Dicas para fazer um curso de italiano em Siena, Itália

A Casandra passou dois meses estudando italiano em Siena, Itália, e neste post ela conta sua experiência e dá um monte de dicas para quem alimenta a vontade de ir fazer um intercâmbio lá também. Aproveitem! E, Casandra, obrigado pela disponibilidade e por dividir sua história conosco!

– Sobre você: meu nome é Casandra, quando fui pra Itália tinha 26 anos, sou formada em Letras (Português/Italiano), por isso a viagem para a Itália para estudar… Quando fui já estava formada há 4 anos e já trabalhava como tradutora.

Curso de italiano em Siena

– Curso: bom, em 2010 eu recebi uma carta da Embaixada do Brasil na Itália me comunicando que eu havia ganhado uma bolsa de 2 meses para estudar na Università per Stranieri de Siena. O curso era especificamente para professores e em agosto e setembro, tudo escolhido por eles. O curso para professores só dura 1 mês, então quando cheguei lá pude escolher outro curso para fazer no outro mês, no meu caso, como eu sabia italiano, fiz na turma C2, que é a mais avançada. Os níveis vão de A1 a C2, o padrão europeu, cada módulo dura 1 mês, pois é intensivo, as aulas são diárias. O que eu posso dizer de lá é que a universidade é maravilhosa, os professores são excelentes, valeu muito a pena, pois embora eu já soubesse a língua, não tinha fluência….

roteiro itália

– Preço: eu ganhei bolsa, mas tive que pagar, pois a bolsa só me foi dada na última semana do último mês! Até lá eu fiquei por minha conta… O curso custa 475 euros por mês, cheguei lá já tendo que pagar, e pode usar cartão de crédito.

– Matrícula: a matrícula é paga no primeiro dia marcado para a aula, mesmo dia em que é feito o teste de nivelamento.

– Burocracia: ahaaha… burocracia é o outro nome para chamar a Itália… tudo é muito burocrático, mas, na verdade, como brasileiro tem direito a ficar 3 meses lá sem visto, não é necessário nenhum tipo de visto se for ficar por até três meses. Eu cheguei pelo aeroporto de Lisboa, quando cheguei perguntaram o que ia fazer na Europa, eu disse que ia à Itália estudar e apresentei a carta da embaixada; pronto, passei sem nenhum problema. Quem vai sem ter carta da embaixada não sei exatamente se tem que comprovar residência, dinheiro suficiente ou algo mais.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


– Moradia: eu não pude escolher a moradia, já me foi passada pelo consulado. Geralmente os estudantes ficam nas residências universitárias da rede DSU Toscana, pois eles têm algumas residências em Siena. Eu também fui alocada para uma residência lá. Tive que pagar uma parte para confirmar a reserva ainda aqui no Brasil. Eu fiquei na residência Via delle Sperandie, que tem quartos bons e tem quartos péssimos, tem cozinhas boas e tem umas nojentas… tem até banheiro sem chave. Ela tem uma linda vista – a residência é aquelas típicas construções de Siena – mas também é cheia de insetos por causa do verde todo ao redor. Também fiquei na Viale XXIV Maggio, da mesma rede DSU Toscana, mas nessa dei sorte, fiquei em um quarto novo com varanda (nem todos os quartos são assim). A vista também linda, mas essa residência já fica fora do centro de Siena. Eu gostei bastante, pois você fica um pouco longe daquela confusão de turistas, as coisas são mais reais, como a gente precisa quando tá morando numa cidade: supermercado em frente, restaurante tranquilo ao lado, pizzaria, tudo sem turistas. Existem outras residências. A de San Miniato fica bem longe, acho que não vale a pena ficar lá. Fora isso muita gente também se hospedava na Villa Il Pino, também em San Miniato, mas não faz parte da DSU Toscana.

– Transporte: bom para ir até outras cidades é o trem, muito melhor que pegar ônibus. Eu cheguei no aeroporto de Roma e de lá peguei ônibus pra Siena, foi bem cansativo fazer tudo no mesmo dia. Aconselho a quem puder passar uma noite em Roma e depois seguir viagem. Também pode pegar o trem, mas é assim: o trem de Siena só vai te levar até Firenze (Florença) e lá você pega os trens que vão pras outras regiões. É em Firenze que você vai pegar trem pra Milão, Roma, Nápolis, etc. Então fica assim: se você for pegar o trem pra Siena quando chegar em Roma, vai ter que pegar um pra Firenze e em Firenze tomar o trem pra Siena. E, cuidado, pois o trem em Siena sempre atrasa e ai você corre o risco de chegar a Firenze e seu trem já ter ido embora.

O transporte dentro da cidade é um pouco complicado, os ônibus não passam no horário (mas pra mim que sou do Rio isso é normal, aqui ônibus não tem hora marcada pra passar). No centro de Siena não passa ônibus porque as ruas da cidade são muito estreitas, é muito difícil para os ônibus manobrarem e parece que depois que houve a morte de uma menina por um ônibus eles os tiraram da parte central. Então, quem tá na residência nas Via delle Sperandie, Via Mattioli ou Via San Marco tem que ir andando até a faculdade, mais ou menos meia hora. É um bom exercício, sobe e desce ladeira… Até dá pra pegar ônibus na metade do caminho, mas aí não vale a pena. Ah, táxi muito tarde (leia-se 11 horas da noite) já fica difícil de conseguir. Eu só andava a pé e só quando estava na Viale XXIV Maggio pegava ônibus de manhã cedo pra ir pro curso, pois o ponto é em frente à residência.

dicas da Itália

– Custo de vida: é bem barato, mas a Itália é barata. Siena, pro padrão italiano, nem é considerada muito barata, pois é muito turística, mas nem se compara ao que gastamos aqui. Comida é muito barata no supermercado. Isso em 2011, mas não tem inflação como aqui, então não deve ter subido muito. E até pra comer fora é barato, mas ai também depende da cotação, né?! Ah, e pras mulheres, comprem  maquiagem na Kiko Milano, é ótima e muito barata.

– Prós de estudar em Siena: a cidade é bastante segura, embora a noite seja bem deserta, é tranquilo andar a noite pelas ruas, mas é sempre bom não estar sozinho. A vida lá é muito tranquila, bem diferente da vida nas cidades grandes. O povo é prestativo, eles gostam de conversar, ajudar, a cidade é linda, tem o Palio em julho e agosto. Os restaurantes são maravilhosos, os supermercados também. Tem pote de Nutella gigante no supermercado! Os sorvetes são perfeitos e baratinhos. Pra quem gosta de conversar, é o que mais se tem pra fazer… era ótimo passar a noite na porta da residência conversando, ou na Piazza del Campo, comendo uma pizza ou tomando um sorvete. É ao lado de Firenze… Adorei e voltaria mil vezes!

intercâmbio na itália

Palio de Siena

– Contras de estudar em Siena: a cidade é parada demais… é uma cidade universitária e nos meses de julho e agosto todo mundo está de férias e volta pra casa, não tem nada pra fazer, até o cinema fica fechado… então pra quem gosta de festa, boate, esquece. Depois, em setembro, já começam as festas dos estudantes que voltam das férias, mas é só isso… Ah, e faz muito calor e ninguém usa ventilador, ar condicionado. Na universidade até tinha, mas europeu não gosta de ar condicionado (nem eu) e desliga, mas é muito calor, muito mesmoE em julho e agosto a cidade fica muito cheia de turistas por causa do Palio. E esquece internet, é coisa rara!

– Além de estudar: bom, eu viajei muito, saí daqui com bilhetes de trem comprados, servia pra viagens na Itália e fora, com exceção de alguns países. Na Itália fui pra Pisa, Firenze, Milano, Padova, Roma, Venezia, Verona, Trento, Riva del Garda (lindo, recomendo muito pra quem vai no verão), Roma, San Gimigniano, Luca e devo tá esquecendo algumas…E também fui pra Áustria, Hungria, Suíça, França, Portugal e Alemanha…

– Dicas extras: vale muito a pena comprar os bilhetes de trem antes de ir, comprei na STB. Tem que ir com a mente aberta, porque vai lidar com muitas nacionalidades, principalmente chineses… e são muitas as diferenças culturais, que se tornam mais evidentes quando se divide quarto, então tem que ser tolerante! Pra andar de ônibus tem que comprar o bilhete que vende na tabaccheria… e convalidar no ônibus quando sobe, se for pego pelo controllore sem bilhete, paga multa. O mesmo vale pro trem: compra na bilheteria e convalida antes de subir no trem, do contrário vai pagar multa. E no trem o controllore sempre passa.

curso de italiano em Siena

Não deixe de ler também:

Não deixe de ler todos os nossos posts com dicas da Itália em geral, bem como de conhecer o nosso “Roteiros de 7 dias em Roma e arredores“!

guia de roma

E aqui você encontra um índice de todos os posts sobre a Itália, pra facilitar a sua vida.

Boa viagem!

✈ Continue sua viagem aqui:

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

3 COMENTÁRIOS

  1. Poder estudar na Toscana é uma bençao e Siena è uma cidade de tirar o folego. Moro em Florença tem quase dez anos e quando cheguei aqui, apesar de ter estudado italiano no Brasil, o meu conhecimento da lingua nao era suficiente. Assim, me matriculei na Scuola Toscana em Florença, realmente foi uma experiencia unica, pois além de aprender a lingua italiana, vc aprende um pouco da cultura e da historia desta grande regiao. E claro, as atividades extras nos permite conhecer as cidades nos arredores de Florença.

    • A dica sobre estudar italiano em Siena foi muito boa. Acho que li aqui uma materia sobre estudar italiano em Camerino porém não encontro a matéria ou me equivoquei. Tenho interesse em fazer um curso na Itália e aquele me interessou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here