Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber

Seul é a capital da Coreia do Sul, cidade que vem sendo aos poucos descoberta e virando queridinha dos brasileiros.

Um dos motivos é porque ela é a capital e também a maior cidade do país, mas não só isso. A cidade é uma metrópole e, como todo grande centro urbano, quase nunca para!

E isso se deve também muito ao sucesso da cultura coreana com nossos jovens, como por exemplo o K-Pop, a música popular coreana, os seus astros, além de filmes e séries.

Foi lá que surgiu, por exemplo, o hitGangnam Style”, com um clipe gravado nas ruas do bairro de mesmo nome – o qual visitamos, rs – e que fez enorme sucesso no Youtube, trazendo a cultura K-pop e Seul para a mira do mundo.

Então, se você pretende visitar Seul, esse post é para você! É um guia completo de Seul! Vamos lá?

=> Importante: Seguro Viagem mais Barato (com desconto)

Gangnan em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber

Seul, a capital da Coreia do Sul

Seul é a primeira cidade quando se pensa em turismo na Coreia do Sul, não é mesmo?

No entanto, apesar de grande e cosmopolita, Seul é uma cidade muito segura e é bem tranquilo andar pelas madrugadas em suas ruas.

E, como muitas cidades asiáticas, em Seul você verá uma mistura intensa de tradição com modernidade.

Definitivamente, Seul não era um destino que estava na nossa wish list, mas, em uma viagem para a Ásia, se fizéssemos uma conexão lá, o nosso voo ficaria muuuuiiito mais barato…

Então, pensamos: “já que temos que passar por lá, por que não aproveitar para conhecer?!”.

E assim passamos uma semana em Seul e não nos arrependemos, pois a cidade foi uma agradabilíssima surpresa!

Na época, quase não conseguimos encontrar dicas de Seul em português, pois praticamente ninguém tinha ido.

Fomos na cara e na coragem e, detalhe, eu estava grávida e ainda levamos nossa filha de 2 anos junto, em pleno inverno coreano!

Então, já que ‘desbravamos’ a cidade, vamos compartilhar com vocês as nossas dicas, caso queira sair do lugar comum e conhecer um lugar diferente e bem legal!

O que fazer em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Placa de recepção aos turistas que viajam a Seul

Seul: Guia completo

Neste post vamos dar as seguintes dicas de Seul:

Como é Seul?

Seul se chama oficialmente “Cidade Especial de Seul” e é a capital da Coreia do Sul – país que tem nome oficial de “República da Coreia”.

Ela é a maior metrópole do país, mas não é só isso. Junto com a grande cidade vizinha de Incheon e com a província de Gyeonggi, elas somam mais de 25 milhões de habitantes que pertencem à Região Metropolitana de Seul, que é nada menos do que a segunda maior área metropolitana do mundo.

Seul tem mais de dois mil anos de história, tendo sido fundada em 18 a.C. às margens do rio Han. Hoje, esse grande complexo metropolitano consegue unir majestosamente patrimônios históricos com centenas de anos e uma super modernidade.

Para se ter uma ideia, Seul tem cinco Patrimônios Mundiais da UNESCO:

  • Complexo de Palácios de Ch’angdokkgung,
  • Fortaleza de Hwasong,
  • Santuário de Chongmyo,
  • Namhansanseong e
  • Túmulos Reais da Dinastia Joseon.

Cercada de montanhas, Seul ainda tem o parque nacional mais visitado do mundo por metro quadrado, o monte Bukhan, que é a montanha mais alta da região.

E, claro, Seul tem diversos marcos modernos que você TEM que visitar. Veja depois aqui mesmo no item o que fazer em Seul, e leia com detalhes no post pontos turísticos de Seul.

Se para nós é um pouco longe e difícil de visitar, saiba que vale a pena o esforço, porque você vai mesmo gostar.

Afinal, se não fosse assim, ela não teria sido eleita, por turistas chineses, japoneses e tailandeses, como o destino turístico mais procurado do mundo!

Menu – TOPO

Onde fica Seul?

Seul fica bem perto da fronteira com a Coreia do Norte, lá no noroeste da Coreia do Sul, em uma região montanhosa.

onde fica seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Veja onde fica Seul e a região Metropolitana de Seul, em relação à Coreia do Norte

A cidade é dividida ao meio em norte e sul pelo rio Han, cujo estuário está localizado na divisa entre as duas Coreias – na Zona Desmilitarizada da Coreia. Por conta disso, ele não é mais usado para a navegação, pois ali é proibida a entrada de civis.

como e seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Veja a cidade de Seul (mais clara) dividida ao meio pelo Rio Han – fonte google Maps

Confira => Passeios em Seul e arredores

Menu – TOPO

Como chegar a Seul?

Seul fica na Coreia do Sul, continente asiático e, portanto, bem longe do Brasil. Tenha em mente que qualquer voo vai ter uma ou mais escalas, já que é impossível ir direto pra lá.

O aeroporto internacional de Seul fica a cerca de 55 km do centro cidade e se chama Incheon, pois fica na cidade vizinha de mesmo nome.

Ele é geralmente atendido pela cia Korean Airlines, que é parceira de outras cias, muito provavelmente você vai chegar por ele. Isso porque, na verdade, há outro aeroporto internacional chamado Gimpo, mas é menos movimentado.

Prepare-se para mais de 24 horas de viagem. É cansativo, mas olha, vale o esforço!

Para pesquisar as passagens, nós aconselhamos utilizar um buscador de passagens, pois é um site que faz uma busca em diversas companhias ao mesmo tempo, oferecendo os melhores resultados por companhia, preço e data.

>> Faça aqui a sua pesquisa de passagem para Seul <<

Viagem para a Coreia do Sul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Os telhados da Bukchon Hanok Village, vila antiga ainda preservada em Seul

Menu – TOPO

Quais são os documentos necessários para viajar para Seul

A partir do dia 1 de abril de 2022, os brasileiros passaram a ter a necessidade de solicitar uma Autorização Eletrônica de Viagem (K-ETA), para ir à Coreia do sul, seja para turismo, visita a familiares ou participação em eventos corporativos, acadêmicos e religiosos.

Como solicitar o K-ETA:

1. Entre no site do K-ETA – Korea Eletronic Travel Authorization

2. Clique em Aplly for K-ETA e siga as instruções.

visto para coeria - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber

3. Se precisar de ajuda, veja o passo a passo aqui neste link.

Menu – TOPO

Dicas gerais sobre a solicitação do K-ETA:

1 – Você terá que enviar uma foto, então, tenha uma no computador ou faça pelo smartphone;

2 – Você precisará ter um e-mail válido para receber a resposta depois;

3 – Você terá que ter um passaporte válido e a data de validade dele deve ter ao menos 6 meses a partir da data de entrada na Coreia;

4 – Se caso o seu K-ETA seja indeferido, não tente de novo, procure o Consulado para solicitação de visto

5 – O prazo de avaliação e resultado em geral é por volta de 72 horas após a solicitação. Porém, eles aconselham solicitar com um mínimo de 2 meses de antecedência da data da sua viagem. 

6 – A taxa para solicitação do K-ETA é de 10.000 ₩ (10 mil wons  sul-coreanos) por pessoa, pagos por meio de cartão de crédito ou débito. Verifique com a administradora de cartão se ele estará apto a fazer esse pagamento antes de tentar.

7 – A validade do K-ETA é de 2 anos a partir da data de emissão (ou até a validade do passaporte), podendo ser utilizado várias vezes. O período máximo de estadia a cada vez é de 90 dias. Para permanência maior do que 91 dias ou viagens de negócios é necessário a obtenção do visto.

8 – Se você estiver somente em trânsito ou transferência e não entrará na Coreia, não precisa solicitar o K-ETA. Mas, se tiver que retirar a bagagem e fazer check-in novamente, sim.

Menu – TOPO

Demais documentos não obrigatórios

Outras coisas importantes de levar – não é obrigatório, mas é bom em qualquer viagem – são documentos que provem a sua intenção de retorno ao Brasil.

Neste caso, é sempre bom garantir e levar, por exemplo

  • comprovante de hospedagem,
  • passagem de volta,
  • seguro viagem,
  • algum comprovante de trabalho no Brasil

Agora, sobre o seguro viagem – que é também uma das dicas que sempre damos aqui -, apesar de não ser obrigatório para entrar no país, não viaje para Seul sem o serviço contratado.

Você não vai querer arriscar passar um perrengue do outro lado do mundo e não estar bem assegurado, né?!

O que visitar em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Nós em frente ao Palácio Gyeongbokgung

Menu – TOPO

Qual é a moeda usada na Coréia do Sul?

A moeda do país é o won sul-coreano, então vai ser essa a moeda que você vai usar em Seul.

Leve dólares para serem trocados por wons nas casas de câmbio.

A dica de Seul é também levar cartão de crédito, inclusive porque há alguns lugares que não aceitam dinheiro e só trabalham com cartão, então tenha sempre um para esses casos.

O Real brasileiro é mais valorizado que o Won. 1 real hoje (novembro de 2022) equivale a cerca de 250 wons. Acompanhe o valor no Conversor de Moedas do Banco Central.

moeda da coreia do sul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
A moeda da Coreia do Sul é o won sul-coreano

Menu – TOPO

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR + 10% DE DESCONTO

Que tal já chegar ao seu destino já conectado? O chip da American Chip tem planos de dados ilimitados, que funcionam em mais de 200 países. Bom, né?!

COMPRE SEU CHIP AQUI!


Como sair do aeroporto de Seul?

É bastante tranquilo ir para o centro de Seul saindo do aeroporto com transporte público. Como o aeroporto fica longe da cidade, pegar um táxi pode sair bem caro.

Trem:

Uma das melhores maneiras é usar o trem Airport Railroad Express (empresa AREX), que sai do aeroporto e vai direto para a Seoul Station, que fica no centro da capital.

Outra opção é pegar o All Stop Train, também da AREX, com a diferença que esse transporte faz paradas em outras estações, como se fosse um metrô.

A desvantagem é que ambos os transportes sobre trilhos não funcionam 24 horas, diferente dos ônibus, que acabam sendo a opção mais barata para quem chega de madrugada.

Mas não se preocupe com a segurança, pois Seul é uma cidade muito segura.

Ônibus:

É só ir à área de “Airport Bus Ticket”, verificar as rotas e comprar o bilhete dos ônibus, que são de ótima qualidade.

Nós pegamos o ônibus, que eles chamam lá de limousines.

Verifique com o seu hotel se algum deles passa perto, pois esses ônibus (tipo executivos, muito bons) fazem a ligação do aeroporto com vários hotéis da cidade, mas cada rota vai para um determinado bairro.

No nosso caso, o ônibus parava na porta do hotel (o President, muito bom, aliás!), uma maravilha!

Usamos na chegada e na saída, pois ele é super pontual.

Transfer privado:

Se você preferir mais conforto e simplicidade, ainda tem a opção de pegar um transfer privativo

Há algumas empresas que fazem esse serviço e, se você rachar com um grupo, vale a pena, pois o calor é para até 7 pessoas

Seul: Transfer privado de/para o aeroporto de Incheon

como chegar em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber

Menu – TOPO

Como é o clima em Seul?

O clima em Seul varia bastante, mas as estações são bem definidas, o que facilita a vida do viajante.

As estações acontecem “ao contrário do Brasil”, ou seja, quando aqui é verão, lá é inverno; quando aqui é primavera, lá é outone e vice-cersa.

Então, o verão de lá é entre os meses de junho e agosto, e é um período de muito calor, bastante abafado.

Já o inverno, entre dezembro e fevereiro, é bastante frio, com neve e temperaturas abaixo de zero.

Em quase todos os dias que estivemos lá (final de janeiro), enfrentamos temperaturas entre -8º e -14º.

Usar roupas adequadas é fundamental.

As estações intermediárias são mais tranquilas, com temperaturas amenas, sem neve e com poucas chuvas.

Veja aqui: Roupas de Frio

Pontos turisticos de Seul Coreia do Sul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
The Korean War Memorial Hall

Menu – TOPO

Qual é a melhor época para viajar para Seul?

Como vimos, o inverno pode ser bem difícil para quem não gosta ou não está acostumado com o frio. E o verão pode ser bem quente e com as atrações cheias.

Então, a estação da primavera, entre abril e maio, é o período mais indicado para se visitar Seul.

Visitar a Coreia do Sul no outono também é uma das nossas dicas de Seul, principalmente porque nessas duas estações há menos turistas, menos muvuca e as temperaturas estão mais agradáveis.

A alta temporada acontece nos meses de junho a agosto, no verão, igual aos países europeus. Além de ser o período mais quente, há mais chances de chuva.

O inverno, como dissemos, é bem rigoroso, com temperaturas abaixo de zero; então, se você não curte frio, evite essa época.

Dica => Excursão à tarde no palácio real, incluindo Changdeokgung

Inverno em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
A paisagem gelada do inverno em Seul

Menu – TOPO

Quantos dias ficar em Seul?

Uma quantidade de dias bacana para conseguir conhecer Seul é de no mínimo 5 dias.

Mesmo assim, pode ser que faltem algumas atrações e vivências na cidade. Então, se puder, fique mais dias para aproveitar a capital da Coreia do Sul (até porque não é um destino que geralmente se vá sempre, né?).

Acredite em mim: tem muito o que fazer em Seul e, além do mais, como a cidade é bem grande, muitas atrações ficam distantes umas das outras.

Nós ficamos 7 dias, sendo que um para chegar e outro para sair, então, na prática, organizamos um roteiro de 5 dias em Seul.

Deu para conhecer a maior parte das coisas que planejei visitar, mas faltaram muitas outras. No entanto, foi tempo suficiente para adorar a cidade.

Dica => Ingresso de 1 dia com desconto para o Parque e Aquário Lotte World

o que ver em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Dongdaemun Design Plaza
Prefeitura de Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Vista do nosso quarto para a Prefeitura de Seul

Menu – TOPO

Onde ficar em Seul?

Saber onde ficar em Seul foi um item que a princípio deu um nó na minha cabeça quando estava organizando a nossa viagem para a Coreia do Sul, pois Seul é uma cidade enorme e cara, nesse quesito.

Depois de muito pesquisar, fiquei entre a região de Myeong-dong, onde cheguei a reservar um hotel, e Jung-Gu, que foi a nossa escolha final. As duas são uma ao lado da outra e bem centrais.

Por que optei por essa região?

Consegui uma promoção no Hotel President, que era muito superior à minha opção anterior e ele tem um localização perfeita: fica em frente à prefeitura de Seul.

Ele tem várias estações de metrô perto, muito comércio e ainda me permitiu visitar a pé várias das grandes atrações de Seul, como o Palácio Deoksugung.

Onde ficar em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
O nosso quarto no Hotel President – VER TODAS AS FOTOS

Mas vamos às demais regiões de Seul

Quem gosta de agitação e facilidade pode tranquilamente ficar em Myeong-dong, considerado o centro mais famoso de Seul.

Repleto de comércio, que praticamente não para, a desvantagem é o valor mais alto e a grande procura, ou seja, lotação. Reserve com antecedência.

Os estudantes geralmente ficam em Sinchon / Hongdae, que é conhecido, inclusive, por essa característica mesmo: ser um local frequentado por estudantes.

Portanto, se procura bares e festas de jovens com valores acessíveis (estudante está sempre procurando economizar, né?) este é o point.

Ficar em Gangnam é recomendado para quem gosta de luxo, já que a região conta com lojas de grife e resorts, mas é uma parte da cidade mais afastada, então você pode acabar perdendo muito tempo em transporte.

Foi desta região que surgiu o famoso hit mundial Gangnam Style, lembra?

Pesquise outras opções de hospedagem em Seul aqui!

Menu – TOPO

O que fazer em Seul?

Nem preciso dizer que há vários pontos turísticos em Seul, né?!

dicas de Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
No Cheong-gye-cheon, rio que foi totalmente recuperado e limpo no coração de Seul

Aqui vai uma lista das principais atrações da cidade, não vamos falar de cada uma, pois já detalhamos no post sobre o que fazer em Seul.

  • Palácio Gyeongbokgung
  • Palácio Deoksung
  • Estátuas do Rei Sejong, o Grande, e super valentão Yi Sun-sin
  • Bukchon Hanok Village 
  • Região de Insadong
  • Portão Heunginjimun
  • Mercado de Gwangjang 
  • Dongdaemun Market
  • Dongdaemun Design Plaza
  • Córrego Cheong-gye-cheon 
  • Bairro Gangnam (visitar o WTC, COEX Mall e templo Bongeunsa)
  • Estação Central de Seul
  • Namdaemun Market 
  • Namsangol Hanok Village
  • N Seoul Tower 
  • The Korean War Memorial Hall
  • Lotte World (maior parque indoor do mundo)
  • bairro Myeongdong (compras e bom para ir de noite)

Leia também: Parques da Coreia do Sul

Seul com crianca - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
No Lotte World, o maior parque indoor do mundo, que fica em Seul
viagem para Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
A vista do Palácio Real de Seul

Menu – TOPO

Compras em Seul

Seul é considerado um destino para compras; então, outra das boas dicas de Seul é aproveitar o comércio.

Na cidade onde a tecnologia rola solta, há diversos shoppings, mercados e lojas para você dar uma passada, começando pela famosa área comercial chamada Mercado Namdaemun.

Tem também a região de Myeong-dong, que é referência em moda, assim como Itaewon, que possui várias lojas do ramo.

O bairro dos estudantes (Hongdae) entra na lista de lugares para compras por conta do viés mais alternativo e jovem.

Fique de olho, porque dentro de uma estação de metrô você também pode encontrar um excelente lugar para compras, como é o caso do Gangnam Station Underground Shopping Center (강남역 지하도상가).

Em Apgujeong-dong (압구정동) é o luxo que domina, então se busca lojas de grife, já sabe onde ir.

Uma coisa que não vai demorar para você perceber é uma série de shoppings e lojas da rede Lotte. Estão por toda parte!

Imperdível => Excursão de 1 dia pela cidade de Seul e opção de vila folclórica de Nanta

Compras em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Em Seul, quase tudo é “Lotte”… rs

Já para comprar souveniers em Seul, você vai reparar que não se acha muito, não é tão comum como em outras cidades turísticas do mundo.

Mas onde encontrei muitas lojinhas – e com preços ótimos – foi na região de Insadong, pertinho do Palácio Deoksugung.

Imperdível => Seul: Excursão a pé em Insadong

souvenier em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Não há muitas, mas dá pra achar lojinhas de souvenires

Menu – TOPO

O que comer e onde comer em Seul?

Só de imaginar um cardápio de culinária asiática já dá pra imaginar a variedade de coisas diferentes que vamos nos deparar, certo?

Mas não se decepcione, a culinária em Seul é composta por ingredientes bem conhecidos nossos como arroz, macarrão, carne e legumes.

Um dos exemplos é o famoso kimchi, feito à base de repolho com especiarias.

Tem também o Bibimbap, que é um arroz com vegetais e tiras de carne e um ovo para finalizar o prato.

Aliás, carne é algo que em Seul você vai encontrar com facilidade, qualidade e opção! É carne de boi, frango, peixe e variados outros frutos do mar.

Oportunidade => Seul: aula de culinária coreana em uma excursão local pelo mercado e casa de família local

O que comer em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Não deixe de provar as iguarias locais em Seul!
Mercados em Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Os mercados locais são passeios imperdíveis!

Se tiver dúvidas de onde comer exatamente, procure a rede de restaurante Jayeon Byeolgok (자연별곡/Nature Kitchen), a qual oferece uma grande variedade de comida coreana.

Nas bebidas, não estranhe se vir derivados de arroz e batata-doce, é como se fosse a cerveja de Seul. Nesse estilo, você vai encontrar muito uma bebida chamada soju.

Agora, se estiver procurando algo exótico mesmo, claro que também vai encontrar! A dica é experimentar as porções de bicho-de-seda, isso mesmo! São vendidos em barraquinhas de rua como aperitivos.

Ou, se for beeeem corajoso, quem tal comer polvo vivo? Isso mesmo: vivo!!! Nós vimos por lá, mas nem chegamos perto, rsrsrs. Vai que aquilo agarra na garganta!!

Faça uma visita guiada ao mercado de peixes de Noryangjin e degustação de alimentos

Polvo Vivo na Coreia - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Polvos vivos no mercado de peixes esperando ser degustados….

Menu – TOPO

Como se locomover em Seul

A maneira mais indicada de locomoção em Seul é utilizar o excelente metrô.

A qualidade é ótima, a malha é enorme – uma das maiores do mundo -, atende praticamente toda a cidade e é muito barato para os padrões de Seul.

Nós não chegamos a usar o ônibus nenhuma vez, visto que achei que perderíamos muito tempo no trânsito, mas, claro, é uma opção válida.

O metrô pode parecer um pouco confuso à primeira vista, com um mapa lotado de cores e símbolos em coreano, mas relaxe, porque as informações, tanto escritas quanto sonoras, vêm em inglês também.

Ele funciona pelo sistema de bilhete chamado T-Money, que é comprado por 500 Wons e paga-se de acordo com a distância percorrida. No final do dia, basta você colocar o seu cartão na máquina de novo e ela te devolve os 500 Wons.

Vale a pena => Seul City Pass e Cartão de Transporte com 100+ Atrações

metro de Seul - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
A melhor maneira de se locomover por Seul é pelo metrô

Menu – TOPO

O que visitar nos arredores de Seul?

A cerca de 4 horas de viagem de Seul existe a região de Pyeongchang, com diversas estações de esqui, então é bacana para quem vai no inverno e curte esportes da estação.

Já mais pertinho, a cerca de 2 horas de carro da capital sul-coreana, fica o vilarejo de Jeonju, onde é possível ver as tradicionais casas coreanas antigas. Ali mesmo, fica também a entrada para o Parque Nacional Maisan, cheio de templos.

Quem gosta de aventura pode dar um pulo na Montanha Bukhansan, pertinho de Seul e ainda acessada por transporte público. O Parque Nacional de Bukhansan tem opções de passeio de vários tipos de trilhas, é só escolher.

Outro destino bem perto é a fronteira com a Coreia do Norte, que virou atração turística por ser conhecida como a Zona Desmilitarizada da Coreia (DMZ) e a fronteira mais fortificada de todo mundo.

A tensão entre as duas Coreias é visível entre os guardas das bases do local. Nós fomos e achamos uma visita bem interessante!

Confira => Empresas que fazem o passeio para a DMZ

dmz 1 - Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber
Faça uma visita à fronteira entre as duas coreias, no DMZ TOUR

>>> Confira aqui alguns passeios que poderá fazer a partir de Seul <<<

 

 

Dá para visitar a Coreia do Norte a partir de Seul?

A Coreia do Norte é um destino bastante complicado de ser inserido no seu roteiro de férias.

O país, considerado por muitos uma ditadura, passa há décadas por uma tensão diplomática com a Coreia do Sul, muitas vezes beirando a guerra. A fronteira entre os dois países é tão tensa que virou até destino turístico.

Então, ir para à Coreia do Norte saindo da Coreia do Sul, mesmo você sendo um estrangeiro, esquece! Não tem como passar pela fronteira, considerada a mais militarizada do mundo!

Se quiser ir ao norte, vá de outra forma, partindo de outro país e desembarcando direto lá, de preferência com agências para não dar problema!

SEGURO VIAGEM ÁSIA COM até 20% DE DESCONTO

Não viaje para a Ásia sem um ótimo seguro viagem. Imagine ter uma perrengue do outro lado do planeta?! Clique aqui para encontrar os melhores preços garantidos, pague no boleto, pix ou em até 12 vezes no cartão. Aproveite e ganhe até 20% de desconto. É só clicar no botão abaixo:

COTAÇÃO DE SEGURO AQUI!


Bom, acho que, com estas dicas de Seul, começar a organizar uma viagem para a capital da Coreia do Sul ficou um pouco mais fácil, né?

Nós adoramos! Se você tiver oportunidade, vá também!

Boa viagem!

Perguntas finais sobre Seul

Quanto é o custo de vida em Seul?

O custo de vida na Coreia do Sul não é baixo, gasta-se cerca de de 1.260.000 ₩ por mês para bancar, por exemplo, aluguel (975.000 ₩); transporte (55.000 ₩); refeições (8.000 ₩). A moeda da Coreia do Sul é o won.

Quantos dias ficar em Seul?

Como já dissemos aqui, o ideal é ficar uma semana em Seul para conhecer todos os pontos turísticos de Seul.

Qual é o bairro mais rico de Seul?

Um dos bairros de luxo e com lojas de grife e resorts é Gangnam, uma parte da cidade mais afastada e exclusiva.

43 comentários em “Seul: guia completo com tudo o que você precisa saber”

    • Pode fazer um pouco sim, pois será primavera lá. Dias mais quentinhos, mas de manhã cedo e de noite friozinho. Mais perto da viagem confira um site de clima/tempo para ver a previsão de temparatura. Boa viagem!

      Responder
  1. Como foi sua experiência em Seul com a alimentação de sua filha? Existe alguma comida que se aproxima da brasileira, tipo o básico do dia a dia (arroz e feijão)?

    Responder
    • Feijão não encontrei, mas arroz tem muito. De um modo geral não tive muita dificuldade não, até porque tem muitos restaurantes de comidas ocidentais… Vá tranquila!

      Responder
  2. Estou planejando ir em 2023 no final de março e adorei as dicas!
    Sabe onde encontro mais dicas de hospedagem?
    Obrigada

    Responder

Deixe um comentário