Dicas do Jalapão para quem vai pela primeira vez

Atualizado em 13/07/2019

Quer dicas do Jalapão, caro leitor? Nós temos! E muitas!

Você quer saber onde fica o Jalapão? Como chegar ao Jalapão? Sobre pacotes para o Jalapão? Nós daremos estas e muitas outras dicas.

Nós fomos e pudemos conferir: o Jalapão é bruto. É selvagem. Intenso. Forte. E é apaixonante.

Visitá-lo foi uma experiência incrível e, com toda certeza, será assim para todos os que ousarem encarar as dificuldades do percurso para viver essa aventura pela região do cerrado brasileiro.

E que aventura!

Uma dica importante: não há sinal de celular e internet em muitos (e longos) trechos do Jalapão. Se você for por conta própria, leve mapas da região com você, trace os trajetos no Google Maps e salve-os para usá-los off line.

Afinal, como eu disse no início, o Jalapão é bruto. Então, é preciso planejar bem sua viagem para lá, para que tudo corra bem e você aproveite ao máximo a sua estada.

Como chegar ao Jalapão

Aqui neste post você vai encontrar as dicas:

  • Onde fica o Jalapão?
  • Como chegar ao Jalapão? / Pacotes Jalapão (agência) / Jalapão por conta própria
  • Quanto custa uma viagem para o Jalapão?
  • Onde ficar no Jalapão?
  • Quando ir ao Jalapão – qual a melhor época? / Época das chuvas / Época da seca
  • Quantos dias ficar no Jalapão?
  • O que levar para o Jalapão?
  • O que fazer no Jalapão?

Siga as nossas dicas do Jalapão e viaje tranquilo!

diversas fotos do Jalapão

Dicas do Jalapão, Tocantins

Em qualquer época do ano, o Jalapão impressiona. Seja na época das chuvas – quando o volume de água fica mais alto nos rios e a vegetação fica bem verdinha -, seja na época da seca – quando trechos do cerrado se vestem de deserto.

Há também o período em que o capim-dourado está no ponto certo para a colheita e parece que os campos foram pintados de ouro, e ainda a época em que florescem os ipês, que tingem de cores toda a paisagem… em cada época do ano você verá um Jalapão diferente.

Então, prepare-se para amar… e para querer voltar em cada estação e ver como a paisagem muda!

onde é o Jalapão

Onde fica o Jalapão?

O Jalapão está Localizado no extremo leste do Estado de Tocantins, fazendo divisa com os estados da Bahia, do Piauí e do Maranhão, inserido no bioma Cerrado.

Ao todo, 10 municípios (ou partes deles) compõem a região do Jalapão, mas o turismo é mais frequente nos municípios de Ponte Alta do Tocantins, Rio Sono, Novo Acordo, São Félix do Tocantins e Mateiros.

A região recebe os turistas ainda de maneira muito rústica, o que achei muito positivo, porque era exatamente o que eu esperava ver.

A principal entrada para o Parque Estadual do Jalapão é a cidade de Ponte Alta do Tocantins, a cerca de 200 km da capital, Palmas. A estrada que leva de Palmas a Ponte Alta é asfaltada e boa. Mas, saindo dela, as estradas são todas de terra. Muitas de areia fina.

como chegar no Jalapão

A maior parte das atrações está localizada próxima ao povoado de Mateiros, que fica a cerca de 160 km de Ponte Alta. Há, ainda, o povoado de São Félix do Tocantins, que também serve como ponto de apoio para visitas a outras atrações da região.

Como você pode perceber, o Parque Estadual do Jalapão é imenso e tem muitas atrações incríveis para desbravar: cachoeiras de tirar o fôlego, fervedouros com águas cristalinas e cores variadas, serras, praias de rios… são inúmeros os pontos de interesse espalhados por toda a região.

Como chegar ao Jalapão?

Para chegar ao Jalapão, indo de avião, você deve comprar uma passagem aérea para Palmas, capital do Tocantins.

De Palmas, a principal via de acesso é a TO-030, que vai até Santa Tereza do Tocantins, e depois a TO-130, que vai até até Ponte Alta.

De Palmas até Ponte Alta, a estrada é toda asfaltada – então você não terá problemas; depois, porém, ela continua em pistas de terra e muita areia. No trajeto até Mateiros, é preciso continuar pela TO-255.

Pacotes Jalapão (agências)

Todos os pacotes para o Jalapão levando os turistas partem de Palmas.

É bom ter em mente que o número de visitantes no Jalapão é reduzido. A região não tem infraestrutura de hotéis, apenas pousadas (que, apesar de simples por fora, surpreenderam-nos pelos quartos, muito bem arrumados e equipados, todos muito confortáveis).

Desta forma, como a região atende poucos grupos por vez, não vale a pena ir até Palmas e deixar para contratar um pacote Jalapão por lá. É mais certo contratar uma empresa com antecedência e já sair de casa com tudo “amarradinho”, para não ter problemas.

Outra coisa: além do gasto com a parte terrestre, você ainda vai precisar se hospedar duas noites em Palmas (uma noite na chegada e outra na partida) – essas duas noites não estão incluídas no pacote – e ainda terá o gasto com a passagem aérea, caso vá de avião.

pacotes para o Jalapão

Dá para ir para o Jalapão por conta própria, sem guia e sem pacote?

Sim, é possível ir ao Jalapão sem guia (sem contratar um pacote Jalapão). Mas existem muitas condições para que você possa fazer isso com segurança e nem sei se vale a pena.

Os trajetos só podem ser percorridos com um bom carro de tração 4 x 4, por causa das condições das estradas (muitas de terra batida, outras de areia fofa). Os carros atolam com muita facilidade, mesmo as caminhonetes 4 x 4.

Só motoristas muuuuuuito experientes em terrenos difíceis conseguem percorrer as estradas do Jalapão. Então, se você não é uma dessas pessoas, esqueça a viagem independente.

Carro Utilize a RentCars e ache o melhor preço de aluguel de carro comparando em mais de 100 locadoras de uma só vez. Pague em real, parcelado em até 12x e com atendimento em português. CLIQUE AQUI E CONFIRA.


pacote de viagem para o Jalapão

Você pode não encontrar pousadas para passar a noite, porque a oferta é muito pequena e as agências locais geralmente reservam todos os quartos da região. Mas algumas pousadas oferecem área para camping; então, leve equipamento para acampar.

Por causa da baixíssima densidade demográfica da região do Jalapão, você percorrerá trechos IMENSOS de estradas sem ver uma viva alma e sem sinal de internet ou celular. Dessa forma, não conte com os celulares ou com o GPS: leve mapas da região.

Os guias das agências locais andam em comboios e se comunicam por rádio, porque se algo acontecer com um dos carros, os outros guias ajudam a resolver o que for preciso.

São longos trechos de estrada de terra ou areia completamente desertos. Carro quebrado por ali será um problema que você, com certeza, não vai querer passar. Então, muito cuidado ao dirigir nas estradas do Jalapão, mesmo se você for um motorista experiente.

Por conta de toda a dificuldade, sugerimos a ida por meio de pacotes de agências turísticas.

pacotes para Jalapão

Quanto custa uma viagem para o Jalapão?

Se você decidir fechar o contrato com uma empresa, tudo estará incluído, até a alimentação. Dependendo de quantos dias você vai querer passar por lá e de que atividades vai escolher fazer, os pacotes têm preços diferentes.

Como um exemplo, nós escolhemos o pacote completo de 6 dias e pagamos a quantia de R$ 3.000 (só a parte terrestre, com tudo incluído).

Na hora achei caro, mas eu queria ir mesmo assim. Contudo, ao chegar lá e perceber toda a dinâmica da coisa, achei o preço até bem razoável. De qualquer forma, você encontra mais barato na internet.

Pôr do sol no Jalapão Pedra Furada

Se você decidir fazer a sua expedição por conta própria, terá que colocar muitas coisas na ponta do lápis para avaliar se valerá a pena. Como mencionei acima, fechei o pacote mais caro na ocasião. Paguei por fora a estada no hotel em Palmas (na ida e na volta) e a passagem aérea.

Indo de carro e por conta própria, você terá gastos com o aluguel do carro 4×4, hospedagem (se conseguir reservar as pousadas), com combustível, com alimentação, com algum eventual problema com o carro (e acredite: é uma questão muito corriqueira por lá), com algumas atrações (nem todas são pagas, mas a maioria é)… enfim, é preciso ponderar bem e ver se vale a pena.

Eu não iria por conta própria. Mas vi algumas pessoas lá fazendo viagens independentes, em carros 4×4 e acampando. É uma opção, mas saiba que não é moleza. Se decidir fazer seu tour dessa forma, vá bem preparado – e disposto a gastar.

Parque Estadual do Jalapão
Pôr do sol nas dunas do Jalapão

Onde ficar no Jalapão?

Se você tem pouco tempo para ficar pela região, ficar em Mateiros é uma das boas dicas do Jalapão, pois é lá que se concentra a maior parte das atrações do Parque Estadual do Jalapão.

Entretanto, se dispuser de um tempinho maior, vá fazendo seu tour parando pela cidade de Ponte Alta do Tocantins, por Mateiros e pelo povoado de São Félix, pois todos esses locais têm atrações imperdíveis.

> Leia: Seguro Viagem Nacional é necessário? <

Quando ir ao Jalapão – qual a melhor época?

A visita ao Jalapão pode acontecer em qualquer estação do ano, vai depender do tipo de paisagem que você quer ver.

O calor é intenso em qualquer época do ano, o que torna as águas da região – tanto dos rios e suas cachoeiras quanto dos fervedouros – um verdadeiro oásis para os visitantes, um bom alento diante do calor do Tocantins.

Eu fui em janeiro, mês de maior incidência de chuvas na região. Porém, passei seis dias rodando por lá, mas não peguei sequer um dia chuvoso. Dei sorte!

Ah, e a vegetação estava toda verdinha!

Fervedouro no Jalapão

Época das chuvas

A estação das chuvas (que acontece de outubro a abril) pode atrapalhar alguns passeios, como idas a cachoeiras e a subida da Serra do Espírito Santo.

Em compensação, é a melhor opção para quem vai por conta própria, porque o terreno arenoso se torna mais compacto por causa das chuvas, então fica mais fácil de rodar pelas estradas.

Como a região ainda é muito rústica e não conta com uma infraestrutura muito elaborada, é preferível evitar a visita nas férias (janeiro) ou feriados prolongados, porque nesses períodos as atrações ficam cheias e formam-se filas para acessá-las, principalmente os fervedouros do Jalapão. Se você puder fazer a viagem fora dessas épocas, vai aproveitar muito mais.

Cachoeira do Formiga no Jalapão
Cachoeira do Formiga

Época da seca

A estação da seca vai de maio a setembro. O terreno arenoso se torna mais difícil por estar seco, o que pode atrapalhar bastante sua visita por conta própria, pois os carros atolam com muita facilidade.

Além disso, o ar muito seco pode ser um grande incômodo para as pessoas mais sensíveis ou que moram em regiões mais úmidas do país.

No entanto, encarar o Jalapão na seca pode trazer surpresas lindíssimas: é nesse período, mais precisamente em julho, que florescem os ipês (minhas árvores preferidas), tingindo de cores as paisagens do cerrado.

Em setembro, no período de transição da seca para as chuvas, há o começo da colheita do capim-dourado, outra coisa que eu gostaria muito de ver por lá…

Ah… e por falar em capim-dourado… prepare-se! Você vai encontrar muita oferta de bijouterias produzidas com esse material e com preços bem acessíveis. O povoado de Mumbuca, uma comunidade quilombola em Mateiros, produz peças lindas e recebe os turistas com muito carinho. Além de comprar as bijus, você ainda pode conversar com as pessoas do local e conhecer um pouco de sua história e cultura. Vale a visita! Essa é uma das boas dicas do Jalapão!

capim dourado artesanato
Quilombola da Comunidade de Mumbuca – foto retirada do site oficial de turismo de TO

Quantos dias ficar no Jalapão?

Bem… existe muita coisa para ver e fazer no jalapão. Li tantas dicas do Jalapão antes de ir que resolvi optar pelo pacote completo (6 dias), mas há outras opções oferecidas pelas empresas locais.

Algumas pessoas do grupo foram embora no quinto dia, porque fecharam um pacote mais barato. Mas na hora de ir, se arrependeram. Queriam ficar os seis dias, como nós.

Então, minha sugestão é: se você tiver tempo disponível, fique o máximo de tempo possível.

As empresas oferecem pacotes de até seis dias apenas. Se for por conta própria, é mais fácil de se organizar para ficar mais tempo.

Nós aqui já demos um exemplo de um roteiro de 3 dias no Jalapão, que acho que deve ser o mínimo para aproveitar alguma coisa.

Cachoeiras do Jalapão Tocantins

O que levar para o Jalapão?

Com certeza, indo com uma agência, você não vai precisar de muita coisa.

Leve roupas leves, roupas de banho, chapéus ou bonés, repelente, filtro solar (não podem ser usados nos fervedouros, lá você vai ter que encarar o sol e os mosquitos), um bom tênis para caminhadas e trilhas, óculos escuros… essas coisas.

Todo o restante será oferecido pela empresa.

Se você pretende ir por conta própria, aí a sua lista de itens para levar vai aumentar. Inclua barraca de camping, itens para alimentação, água… não é tão fácil comprar essas coisas por lá, você só vai conseguir quando parar nos povoados.

No meio das estradas, não há absolutamente nada, então vá preparado. Leve também um kit de primeiros socorros.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.

COTAÇÃO DE SEGURO AQUI!


O que fazer no Jalapão?

Bem… há inúmeras atrações no Jalapão com as quais você certamente vai se encantar!

Pôr do sol na Pedra Furada e nas Dunas do Jalapão, cachoeiras imensas de tirar o fôlego (destaque para a Cachoeira do Formiga, de um azul estonteante!), rios com praias de areia clarinha e águas calmas, a Serra do Espírito Santo… e os fervedouros!

Tanta coisa para ver e fazer…

Mas esse post com dicas do Jalapão já está grande demais, caro leitor… vou te deixar com água na boca para ler meu próximo post com o que fazer no Jalapão.

Nele vou contar como foi cada uma das visitas que fiz por lá! Aguarde!

Boa viagem!

----------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não se esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se de que o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo viajando para países onde o seguro não é obrigatório, nós recomendamos fortemente que você o faça, já que o sistema de saúde em alguns lugares é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos, por exemplo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo-benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

🛏 Pesquisando por hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

 

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO: 

reserve seu hotelchios de internet
Seguro viagem
ingressos e passeiospassagens aéreas mais baratas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here