Dicionário de viagem: termos que você deve dominar

Com a quantidade de novos viajantes é comum as pessoas terem dúvidas quanto aos termos utilizados neste meio, seja nos hotéis, nos aviões ou em outros lugares. Piora um pouco a situação pelo fato de muitos termos serem emprestados do inglês, língua oficial do turismo. Então, aqui vai para os viajantes de primeira vez, um dicionário de viagem!

Fizemos esta pequena compilação de alguns termos mais utilizados e uma pequena explicação de cada um, formando essa espécie de “dicionário”.

Esperamos ajudar a descomplicar a sua vida. Para isso, veja também nossas outras dicas de viagens.

Leia também: Dicas para viajar de avião pela primeira vez

Dicionário de viagem

como viajar mais barato

All inclusive

É quando numa hospedagem tudo está incluído: bebidas e todas as refeições (café da manhã, almoço, janta e lanches). Em alguns lugares, inclui até as bebidas alcoólicas, em outros não.

Arremeter

Chama-se arremeter quando o piloto de um avião precisa retomar o voo e subir novamente quando já está em processo de aterrissagem, por motivos variados. Isso pode ocorrer durante o final da aterrissagem, ainda em voo, ou mesmo após a aeronave ter “tocado” o solo.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%


Check-in

Check-in é quando você está “entrando”. Este termo é utilizado tanto para viagens de avião quanto quando você está entrando em um hotel.

Em viagens de avião, chama-se check-in a confirmação de que você vai mesmo fazer aquele voo. Existem várias formas de fazer o check-in. A mais tradicional é quando você chega no aeroporto e vai ao balcão da companhia aérea, entrega seus documentos e o próprio funcionário faz o processo, te entregando o bilhete da passagem com todas as informações de embarque: portão, hora de embarque, etc.

Mas este processo vem diminuindo, pois as empresas estão substituindo o check-in pessoal pelas máquinas. Hoje, junto ao balcão da companhia aérea existem totens com computadores para que você mesmo faça seu check-in. Não se desespere, basta seguir as instruções e é super fácil. No mais, sempre há um funcionário por perto para ajudar. E a máquina imprime o bilhete da passagem.

E outra forma é o check-in pela internet. Você mesmo faz, no site da companhia aérea, e imprime o bilhete da passagem em casa. Chegando ao aeroporto, pode se dirigir direto ao portão de embarque (se não for despachar mala) ou ir ao balcão da companhia aérea apenas para despachar as malas.

Existem também alguns aplicativos para aparelhos móveis (tablets e celulares) nos quais você pode fazer o check-in e automaticamente gerar um bilhete eletrônico com código de barras.

dicionário de viagem

Check-out

Checkout, ao contrário, é  quando você está “saindo”. É uma palavra mais utilizada nos hotéis, que é o momento em que o hóspede deixa o seu quarto e paga a conta para sair do hotel. Os hotéis têm uma hora máxima padrão para o hóspede realizar o checkout, que geralmente é em torno das 12h.

Leia também: Dicas sobre documentos para viagem

City tour

Resumindo, é um passeio básico pela cidade por seus principais pontos turísticos. Dura algumas horas e pode ser feito por ônibus ou a pé e sempre há um guia acompanhando e dando explicações e indicações sobre as atrações.

Code-sharing

Já reparou que as vezes você compra as passagens por uma companhia aérea e quando vê está entrando no avião de outra? O code-sharing é isso. É um acordo entre as Cias Aéreas que facilita a logística e diminui gastos, evitando por exemplo, que um avião saia com poucos passageiros.

Conexão

É quando o avião faz uma parada em outra cidade que não é a do destino final. Neste caso, é preciso fazer a troca de aeronave para continuar o vôo. Em relação as bagagens, geralmente elas já são enviadas para o destino final e você nem precisa se preocupar com elas.

Leia também: Conexão – como aproveitar esse tempo?

Despachar bagagem

É praticamente colocar as bagagens no “porta-malas” do avião. Ela será etiquetada e você volta a vê-la naquelas esteiras de bagagem no destino final. Algumas pessoas costumam não despachar a bagagem pra evitar ter que esperar ela chegar na esteira e poder sair mais rápido do aeroporto, ou então não correr o risco de extravio. Nesse caso, fique atento ao tamanho máximo permitido para a bagagem de mão e também aos itens que são proibidos de levar no avião, pois alguns só podem se for na bagagem despachada.

Leia também: Tipos de bagagem e suas regras

novas regras anac

Duty free

Queridinho das pessoas que gostam de compras, o duty-free são as lojas que ficam dentro da sala de embarque e desembargue dos aeroportos e vendem produtos com impostos reduzidos e até isentos.

Escala

Diferente da conexão, a escala é uma parada que a aeronave faz, seja para abastecer ou embarcar e desembarcar passageiros. Porém, neste caso, não é preciso descer do avião. O seu destino final continua sendo o da aeronave que você embarcou.

E-ticket

Com a modernidade e tecnologia de hoje em dia, as passagens em papel estão sendo cada vez menos usadas e o E-ticket é o resultado disso. É um bilhete eletrônico, com todos os detalhes da viagem, só que no celular ou tablet. Ao invés de mostrar a passagem de papel na hora do embargue, você mostra o e-ticket e tá tudo certo!

Jet Lag

Nosso organismo tem o chamado relógio biológico, que faz com que os padrões de hora tenham os efeitos esperados no corpo, como o sono, por exemplo. Quando a gente muda de país cujo fuso horário é muito diferente do nosso, o corpo sente os efeitos nos primeiros dias até nosso relógio biológico se adaptar ao fuso atual. Esse efeito de desregulação e o mal estar se chama Jet Lag.

Múltiplos destinos

Também conhecido como Open Jaw, Múltiplos Destinos é quando você compra as passagens de ida e volta de cidades diferentes. Por exemplo, eu faço uma única compra de passagem de São Paulo com destino Londres e na volta venho de Paris para São Paulo. É muito útil pra quem faz mochilão e pretende passar em várias cidades, as vezes ter que voltar pra origem só pra pegar o voo de volta é muito trabalhoso.

cobrança de bagagem

No-show

Você comprou uma passagem e por algum motivo não pôde comparecer. Aí você deixa quieto, afinal, já pagou por ela então tanto faz se você usou ou não a passagem, certo? Errado.

Na maioria das vezes realmente pode não acontecer nada, mas dependendo da companhia aérea, se você não comparecer no embargue e não avisar com antecedência (seja pra cancelar ou efetuar troca de passagem) elas podem fazer uma cobrança. O No-Show é isso, a taxa que se paga por não ter comparecido ao vôo.

One Way

É a passagem só de ida ou só de volta, ou seja, “um caminho”, em tradução livre. Geralmente saem mais caras do que se você já fizer a compra das passagens de ida e volta juntas.

Orbitar

É uma prática que pode acontecer durante um voo, quando o avião está chegando ao aeroporto de destino mas precisa ficar aguardando um tempinho no ar até que seja liberada a pista de pouso para ele. Em geral, o avião fica dando voltas sobre a região, ou seja, “orbitando”, até que receba autorização para aterrisar.

voo klm

Overbooking

Quando as reservas feitas são em maior quantidade do que os lugares disponíveis, ou seja, você faz uma reserva (seja num hotel ou num vôo) e ao chegar lá, não consegue fazer check-in, pois não há lugares. No caso de companhia aérea, ela tem que providenciar lugar em voo próximo ou então arcar com hospedagem e alimentação enquanto a situação é resolvida.

Round trip

É a compra de passagem de ida e volta, que é o que a maioria das pessoas fazem. Selecionar data de ida e de volta juntas faz com que os valores finais saiam mais baratos do que comprar os trechos separadamente.

Stop over

Já pensou na possibilidade de conhecer mais destinos do que o planejado praticamente de graça? Pelo menos no transporte.

O Stop Over é quando há a possibilidade de “aumentar” o tempo de conexão entre um avião e outro, de tal modo que é possível passar alguns dias na cidade onde a conexão está sendo feita. Um exemplo: Você está indo para a Irlanda e é necessário fazer uma conexão em Amsterdã. Ao invés de descer do avião e já embarcar no que vai pra Irlanda, você sai do aeroporto, passa alguns dias na cidade e embarga pra Irlanda normalmente. É como se continuasse a viagem depois, sabe?

Dependendo da empresa, o Stop Over é de graça! Verifique a possibilidade quando comprar suas passagens para um destino com conexão.

Taxa de embarque

Todo aeroporto tem a sua taxa de embargue, que varia de preço. É um valor obrigatório que é cobrado no ato da compra das passagens e vai para o órgão administrador do aeroporto.

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Que tal já chegar no seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados que funcionam em 140 países e ainda planos que incluem telefone, no caso de viagem para o EUA. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e receba o seu chip em casa com frete grátisCompre aqui


Traslado/Transfer

É um tipo de transporte que leva os passageiros do aeroporto e rodoviárias até o hotel e visse e versa. Muitos hotéis oferecem gratuitamente o serviço.

Turbulências

Temida pelos passageiros nas viagens de avião, a turbulência é quando a aeronave passa por uma região do céu com mudança brusca de temperatura ou pressão do ar, fazendo com que o avião chacoalhe muito.

Upgrade

Termo que pode ser usado tanto em avião quanto em hotéis, upgrade significa “subir de categoria”, ou seja, mudar de classe do avião ou pegar um quarto de hotel mais luxuoso. Algumas companhias aéreas oferecem um upgrade por preços acessíveis ou até de graça. Fique de olho nas regras da Cia Aérea.

classe executiva klm - Dicionário de viagem: termos que você deve dominarClasse executiva da KLM

Voucher

É o famoso comprovante. Hoje me dia o termo está sendo utilizado em larga escala, seja para estadia em hotéis como também em ingressos de espetáculos e até compras pela internet, como por exemplo, nos sites de compras coletivas.

Voo direto

Literalmente um voo direto ao destino final, sem paradas. É conhecido também como Nonstop e geralmente é mais caro, principalmente se o destino for muito longe.

Agora que você está munido de todo esse novo vocabulário, pronto pra colocá-lo em prática? 😉

Boa viagem!

 Você vai gostar de ler também:

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotel Seguro viagem chios de internetingressos e passeios guias de viagempassagens aéreas mais baratas Guia de viagem turista profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here