Mercado Ver-o-Peso, Belém do Pará

Este é possivelmente o mercado popular mais famoso do Brasil e, quiçá, seja um dos mercados mais famosos do mundo.

O Mercado Popular Ver-o-Peso, em Belém do Pará, é recheado de cultura.

Aliás, é cultura pura, um achado antropológico, um dos mais significativos símbolos da cultura paraense, concentrando diversos produtos e hábitos da região norte.

Na verdade, o Ver-o-Peso é um complexo de 35 mil m² formado por diversas construções históricas, como o Mercado de Ferro, o Mercado da Carne, a Praça do Relógio, a Doca, a Feira do Açaí, a Ladeira do Castelo e o Solar da Beira e a Praça do Pescador. O conjunto foi tombado pelo IPHAN, em 1997.

As barracas do Ver-o-Peso vendem de tudo!
As barracas do Ver-o-Peso vendem de tudo!

Uma das grandes atrações são as inúmeras barracas devidamente organizados em setores, sendo considerada a maior feira livre da América Latina. As barracas são agrupadas em tipos de produtos e as “avenidas” têm os nomes dos materiais que vendem.

Desta forma, há a avenida Farinha, a Camarões, a Maniva, entre outras, por onde mais de um milhão e meio de pessoas circulam todos os meses.

o que fazer em Belém

O mercado foi construído no século XVII, em 1625, inicialmente chamado de “Casa do Haver-o-Peso”, surgindo com o objetivo de reforçar o controle alfandegário na Amazônia, como um posto de fiscalização e tributação das mercadorias trazidos para a cidade. O nome vem do fato de se controlarem também o peso dos produtos que por ali passavam, no intuito de cobrar os impostos para a coroa portuguesa.

Em 1839 a Casa de Haver o Peso foi extinta e o prédio foi arrendado para a venda de peixe fresco. Depois, em 1847, foi construído os Mercados de Peixe e o de Carne (o Mercado Municipal).

o que visitar em Belém
Acima à esquerda vemos as barracas em primeiro plano, abaixo a placa do Mercado Municipal (o Mercado das Carnes) e, de azul, o Mercado Ver-o-Peso (Mercado de Peixes).

Durante o ápice do Ciclo da Borracha, entre 1879 e 1912, foi um dos principais pontos de importação de pedras, ferro, lajotas e outros materiais utilizados na construção dos belos casarões espalhados pela cidade, muitos conservados até os dias atuais.

Também nesta época diversas modificações foram feitas, adaptando-se às necessidades e aos gostos da Belle Époque, com o aterramento da Baía do Guajará e a construção do porto, ampliação do Mercado de Carne e construção do Mercado de Ferro (como era inicialmente conhecido o Mercado Ver-o-Peso).

O mercado de peixe foi trazido da Inglaterra e reflete o luxo da época do ciclo da borracha. Em 2001 ele foi reformado, tendo as bancadas substituídas, sendo hoje de aço inox (eram de azulejo), facilitando a limpeza. São cerca de 80 vendedores de peixes, caranguejos, mariscos e outros. Entram no mercado, diariamente, cerca de 4,5 toneladas de peixe distribuídas por mais de 120 espécies da região, como: tambaqui, dourada, pacu, filhote, piramutaba, etc.

o que ver em Belém

As barracas que se espalham por volta do mercado do peixe são um show a parte. Lá, encontramos “de um tudo”: comidas típicas (como tacacá, tapioca…), artesanatos, frutas (cerca de 100 tipos diferentes!, como uxi, abricó, cupuaçu e graviola), ervas medicinais, temperos, doces, essências, verduras, perfumes, farinhas…

ver o peso

dicas de Belém

turista profissional

Mercado de Carnes (Mercado Municipal), todo em ferro ricamente decorado.
Mercado de Carnes (Mercado Municipal), todo em ferro ricamente decorado.

Pra finalizar, um pouco da alegria e criatividade do povo do Norte, na pessoa do vendedor de CDs, no centro do Mercado Ver-o-Peso:

Mercado Ver o Peso Belém

Quando for em Belém Não deixe de ir, pois é, com certeza, uma das melhores atrações da cidade e uma mostra fantástica da diversidade cultural do Norte do país.

Obs.: como é um mercado popular, assim como em qualquer lugar do mundo, é aconselhável tomar determinados cuidados: não ficar falando ao celular, ter cuidado com as máquinas fotográficas, andar em grupos… Eu não vi nada, mas fui alertado pelo próprio taxista para ter cuidado com os furtos.

Boa viagem!

Sobre Belém, leia também:

– Basílica Nossa Senhora de Nazaré, Belém do Pará

– Estação das Docas e cerveja artesanal em Belém

– Dica de hotel em Belém do Pará

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here