Home / Japão / Dicas para usar o Japan Rail Pass: tudo o que você precisa saber!

Dicas para usar o Japan Rail Pass: tudo o que você precisa saber!

Japan Rail Pass (também conhecido como JR Pass) é um passe de trem, ônibus e outros meios de transportes, exclusivo para turistas, que permite o uso ilimitado em diversos itinerários e linhas durante um determinado tempo.

É como se fosse um “combo” de tickets de viagem e é muito útil pra quem for usar bastante o – excelente, diga-se de passagem – transporte ferroviário no Japão.

Ele deve ser utilizado somente nas linhas do grupo JR, que compõe diversas empresas. É válido por todo o país, desde que a linha seja operada por uma das sete empresas do grupo. O JRPass só pode ser utilizado por estrangeiros e deve ser comprado fora do Japão, ou seja, antes de você chegar lá.

Mas vamos a parte prática dele!

Leia também: Roteiro de 12 dias pelo Japão

Dicas sobre o Japan Rail Pass

Dicas sobre o Japan Rail Pass

Como funciona o Japan Rail Pass?

São viagens de trem ilimitadas, desde que sejam feitas dentro do período estipulado no bilhete que você for adquirir. Existem opções para 7, 14 ou 21 dias consecutivos e dá pra escolher entre classe econômica e executiva.

Dicas sobre o Japan Rail PassVagão da classe econômica

Dicas sobre o Japan Rail PassHá sempre um aviso sonoro e visual de qual será a próxima estação

Mas o interessante desse passe é que ele não é válido apenas para trens, mas sim para ônibus, metrô, barcos, desde que sejam administrados pela empresa JR (e muitos são).

Por exemplo, a linha de metrô mais utilizada pelos turistas em Tóquio, a Yamanote Line, é da JR, logo, você pode andar nela à vontade; mas só nela, pois as demais linhas pertencem a outras empresa e, nesse caso, você tem que comprar um bilhete separado.

☛ Leia também: Chip EasySim4u: chegue já conectado no Japão

Quem pode usar e onde comprar o Japan Rail Pass?

Só estrangeiros podem comprar o Japan Rail Pass e o jeito de adquiri-lo não deixa dúvidas: só dá pra comprar fora do Japão mesmo.

Você acessa o site oficial ou um dos sites das empresas autorizadas (listadas abaixo) e efetua sua compra, lembrando que tem a taxa de entrega e a taxa do cartão de crédito para compras internacionais.

Não viaje para a Ásia sem um ótimo seguro viagem. Imagine ter uma perrengue do outro lado do planeta?! Escolha a melhor opção de seguro para você aqui e ganhe 5% de desconto com o cupom TURISTAPRO5.

O voucher vai chegar na sua casa em torno de três dias úteis e tem validade de três meses a partir da compra, ou seja, você tem até três meses para chegar ao Japão com ele e validá-lo lá pra começar a usar.

Depois que tiver com o Japan Rail Pass em mãos, é só mostrar o passe para um funcionário na catraca da estação sempre que quiser embarcar no trem, pois ele é de papel e não serve para passar na catraca direto. Mas vai relax, que é tranquilo!

Dicas sobre o Japan Rail PassVocê irá entrar pelo canto indicado e mostrar o passe ao funcionário que estiver ali. Simples!

Sites:

Onde trocar o JR Pass?

Já no Japão e em posse do voucher recebido na sua casa, além do seu passaporte, claro, vá a um escritório do JR Exchange Office, que tem inclusive nos aeroportos, e troque o voucher pelo passe oficial, indicando a data em que irá começar a usá-lo.

Veja aqui os locais de troca:  ver o site.

Dicas sobre o Japan Rail PassLocal onde trocamos o nosso voucher

Leia também: Como ir do aeroporto até o centro de Tóquio

Quanto custa o Japan Rail Pass?

Apesar do desconto, o Japan Rail Pass não é um passe barato, portanto, tem que fazer um planejamento de viagem pra ver se vale a pena mesmo comprá-lo.

O valor para 7 dias é de US$ 252, para 14 dias fica US$ 404 e o de 21 está no valor de US$ 517. Crianças com menos de 6 anos não pagam e as de 6 a 11 anos pagam com desconto.

Onde o JR Pass pode ser usado?

Ele é válido para todas as linhas das empresas pertencentes ao grupo JR, incluindo o famoso trem-bala (chamado de shinkansen). Só atenção que o Japan Rail Pass não é válido, por exemplo, nos trens Nozomi e Mizuho, da linha Todaido/Sanyo, mas, sinceramente, não fez a menor falta, pois a oferta de horários nos outros trens é imensa.

Dicas sobre o Japan Rail PassO famoso trem-bala

Como marcar assentos?

Basta ir a uma agência JR, que existem nas estações de trem, e dizer a data e horário da sua viagem para o atendente do guichê e fazer a marcação dos assentos. Essa funcionalidade no Japan Rail Pass é bem interessante, pois nos tickets avulsos paga-se para marcar os assentos e ninguém aqui vai querer fazer uma viagem longa de pé, né?

Dicas sobre o Japan Rail PassÉ aqui que você pode reservar o seu assento

Mas aqui vai mais uma dica: só em viagens mais longas e em que vá carregar malas é que vale a pena marcar, pois, em geral, os trens não vão lotados e você pode simplesmente chegar na estação e pegar o próximo que estiver saindo. No nosso caso, só marcamos para o trecho Tóquio-Quioto (e nem teria sido necessário). De todo modo, se tiver a possibilidade, marque!

Dicas sobre o Japan Rail PassAssento reservado: carruagem 16 – assento 14-A

Vale a pena comprar o Japan Rail Pass?

Essa parte cada um tem que fazer sua própria avaliação, ou melhor, as contas.

De um modo geral, eu diria que sim, vale. Para ter uma ideia, uma viagem Tóquio-Hiroshima-Tóquio pode sair mais caro do que um passe de 7 dias. Mas a dica é colocar seu itinerário na ponta do lápis e avaliar os gastos de transporte. O Japan Rail Pass não é tão barato e só vale a pena se você realmente for utilizar muito os trens no Japão (o que é bem provável), portanto, pesquise e avalie!

☛ Leia mais: Roteiro de um dia em Hiroshima (um bate e volta a partir de Kyoto)

Nós por aqui fizemos uma tabela de valores para avaliar e no nosso caso ficou mais ou menos assim:

Aeroporto – Tóquio – Aeroporto   ¥6,040
Metrô em Tóquio (várias viagens*)   ¥1,600*
Tóquio – Nikko – Tóquio   ¥9,900
Tóquio-Quioto   ¥8,210
Quioto – Nara – Quioto   ¥1,420
Quioto – Irani – Quioto   ¥280
Quioto-Hiroshima-Quioto   ¥12,960
Hiroshima – ferry para Myiajima – Hiroshima   ¥1,200
Quioto-Takayama   ¥5,620
Takayama-Tóquio   ¥8,750
TOTAL (no mínimo)   ¥57,180

Como o passe de 14 dias custou-nos ¥46.390, valeu bastante a pena!

A floresta dos bambus em Quioto

Como proceder na estação de trem?

Quando chegar na estação, como já dito antes, não dá para passar pelas catracas porque o JR Pass é de papel, por isso, dirija-se ao guichê que fica ali ao lado e mostre ao segurança que, em geral, só dá uma olhada na data e nada mais.

Uma vez lá dentro, você tem que ver pelos painéis eletrônicos onde sairá o seu trem, o que é fácil. Veja abaixo:

Dicas sobre o Japan Rail PassRepare que o painel mostra quais as carruagens com assento livre: no primeiro trem, por exemplo, das carruagem 1 até a 7 e da 13 até a 15.

Depois, siga para a plataforma e procure se posicionar na altura da carruagem em que irá viajar: se for uma com lugar marcado ou não. E atenção na fila, pois eles respeitam a ordem de chegada e esperam todos saírem do vagão primeiro, para depois entrarem.

Dicas sobre o Japan Rail PassA indicação se a carruagem é com assento marcado ou não

Dicas sobre o Japan Rail Pass

Se precisar pegar um trem num horário específico, programe-se para chegar na estação com antecedência, pois os trens são extremamente pontuais: se está marcado para às 17:03h, ele sai 17:03h e não às 17:05h. Algumas estações como a Tokyo, Kyoto e outras são e-nor-mes e você pode demorar um tempo para chegar na sua plataforma.

Leia também: 25 curiosidades do Japão

roteiro JapãoTori em Miyajima (Hiroshima)

dicas do JapãoTori em Tóquio

Então, é isso: organize o seu roteiro, pegue uma calculadora e faça contas.

E não deixe de ler as nossa outras dicas do Japão!

Boa viagem!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Turista Profissional

Este texto foi escrito por mais de um membro da equipe do Turista Profissional, ou pela nossa estagiária Luciana Console, com supervisão e edição final de Ana Catarina Portugal e Declev Reynier.

Leia também

mapa do metrô de Londres

Metrô de Londres: tudo o que você precisa saber para usá-lo!

Tube ou Underground é como você vai passar a chamar o metrô de Londres a partir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *