Home / Hong Kong / Dicas de Hong Kong: tudo o que você precisa saber!

Dicas de Hong Kong: tudo o que você precisa saber!

Hoje vamos dar a vocês dicas de Hong Kong, destino que adoramos conhecer (tanto que voltamos!) e cheio de surpresas.

Esta ex-colônia do Império Britânico já pertenceu também por um curto período ao Japão, voltando a ser colônia britânica, de quem se libertou em 1997, tornando a ser da China. Ufa!

Afinal, Hong Kong é China ou não é China?

A resposta não é simples… é e não é ao mesmo tempo. Hong Kong é uma das duas Regiões Administrativas Especiais (RAE) da China, sendo a outra Macau.

Sendo uma Região Administrativa Especial, Hong Kong tem uma certa independência da China, com um sistema político diferente, um judiciário independente, um chefe e governo próprio e, inclusive, moeda própria: o Dólar de Hong Kong. Em outros aspectos – como Relações Exteriores e Defesa, depende da China.

Hoje este arquipélago é um dos locais mais densamente povoados do mundo, com seus 7 milhões de habitantes, e um dos maiores centros financeiros internacionais.

A paisagem da cidade é marcada pelos imensos arranha-céus, mas ela também tem seus cantos e recantos mais sossegados.

Venham com a gente conhecer um pouco mais deste país (ou não seria um “país”?).

Dicas de Hong Kong

Já fomos a Hong Kong duas vezes. Quem está viajando pela Ásia, quase fatalmente terá que fazer uma conexão em Hong Kong. Então, se você tiver alguns dias, sugiro parar lá e aproveitar um pouco do que este território autônomo oferece.

Como chegar a Hong Kong?

Bom, como você já pode imaginar, é uma verdadeira volta ao mundo, rsrsrs.

Não há voos diretos do Brasil para Hong Kong, então, necessariamente você vai ter que fazer uma conexão em outro lugar, que poderá ser na Europa, África ou EUA. Nós sempre fomos via Europa e, na primeira vez, aproveitamos a parada em Frankfurt para ficar 2 dias e não ter que voar direto. Já na segunda vez, fomos direto, voando: São Paulo – Frankfurt – Pequim – Hong Kong e foi MUITO cansativo, mais de 35 horas viajando (e com uma criança de 2 anos junto). Então, se tiver a possibilidade de “quebrar” seu voo, faça isso.

turista profissionalFoi puxado, mas chegamos!!

Veja aqui opções de voos para Hong Kong, com as melhores datas, voos e valores. A pesquisa é saindo do Rio de Janeiro, mas se for saindo de outra cidade, role a página pra baixo e troque a cidade de origem.

É preciso de visto para Hong Kong?

Com um passaporte brasileiro, não é preciso visto. De acordo com o site do conselho de turismo de Hong Kong, a maioria das nacionalidades não exige visto se permanecerem menos de 180 dias.

Como ir do aeroporto ao centro de Hong Kong?

Eis um aeroporto super moderno e com ótimas opções de transporte público.

Ele está localizado na ilha de Lantau e de lá até Hong Kong Island ou Kowloon, além do táxi (caro!), há trem e ônibus.

Escolher entre um ou outro vai depender muito da localização do seu hotel. No nosso caso, o ônibus foi a melhor escolha, visto que nos deixava na porta do hotel, literalmente, por isso, analise o seu caso.

O trem MTR – Airport Express leva até o centro da Hong Kong Island em 24 minutos, pois não para em muitas estações pelo caminho. Uma vez chegando na estação, dependendo do caso, você poderá fazer baldeação com o metrô/ônibus e descer o mais próximo possível do seu hotel. O custo deste trem é de HK$ 100 o trecho.

O ônibus sai bem mais em conta (nós pagamos HK$ 33), mas demora um pouco mais. Até o nosso hotel gastamos cerca de 50 minutos, pois pegamos um pouco de trânsito. No nosso caso, que estávamos na Nathan Road, por exemplo, o ônibus era o A21. Se está preocupado com a bagagem, relaxe, pois há locais específicos para deixar as malas dentro do ônibus.

Verifique com o seu hotel qual a linha ideal, pois eles vão te indicar direitinho se é melhor pegar o trem ou o ônibus e se será preciso fazer alguma baldeação.

dicas de Hong Kong

como sair do aeroporto de Hong KongNosso ônibus por fora e por dentro. No canto superior esquerdo, um detalhe da câmera para quem viaja no segundo andar ficar olhando suas malas

Quando visitar Hong Kong?

Nós sempre fomos no inverno local (em dezembro e janeiro), mas achamos um clima bem agradável e nada insuportável.

Já para quem detesta frio, talvez a época ideal seja ir durante o verão (de junho a setembro), mas é um período bem quente e a mais chuvosa.

No restante do ano (primavera e outono), a temperatura é mais amena, em média 23º C.

clima em Hong Kong

Quantos dias são necessários para visitar Hong Kong?

Nas duas vezes que estivemos em Hong Kong ficamos 3 dias inteiros (sem contar chegada e saída) e, mesmo assim, na nossa segunda vez visitamos uma série de lugares que não tínhamos dado conta de conhecer na primeira vez. Então, eu diria que para quem quer conhecer relativamente bem este destino e ainda fazer um bate e volta até Macau (vale a pena!), o ideal seriam uns 5 dias. Se não for possível, tente ao menos os 3 dias e definir quais são as suas prioridades.

Uma boa opção para quem tem pouco tempo é usar e abusar daqueles ônibus turísticos, os Hop-on Hop-off.

Atrações turísticas de Hong kong

Entendendo a geografia de Hong Kong

Hong Kong é formado por um conjunto de mais de 2oo ilhas. Há a ilha principal que leva o nome de Hong Kong, a parte continental de Kowloon, a ilha de Lantau , os Novos Territórios e várias outras ilhas menores.

Muito provavelmente, a sua visita vai se concentrar nas 3 primeiras citadas aqui, onde ficam as atrações principais: Hong Kong Island, Kowloon e Lantau Island (veja o mapa mais adiante).

A Hong Kong Island é a parte mais populosa e a mais cara da cidade. Kowloon é uma parte também populosa, mas de construções mais antigas e populares – com exceção da área da orla, de frente para a Hong Kong Island. E a Lantau Island é a região mais afastada, mas que você, provavelmente, vai. É lá que ficam, por exemplo, o aeroporto, a Disney e a imensa estátua do Buda, na qual chegamos através do maior teleférico do mundo. Ele tem 6 km, demora quase meia hora para te levar à imensa estátua do Grande Buda, no alto da montanha. Passeio imperdível.

Atrações de Hong KongO teleférico…

Grande Buda… que leva para o Grande Buda.

Como se locomover em Hong Kong?

Hong Kong tem um transporte público eficiente e é muito confortável usar seus ônibus e metrôs. E, ainda por cima, tem uma boa rede hidroviária, ligando as ilhas do entorno.

Usamos muito o metrô da primeira vez, pois ficamos em um hotel com uma estação por perto e a rede é imensa. Da segunda vez, entretanto, só utilizamos as barcas e ônibus. Ou seja, as opções são muitas.

turista profissional

A desvantagem do metrô é que você não pode ir vendo a cidade, como nos ônibus. Mas, em compensação, você não pega trânsito e não perde tempo. Outra vantagem do metrô é que ele cobre bem a parte mais turística da cidade. Veja no mapa abaixo que ele cobre tanto a parte continental (Kowloon) como o norte da Hong Kong Island e Lantau Island.

metro de Hong KongClique na imagem para aumentar

Os ônibus também são ótimos de usar. São modernos, de dois andares, com piso baixo. Então, é fácil para pessoas com mobilidade reduzida ou com carrinhos de bebê.

As barcas que ligam as ilhas também são fáceis de utilizar, úteis, baratas e amplas. Super seguro. Dependendo de onde você ficar, vai usar bastante, como nós.

Fique atento, pois, para pagar o ônibus, somente como moedas, na hora, e sem troco. No metrô e nas barcas, você pode comprar o ticket em máquinas previamente.

Existe, ainda outra opção, bem turística, mas funcional. Se você quiser rodar a cidade pelos seus principais pontos turísticos, sem se perder e com comodidade, pode usar o ônibus hop-on hop-off. Comprando este passeio, você também recebe ingressos para várias atividades.

o que ver em Hong Kong

Você pode comprá-lo aqui mesmo no Brasil, veja abaixo mais informações:

Onde ficar em Hong Kong

Taí uma pergunta difícil de responder. Não porque não tenham bons hotéis em Hong Kong. Tem, muitos. Mas hospedagem por lá é um item caro. Se dinheiro não é um problema pra você, e você gosta de bons hotéis, será fácil encontrar um.

Hong Kong tem alguns ótimos hotéis de luxo, mas também muitos hotéis baratos, só que… não espere qualidade nestes. A região da Hong Kong Island é a mais cara da cidade.

onde ficar em Hong KongNathan Road

Das duas vezes que fomos, nos hospedamos na Nathan Road, na parte continental. É uma das principais ruas de Hong Kong, onde passam diversas linhas de ônibus, com fartíssimo comércio, muitos restaurantes, vida noturna agitada. Dali, pode-se ir a pé para a região da orla da Baía, onde se tem diversas atrações, como a Avenida das Estrelas, o Museu de Arte, o Museu Espacial, shoppings, a estação das barcas para outras regiões etc.

É nesta região, também, que se pode ver a linda skyline da Hong Kong Island, em frente, e, à noite, assistir ao famoso show de luzes nos prédios.

show de cores hong kong

Faça algumas pesquisas e ache a melhor hospedagem para você na cidade:

Onde comer e o que comer em Hong Kong

Bom, Hong Kong fica na Ásia… na China (apesar de não ser da China, é da China rs) e, portanto, a comida local é muito parecida com a Chinesa. Por outro lado, sendo um país super globalizado e com pessoas do mundo inteiro, é comum encontrarmos restaurantes de comidas internacionais (italiana, francesa, etc.), além de redes conhecidas.

Sendo assim, a gente não ‘arriscou’ muito. Estávamos, inclusive, com a nossa TuristaProfBaby, então, fomos em nomes conhecidos e onde saberíamos o que encontrar. Por exemplo, da primeira vez jantamos duas vezes em um Outback que tinha perto do hotel. Infelizmente, da segunda vez ele não estava mais no mesmo local (sim, fomos procurá-lo). Uma pena, porque ele era bem mais servido do que a versão brasileira…

E descobrimos também uma rede de comida italiana chamado Spaghetti House que é maravilhosa. Uma boa dica pra comer bem a um preço justo. Os pratos são bem servidos e “normais”.

onde comer em hong kongNo cardápio do Spaghetti House vem fotos…

o que comer em hong kong… e os pratos são bem fiéis a elas!;

E, temos que confessar… comemos algumas vezes no Mc Donalds… rs. Tinha uma lanchonete dessas bem perto do hotel que ficava aberto 24 horas. Utilizamos especialmente para o café da manhã.

comida em hong kongPra quem topa um Mc Donalds… tem opções diferentes do Brasil

Então, se você também prefere ir no mais tradicional, saiba que é possível encontrar comidas mais ocidentais, como nesses exemplos. E também as praças de alimentação de shoppings podem ser boas opções.

Leia um pouco mais sobre o assunto:

Quais as principais atrações de Hong Kong?

As opções são inúmeras e você poderia ficar vários dias lá para dar conta de “tudo”, mas vamos citar as principais aqui, só para ter uma ideia:

  • The Peak
  • Buda Gigante
  • Po Lin Monastery
  • Ngong Ping 360 Cable Car
  • Disneyland
  • Flower Market
  • Clock Tower
  • Avenue of Star
  • Symphony of Lights
  • Estátua do Bruce Lee
  • Sky 100
  • Causeway Bay
  • Man Mo Temple
  • Bate e volta até Macau
  • Praia de South Bay
  • Mercados em Sheung Wan
  • Hong Kong Observation Wheel (roda-gigante)
  • Atravessar a baía de Star Ferry
  • Ocean Park
  • Hong Kong Museum of History
  • Stanley Beach

Leia aqui como foi o nosso passeio a Macau:

Hong Kong dicasVista do alto do The Peak

Visitar a Disney de Hong Kong vale a pena?

Somos suspeitos para falar, pois adoramos os parques da Disney, por isso, para nós valeu muito a pena ir.

Para quem já esteve no Magic Kingdom de Orlando, podemos dizer que a Disney de Hong Kong seria uma miniatura dele, com todas as “lands” e o castelo. O parque é muito bonitinho, tem vários brinquedos famosos, mas é de fato pequeno e com um apelo mais infantil, digamos assim.

Nós chegamos lá por volta das 14h e demos conta de visitar tudo, almoçar, passar nos mesmos lugares várias vezes, brincar e ainda ver a queima de fogos, e tudo isso com calma.

Para quem estiver com crianças é uma visita “obrigatória”.

Disney de Hong Kong

Compras em Hong Kong?

Acho que nunca vimos em outro lugar do mundo tantas lojas de grandes grifes, e enormes e lotadas. Impressionante! Imagina uma fila na porta da Channel?! Em Hong Kong tem!

compras em hong kong

O fato é que Hong Kong tem um apelo de compras muito grande, embora, não tenhamos achado os valores tão mais baratos assim, de um modo geral. Mas alguns itens, como é o caso dos eletrônicos, cosméticos e roupas podem valer bem a pena. Foi lá, por exemplo, que comprei o meu MacBook Pro, pois saiu na época (na minha primeira vez lá em 2013) quase metade do preço.

A quantidade de lojas e de shoppings é impressionante e grade maioria fica em prédios enormes, por isso, haja disposição para explorar as milhares de possibilidades.

Nós concentramos nossas compras na região de Kowloon e Tsim Sha Tsui, mas o fato é que há opções por toda a parte.

compras em hong kong

Média de preços em Hong Kong

De um modo geral, é um destino caro, mas itens como transporte público e alimentação (sabia que o Mac Donald`s de HK é o mais barato do mundo?!), até que são bem tranquilas. O grande peso no orçamento fica por conta da hospedagem e algumas atrações.

Aqui vão alguns valores médios que anotamos durante nossa viagem em janeiro de 2017:

  • Garrafa de água 1,5 l nos mercados: HK$ 12
  • Refrigerante (330 ml): HK$ 8
  • Lanche em fast food: HK$ 35
  • Café da manhã no Mac Donald`s: HK$ 32
  • Almoço em restaurantes baratos: HK$ 50
  • Star Ferry: HK$2.50
  • The Peak Tram + Sky Terrace 428: HK$ 90
  • Disneyland: HK$589 (adultos) 
  • Ônibus entre o aeroporto e Kowloon: HK$33
  • Trem entre o aeroporto e Hong Kong: HK$100
  • Passagem de metrô: HK$4,40 e HK$ 19,50 dependendo da distância percorrida

Dicas de Hong KongNem parece Hong Kong, né? Mas é, em Stanley Beach

Dicas de Hong Kong – Extras

  • o cantonês e o inglês são as línguas oficias, mas o inglês não é falado por todos, embora em locais turísticos fala-se bem;
  • a moeda local é o dólar de Hong Kong (HK$);
  • Hong Kong está 11 horas a frente do Brasil (eventualmente 12h, por conta do horário de verão);
  • imagine um lugar lotado de pessoas. Imaginou?! Então, você visualizou Hong Kong, que é o lugar mais densamente povoado do mundo;
  • é um destino bastante seguro;
  • o horário das lojas, normalmente, vai das 10h às 20h/22h;
  • não se preocupe onde fazer câmbio, pois há locais para trocar o seu dinheiro em toda parte.

Turista profissional em Hong Kong

E aí, animado para atravessar o mundo?!

Espero que nossas dicas de Hong Kong te ajudem na organização do seu roteiro.

Boa viagem!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Ana e Declev

Este é o casal 20 do Turista Profissional, fundadores e responsáveis por tudo o que você lê por aqui! O texto foi escrito conjuntamente.

Leia também

dicionário de viagem

Dicionário de viagem: termos que você deve dominar

Com a quantidade de novos viajantes é comum as pessoas terem dúvidas quanto aos termos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *