Mala de rodinha x Mochila: vantagens e desvantagens

Enquanto algumas pessoas preferem viajar à praia e outras ao campo, há quem opte por mala de rodinha e quem goste mais de levar os pertences nas costas. Apesar de envolver o gosto pessoal, a escolha da bagagem também costuma ser feita de acordo com as necessidades e o tipo de viagem. Um mês na Europa exige cuidados diferentes que um final de semana na chácara da família, por exemplo.

Aqui no site nós já falamos sobre como escolher a mala certa, a partir de vários aspectos. Em continuidade a isso, veja quais são as particularidades desses dois tipos de bagagem (a mala de rodinha e a mochila) e para quais casos cada uma é perfeita.

Vantagens de viajar com mochilas

As mochilas de costas são muito práticas para levar durante a viagem, ainda mais se você tiver que andar pela areia, por ruas de pedra e subir escadas. Se você fizesse o mesmo com a mala de rodinhas, teria que carregá-la temporariamente na mão, o que ocasionaria desconforto, já que ela não foi feita para ser levada dessa maneira.

Além disso, como são maleáveis e compactas, essas mochilas costumam caber facilmente nos armários privados dos hostels. Em virtude disso, essa bagagem é perfeita para quem gosta de se hospedar em albergues e/ou fazer viagens curtas.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


Por outro lado…

Se você tiver problemas nas costas, for levar muitas roupas ou sente arrepio só de pensar em carregar peso, utilizar mochila pode não ser o melhor para você. Lembre-se que mesmo que a bagagem esteja “aceitável”, depois de uma caminhada as suas costas podem reclamar do incômodo provocado pelo esforço físico.

Outro ponto desfavorável para as mochilas diz respeito aos objetos frágeis. Devido à maleabilidade da bagagem, as garrafas de vidro poderão se quebrar com facilidade. Por isso, se for levar itens frágeis, repense o tipo de bagagem ou tenha cuidado extra ao carregá-la.

mochila de viagem

As vantagens das malas de rodinhas

Ao utilizar malas de rodinhas, você não sente que está carregando peso, pois essa bagagem redistribui o esforço pelo corpo. Isso é uma grande vantagem, especialmente depois da viagem, quando a mala volta cheia de compras – e bem mais pesada.

Ao contrário da mochila, na mala você consegue organizar com mais praticidade as suas roupas, possibilitando a chegada delas ao destino desamassadas. Essa rigidez também permite maior segurança aos objetos frágeis, como vidros de perfume e garrafas de vinho.

Por outro lado…

As malas de rodinhas enfrentam grande dificuldade quando precisam ser arrastadas por lugares irregulares, como ruas de paralelepípedos, morros e escadas. Como a alça dá pouco suporte e a mala não foi feita para ser carregada na mão, os viajantes podem sentir incômodo por isso.

mala de viagem

Viagens de avião

Em viagens de avião, é possível levar tanto mochila quanto mala de rodinha, desde que a bagagem, em geral, não ultrapasse o limite de 23 kg. Quem excede o peso, precisa pagar uma taxa extra para transportar os objetos. Confira sempre o limite com a sua companhia aérea.

Apesar das duas bagagens serem aceitas, é preciso prestar atenção na forma que serão carregadas. Uma pessoa que vai viajar de São Paulo ao Rio de Janeiro para passar apenas um final de semana pode querer que os pertences fiquem com ela, isto é, sejam levados como bagagem de mão. No entanto, ao optar por uma mala de rodinha de tamanho médio, por exemplo, ela será obrigada a ser despachada por não caber no bagageiro do avião.

Portanto, para ter a viagem dos sonhos e sem problemas, planeje tudo com antecedência, inclusive o que vai levar e em que tipo mala.

Boa viagem!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

5 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom o site, tô pegando várias dicas!

    Gostaria de comentar que depende da viagem e da mala/mochila que você leva também. Como alguém que já uso muito mala de rodinha e hoje leva, quase sempre, um mochilão, eu posso dizer que as vezes uma mala pode te dar dor também, tem que ter atenção com a altura da alça para não forçar as costas… Por outro lado, uma mochila bem estruturada, própria para viagens do estilo mochilão, pode levar com conforto até uns 10 ou 12 quilos… A questão é que uma boa mochila não força as costas, mas se apoia na cintura, na lombar. Mas só é boa com uma estrutura resistente e bem regulada para suas medidas (altura, cintura, etc). Há, inclusive, mochilões de trekking próprios para o corpo feminino.

    É isso! 🙂

      • Heloisa, boa tarde! VC poderia passar detalhes da sua viagem? Quais locais que VC foi e que tipo de mochila VC usou? Obrigada, cristiana

  2. Eu carrego um bolsão de lona, dá trabalho , mas a sensação que me dá é que como é de lona e não tem aquele sistema de carrinho o torna mais leve e com isso posso trazer mais coisas das viagens. Tipo se são 23kg então posso trazer 22 kg só de objetos pois a mala em si não pesa muito, acho até que menos de um kilo. Porém, nos aeroportos internacionais tenho que ficar à cata de carrinhos. Fico pensando se compensa, esse meu raciocínio? O que acham?

  3. Boa tarde, gostaria de dar um dica a quem vai viajar por mais tempo, sendo assim, com mais volume de bagagem.
    Tenho 14 anos e vou fazer minha primeira viagem para o exterior. Vou para Europa (Croácia, sérvia e bósnia) e ficarei lá por 22 dias.
    A primeira dica que quero dar, é pela quantidade de bagagem. Sempre é melhor optar por peças coringa, assim, elas podem combinar com vários looks e levar menos roupas na mala.
    A segunda dica que quero dar, é pelo peso da mala. Pra Europa, o peso permitido são de duas malas de até 32 kg, mas isso varia de cada continente.
    A última, mas não menos importante, é levar poucas roupas, mas que sejam mais quentinhos! Sempre menos é mais, sendo assim, tem até mais espaço para as compras da volta!!

    Obrigada, e boa viagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here