celta na parte mais antiga de Buda.

Confira aqui as nossas dicas de Budapeste e conheça essa charmosa cidade do leste europeu!

dicas de budapeste

Dicas de Budapeste

Como chegar em Budapeste?

Não há voos diretos do Brasil para o aeroporto de Budapeste, então, assim como muitas cidades europeias, é preciso fazer conexão em outras capitais. As cias KLM, Lufthansa, TAP e Alitalia são algumas das que fazem o trajeto.

Se você já estiver na Europa, as melhores opções podem ser as companhias aéreas low cost ou os trens, muito utilizados para locomoção entre os países europeus. Indo de trem partindo de Viena, por exemplo, a viagem dura menos de 3 horas e você ainda aproveita para apreciar a paisagem dos países.

Apesar de o trem ser um dos transportes mais utilizados na Europa, os ônibus também podem ser uma boa opção, principalmente por conta do preço, porém, geralmente demoram mais tempo no trajeto.

dicas de Budapeste

Basílica de Santo Estevão

Agora, sabia que é possível ir para Budapeste de barco? Pois é, cortada pelo rio Danúbio, a capital da Hungria faz bem em oferecer esta opção! O transporte via barco pode ser feito de Viena ou de Bratislava.

Mas, talvez a sua melhor opção seja mesmo as companhias aéreas low cost, que sempre têm preços imbatíveis. Foi o nosso caso, que fomos partindo de Madrid pela Ryanair. Leia mais a respeito:

É necessário visto para visitar a Hungria?

Brasileiros que vão a turismo não precisam de visto. A regra é a básica de vários países europeus: é possível ficar no país somente com passaporte e sem visto por, no máximo, 90 dias.

Monumentos de Budapeste

O Castelo da parte “Buda” da cidade

Dinheiro em Budapeste

A Hungria possui moeda própria, chamada de Florim Húngaro ou Forinte (Ft), que não é encontrada facilmente em outros países. Então, o melhor é levar dinheiro em Euro (ou Dólar) e trocar nas casas de câmbio em Budapeste mesmo.

As notas do Florim Húngaro são divididas em valores de 500, 1.000, 2.000, 5.000, 10.000 e 20.000 e as moedas são em 5, 10, 20, 50, 100 e 200.

Há bastante caixas eletrônicos espalhados pela cidade e sacar o dinheiro na moeda local pode ser uma opção interessante também.

Assim que chegamos trocamos apenas 50 euros no aeroporto, imaginando que o câmbio não seria dos melhores. E tínhamos razão. Na cidade é fácil achar casas de câmbio pagando bem melhor.

Budapeste dicas

Castelo dentro do Parque da Cidade, uma das atrações de Budapeste

Como ir do aeroporto até o centro de Budapeste?

O Aeroporto Ference Liszt está situado a cerca de 20 km do centro e o acesso é fácil com transporte público. Existe também um serviço de Shuttle, além dos táxis. Dentro do aeroporto tem um balcão de atendimento ao turista que vai te orientar da melhor forma com o transporte que você escolher.

De transporte público é necessário pegar um ônibus e depois o metrô e os bilhetes podem ser comprados no próprio balcão de atendimento ao turista. A linha de ônibus é a 200E e sai de dentro do aeroporto, com desembarque na estação de metrô mais próxima, a Kőbánya–Kispest da linha 3 – Azul. Da estação, são cerca de 20 minutos direto até o centro da cidade. De lá você pode fazer baldeação para outras linhas que te levam para outros pontos de Budapeste.

metro em Budapeste

A cidade é relativamente bem servida de metrô

O serviço de Shuttle do aeroporto funciona 24 horas e proporciona mais comodidade, principalmente para quem está com muitas malas ou cansado para enfrentar o transporte público logo que chegar à cidade. O microônibus do Shuttle te deixa na porta da sua hospedagem e pode ser agendado antecipadamente pelo site oficial ou diretamente no guichê no aeroporto. Os valores variam de acordo com a distância do aeroporto até a hospedagem.

Nós fomos de táxi, pois estávamos com as duas turistinhas e “carregados”. Você pode se dirigir a um dos balcões de táxis oficiais, que vai te dizer o quanto você vai gastar na corrida (em média) e te dar um papel pra mostrar à fiscal lá fora, que vai te indicar que carro a pegar. O papel, com o endereço e o valor da corrida, você entrega ao motorista. Nossa corrida deu, por conta do trânsito, um euro a mais do que o anotado (foi 25,00 euros).

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Que tal já chegar no seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados que funcionam em 140 países e ainda planos que incluem telefone, no caso de viagem para o EUA. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e receba o seu chip em casa com frete grátisCompre aqui


Qual a melhor época para visitar Budapeste?

Com estações do ano bem definidas, a melhor época vai depender do seu objetivo de viagem. Se você não gosta de frio, fuja dos meses de dezembro até fevereiro, quando as temperaturas chegam a abaixo de zero grau.

Nos meses de março e abril as temperaturas estão mais agradáveis e ocorre o Festival da Primavera na cidade, o maior evento de todo o paí, então, fique atento à lotação nas acomodações.

O verão ocorre de junho a agosto, com temperaturas que chegam aos 25°C. Lembrando, porém, que são as férias europeias e, portanto, os preços ficam mais caros e lugares mais lotados também.

Nós fomos em janeiro, pegamos um frio de cerca de 3º – 6º e chegamos a ver uns floquinhos de neve caindo. Mas acredite: dá pra encarar, a cidade estava lotada!

o que fazer em Budapeste

Aproveite o inverno para curtir a estação! Pista de patinação no Parque da Cidade.

Quais são as principais atrações turísticas de Budapeste?

Nós ainda vamos escrever um post só sobre as atrações de Budapeste, com detalhes de cada uma. Mas, aqui vai uma listinha pra você ver quanta coisa tem.

  • Parlamento Húngaro – Országház,
  • Castelo de Buda – Budai Várnegyed,
  • Igreja Mathias – Mátyás Templom,
  • Mercado Central – Központi Vásárcsarnok,
  • Bastião dos Pescadores – Halászbástya,
  • Ponte das Correntes – Széchenyi Lánchíd,
  • Avenida Andrássy – Andrássy út,
  • Praça dos Heróis – Hosök tere,
  • Parque da Cidade – Városliget,
  • Grande Sinagoga – Nagy Zsinagoga,
  • Memorial “Sapatos às margens do Danúbio”
  • Casa do Terror – Terror Háza
  • As Águas termais
  • Memento Park

☛ Leia também: O que fazer em Budapeste: principais atrações

1x1.trans - Dicas de Budapeste: tudo o que você precisa saber!

O Parlamento, o prédio mais imponente e conhecido de Budapeste

Onde ficar em Budapeste?

Uma das nossas dicas de Budapeste é se localizar pelos números. A cidade é dividida em distritos identificados por algarismos romanos, o que facilita na hora de memorizar. Afinal, não é todo mundo que fala húngaro, não é mesmo?

Peste

O bairro Erzsébetváros está no distrito VII e oferece muitas opções econômicas, além de ser uma região ótima para se aproveitar a noite em Budapeste por conta dos muitos pubs espalhados por lá. Erzsébetváros é o lugar onde ficavam os guetos judeus no final da Segunda Guerra Mundial e diversos prédios abandonados desta época acabaram virando pubs super transados.

Belváros fica no centro da cidade, no distrito número V. Localizado pertinho do rio Danúbio e com uma vista linda de Budapeste, é neste bairro que ficam as ruas para compras, prédios importantes, restaurantes, bares e construções históricas. O bairro é chamado de Inner City.

Terézváros é o bairro onde fica a Ópera de Budapeste, em uma avenida que é considerada Patrimônio da Unesco. Localizado no distrito VI, é uma região mais tranquila e boa pra quem quer fugir da agitação, mas ainda assim ficar perto das principais atrações. Os preços são mais altos que dos outros distritos.

Ópera de Budapeste

Ópera de Budapeste

Buda

Com ruas datadas do século XIII, Budavár, distrito I e chamado também de Distrito do Castelo, é onde fica a maioria das hospedagens da parte Buda, justamente por ser a área mais turística. A região fica em uma colina, à beira do rio, é ótima em localização, mas os preços não são dos mais baratos.

Varnegyed faz parte do Distrito I e é onde se encontram os chamados banhos termais. É uma região tranquila e também próxima do Castelo de Buda e outras atrações.

Castelo de Budapeste

O Castelo de Buda, visto de pertinho

Nós ficamos num local entre o Belváros e o Terézváros, super bem localizados. Fizemos praticamente tudo a pé, em local com muito comércio, restaurantes, transportes, etc. Diversas atrações e praças por perto. E o apartamento é ótimo, com sala, cozinha, quarto e todas as comodidades de um hotel. O hotel foi o 7 Seasons Apartaments Budapest.

Se quiser ficar nesta mesma região, uma referência para procurar o seu hotel é procurar algo perto da praça de Deák Ferenc Tér.

☛ Leia também: Onde ficar em Budapeste (dica de hospedagem excelente!)

Quantos dias são necessários para visitar Budapeste?

Budapeste pode ser visitada em dois dias completos, se você focar somente nas principais atrações. Mas o indicado são pelos menos três dias na cidade, ou quatro, se quiser aproveitar com calma e apreciar melhor a Pérola do Danúbio. 

Nós, por exemplo, ficamos 4 dias na cidade, mas era inverno (às 16h já está de noite nesta época) e estávamos com crianças, ou seja, andando mais devagar e parando mais.

Como se locomover por Budapeste?

A pé é uma das melhores formas, principalmente se estiver hospedado em uma boa região. A bicicleta é outra opção bastante utilizada na cidade e existe um sistema público de aluguel de bicicletas que permite até 30 minutos de uso de graça, o chamado Bubi (Budapest Bicikli).

Já os transportes públicos existentes são os ônibus, metrô e bondinho (tram). Todos são bons e atendem bem a cidade, mas o metrô vale o uso pela história, afinal, é o segundo mais antigo do mundo!

dicas de Budapeste

O bonde circula por boa parte da cidade

Quais são os melhores passeios de um dia a partir de Budapeste (bate e volta)?

A cidade de Visegrád, que fica a cerca de uma hora de Budapeste, já foi a capital da Hungria em uma época da história. Ela fica na chamada Curva do Danúbio e oferece uma vista linda da região. O castelo da cidade, localizado no topo, é um dos destaques da charmosa cidade.

Szentendre é um bom destino de bate e volta para quem gosta de arte. Museus, galerias e atelies são encontrados por toda a parte, além de bons restaurantes e lojinhas.

Bratislava é uma cidade recente na história da humanidade. É a capital da Eslováquia, país surgido em 1993 após o desmembramento da Tchecoeslováquia.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


Dicas de compras em Budapeste

Peste é a parte da cidade com mais opções de compras, mas em toda a capital da Hungria é possível encontrar lojas interessantes. A Rua Váci, principal rua da cidade, é um ótimo lugar a céu aberto para passeio e compras.

O Mercado Central é outro ponto bastante interessante para compras. Construído em 1897, você encontra comidas típicas e produtos mais alternativos nos três andares de um dos principais mercados da Europa.

Para quem curte shoppings, Budapeste não vai te deixar na mão. O Shopping WestEnd City Center oferece cinema, cassino, pista de patinação, terraço e, claro, muitas lojas! E se ele não for o suficiente, vá ao Shopping Aréna Plaza. Ele é mais novo, construído em 2007, é o maior da cidade e super indicado para quem procura roupas e sapatos. Uma curiosidade: este shopping foi construído sob uma antiga pista de corrida de cavalos.

O quê e onde comer em Budapeste?

Você verá nomes estranhos (claro, tudo em húngaro), mas não se assuste, são pratos deliciosos! As comidas típicas em Budapeste geralmente contam com ensopados, carnes, sopas e vinhos.

Por exemplo,  a Goulash Soup (gulyás), um prato que você encontra facilmente, pois é muito tradicional na Hungria, consiste em sopa à base de páprica, carne e legumes.

A páprica é um tempero muito comum. É o famoso pimentão e compõe diversos pratos típicos. Tem também o Pörkölt, ensopado de carne com páprica, o Töltött Káposzta, repolho recheado com carne e arroz, e o Paprikás Csirke, pedaços de frango cozidos com molho.

Já nos doces, a gastronomia húngara oferece o Gesztenyepüré, que é um purê de castanhas com calda doce por cima, e o Rétes, que é um strudel húngaro. O melhor lugar do mundo para experimentar um verdadeiro Strudel é o Elso Pesti, o primeiro restaurante em Peste específico nesta comida típica – e o melhor!

strudel Budapeste

Detalhe do melhor Strudel do mundo. Delicioso!

E falando em bebida, não deixe de experimentar o Vinho Tokaji.

Uma das dicas de Budapeste de onde experimentar a comida húngara é o Market Hall (Mercado Central), que é o mais antigo da região e centro gastronômico da cidade. Os cafés espalhados por Budapeste são uma boa opção também e o Centrál Kávéház (Café Central) é um dos mais tradicionais, datado de 1887. Como restaurante, a sugestão é o Hungarikum, especialista em gastronomia húngara. E não podemos esquecer nunca das comidas das barracas de rua, é claro.

Os famosos banhos termais de Budapeste

Conhecida como a capital mundial das águas termais, Budapeste oferece diversas opções para os famosos banhos de água morna que brota diretamente da terra. São vários em toda a cidade e a tradição vem da época dos romanos, que adoravam um banho público. Os banhos termais são procurados tanto por turistas quanto moradores, chegando a formar filas na porta dependendo da época.

Atualmente, a maioria das casas de banhos termais conta com sauna, serviços de massagem, aluguel de lockers e até itens de higiene e banho, caso você esqueça os seus. Utilizadas tanto no inverno quanto no verão (afinal, a temperatura das termas variam), é preciso pagar para entrar nas casas de banho e os serviços oferecidos, como aluguel de vestiário e massagens curativas, geralmente são à parte.

Kiraly Bath é uma das casas mais antigas de Budapeste, oferecendo um banho turco medieval em um prédio datado do século XVI. Sinta-se como se estivesse nos primórdios dos banhos termais! Outro banho termal antigo é o Rudas Fürdő, datado de 1560, com opção de banho noturno com vista para o rio Danúbio. Szechenyi Spa Baths é uma das mais famosas casas de banho em Budapeste. Construída em 1913 é um dos maiores spas da Europa, com piscinas externas e internas em uma construção de estilo neobarroco.

Infelizmente, não pudemos aproveitar das termas, por conta das crianças. Mas, com tanta coisa pra fazer em Budapeste, não teríamos nem tempo!

sapatos DAnúbio

Escultura Sapatos no Danúbio, em homenagem aos judeus que eram obrigados a retirar os sapatos (item caro na época), mortos e atirados ao rio pelos nazistas.

Então, é isso. Está pronto pra visitar Budapeste? Nós aconselhamos fortemente você a fazer isso, pois pra gente foi uma surpresa!

Antes de ir, leia também como comprar ingressos para o Parlamento. É melhor comprar antes, se quiser conhecer o prédio por dentro.

Boa  viagem!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotel Seguro viagem chios de internetingressos e passeios guias de viagempassagens aéreas mais baratas Guia de viagem turista profissional

1 COMENTÁRIO

  1. Muito bacana seu texto. Conheci Budapeste em 2015, Sensacional. !!!! Voces teriam alguma dica sobre a Suiça ????

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here