18 motivos para visitar a Nova Zelândia

São inúmeros os motivos para visitar a Nova Zelândia: paisagens cinematográficas, natureza exuberante, povo receptivo com rica cultura tradicional, capital dos esportes radicais e, ainda, cenário de filmes como O Senhor dos Anéis.

Mas você ainda quer mais??

Não tem problemas, a gente dá! Confira aqui uma lista com diversas atrações e possibilidades de o que fazer na Nova Zelândia!

☛ Leia também: 10 dicas da Nova Zelândia para quem vai a primeira vez

Motivos para visitar a Nova Zelândia

1. Volvo Ocean Race (Auckland)

A Volvo Ocean Race é a principal competição de velejadores offshore (barcos mais potentes) do mundo e nasceu há 37 anos. São competidores atravessando 45 mil milhas náuticas ao redor do mundo por meses, com início da aventura na Espanha e finalização na Holanda em outubro de 2018.

Mas o que isso tem a ver com a Nova Zelândia, então?

Acontece que durante os dias de 24 de fevereiro até 18 de março, a cidade de Auckland se torna ponto de parada dos competidores, movimentando toda a região com atividades na água e em terra também para os fãs e admiradores.

Volvo Ocean Race visitar a Nova Zelândia

2. Sky Tower (Auckland)

Localizada em Auckland, a Sky Tower é o maior prédio do país, com 328 metros de altura, sendo impossível não vê-la de qualquer lugar da cidade. Justamente por isso, ela é considerada ponto de referência para as pessoas se localizarem, principalmente os turistas, e acabou virando o cartão postal de Auckland.

É possível subir na torre e apreciar a vista 360 graus da região e ainda realizar atividades como o Sky Walk e o Sky Jump. Completando 21 anos em 2018, o prédio conta também com restaurante, elevador panorâmico e cassino!

Nova Zelândia dicas

3. Trilha das árvores gigantes

Conheça as belezas da natureza na Nova Zelândia em um passeio que mescla-se com a cultura local do povo Maori.

Em Northland, é possível fazer um trajeto para conhecer as árvores kauri (importantes para o povo nativo) na Floresta de Waipoua sem ser preciso o acompanhamento de guias. As kauri são árvores gigantescas e de sua goma são feitas até jóias, que você pode conferir no Museu Kauri em Matakohe.

Neste passeio dá pra conhecer também Tane Mahuta, Rei da Floresta, a maior árvore da região. A chamada Ancient Kauri Trail começa em Maungaturoto, vilarejo a cerca de 90 minutos de Auckland, e passa por Ruawai, a capital da kumara (batata doce típica) e também pelo Pico de Tokatoka, com vistas incríveis das praias e lagos ao redor.

Passeio pela Ancient Kauri Trail - 18 motivos para visitar a Nova Zelândia

4. Passeios de bike

A Nova Zelândia é um destino ótimo para quem curte andar de bike, pois as paisagens e rotas são lindíssimas. As opções são muitas e até quem não gosta tanto de fazer esforço pode aproveitar alugando uma bicicleta elétrica, bastante comum por lá.

Três rotas são destaque no país, a Ciclovia Nacional, conhecida como Nga Haerenga, a Real Journeys, que leva até o Pico Walter, com vista para o Lago Wakatipu, e a famosa corrida Skoda Mountain Bike Race, que acontece dia 10 de março no Vale Motatapu.

dicas da Nova Zelândia

5. Observação de estrelas (Hauraki)

Que tal ter a experiência de observar o céu noturno na sua mais pura forma?

É na ilha neozelandesa Aotea/Great Barrier, no Golfo de Hauraki, que você pode ter uma das melhores visões de estrelas do mundo, já que o local possui o certificado Dark Sky Sanctuary.

A ilha é pequena e habitada por menos de mil pessoas. A empresa Good Heavens é uma opção pra quem quiser fazer tours pela ilha. Prepare-se para trocar as luzes da cidade pela iluminação natural dos astros!

dicas da Nova Zelândia

6. Festival de aviação (Wanaka)

O festival internacional de aviação Warbirds over Wanaka acontece a cada dois anos e em 2018 completará 30 anos de existência.

Ele foi criado por Sir Tim Wallis, um piloto que possuía uma coleção privada de aviões da Segunda Guerra Mundial e decidiu realizar o show aéreo.

A apresentação acontece em meio aos alpes da região, tornando o evento, que ocorre na Páscoa, mais incrível ainda! Mas se pretende participar, fique atento, pois o aeroporto de Wanaka e as estradas ao redor ficam fechadas durante o show.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


7. Escalada em cachoeiras gigantes (Wanaka)

Pra quem gosta de bastante aventura, as atrações da empresa Wild Wire são um prato cheio – e a boa notícia é que não precisa ter experiência prévia em escalada, mas um bom condicionamento físico é necessário.

A escalada é feita por um sistema de cordas de aço conhecido como Via Ferrata, que foi criado durante a Primeira Guerra Mundial, dividido em três níveis de dificuldade. As mais tranquilas são a Go Wild e a Wild Thing; já a Lord of the Rungs leva cinco horas só de subida. Essa última opção ainda conta com a passagem por trás de uma cachoeira de 450 metros e, ainda, descida de helicóptero no final do trajeto.

☛ Leia também: Qual o melhor seguro viagem para esporte radical e de neve?

8. Cervejas! (Costa Oeste)

É na Costa Oeste da Ilha Sul, em Greymouth, que os cervejeiros vão encontrar o paraíso na Nova Zelândia.

A tradição local é bastante ligada à mineração e, por conta disso, o hábito de beber cerveja floresceu, afinal, os mineiros não tinham muito o que fazer há décadas atrás…

A empresa Monteith’s Brewing Company completa 150 anos em 2018 e várias festas vão acontecer na cidade para comemorar, com direito a novas cervejas criadas especialmente para o momento!

Se puder, vá até lá via trem por TranzAlpine e ainda aproveite a vista incrível do trajeto.

cerveja na Nova Zelândia

9. Hobbiton (Matamata)

Desde que virou filme, a trilogia O Senhor dos Anéis está ligada diretamente ao país, por conta das gravações terem sido feitas por lá.

São diversas atrações pela Nova Zelândia que te levam ao mundo de Tolkien e uma delas está comemorando aniversário no dia 22 de setembro de 2018, conhecido como o Dia Internacional do Hobbit, que ocorre em Hobbiton. No evento, os fãs poderão fazer tours pela propriedade e conhecer histórias sobre as locações dos filmes O Hobbit, que também foi gravado no país.

o que visitar na Nova Zelândia

Cervejas e cidras especiais da Terra Média, objetos e alimentação típica dos hobbits também serão vendidos no local, ao mesmo tempo em que artistas interagem com os fãs, deixando tudo ainda mais real.  O buffet especial (afinal, um bom hobbit sempre aprecia a boa gastronomia) será servido no final.

10. Rotorua, a cidade bilíngue

A Nova Zelândia é habitada tradicionalmente pelo povo nativo Māori, que tem como idioma o Te Reo. A língua foi reconhecida como uma das oficiais do país há trinta anos, junto com o inglês e a linguagem de sinais, e a cidade de Rotorua é a primeira neozelandesa a ser declarada bilíngue.

Rotorua é conhecida por suas atividades geotermais e principalmente culturais, sendo um ótimo destino para conhecer a fundo as tradições Mãori, ainda mais agora com a língua oficial! Kapai (legal)!

Nova Zelândia

11. Aventurar-se em uma gigante bolha de plástico (Rotorua)

A atração conhecida como OGO consiste em descer rolando uma colina dentro de uma bola de plástico inflável gigante atingindo até 50 km/h.

É tipo aquelas brincadeiras de criança que todo adulto quer fazer (só que com mais adrenalina e risco). Quem quiser algo mais radical, pode se aventurar no Skyline Rotorua, versão moderna dos antigos carrinhos de rolimã, que chega a velocidades ainda maiores.

visitar a Nova Zelândia

12. Prêmio de moda, arte e teatro em Welligton

Atividade que ocorre anualmente na capital Wellington, o evento se chama World of Wearable Art, mais popularmente conhecido como WOW, e comemora o trigésimo aniversário em 2018.

O evento na verdade é um prêmio no valor de NZ$ 170.000,00 para o estilista que melhor representar a união entre arte, moda e teatro. Na WOW Gallery in Nelson estão expostas as peças dos vencedores de todas as temporadas.

☛ Leia também: Onde ficar na Nova Zelândia: 4 lugares bem inusitados e legais

13. Museu Nacional (Wellington)

Te Papa Tongarewa é o Museu Nacional da Nova Zelândia, nascido em 1998. O nome significa “contêiner de tesouros” e a dica é reservar um bom tempo para apreciar o acervo, que conta com artefatos sobre a história do país, obras de arte da cultura Mãori, povos do Pacífico e natureza da região.

Em comemoração ao aniversário de 20 anos em fevereiro, uma galeria de arte de dois andares vai ser inaugurada no museu, aumentando a coleção com arte nacional.

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Que tal já chegar no seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados que funcionam em 140 países e ainda planos que incluem telefone, no caso de viagem para o EUA. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e receba o seu chip em casa com frete grátisCompre aqui


14. LUX Light Festival (Wellington)

Trata-se de um show de luzes espetacular que ocorre na capital da Nova Zelândia no mês de maio.  O LUX Light Festival (Te Ao Marama) oferece atividades incluindo exposições e apresentações artísticas pela cidade, que durante o festival é enfeitada com esculturas de luz.

O evento é gratuito e une luz, design, tecnologia e arte, com foco em artistas Mãori da atualidade.

dicas Nova Zelândia

15. Hope Springs (Kaikoura)

Em Kaikoura existe uma nova atração desde o terremoto que atingiu a região em 2016. É uma fonte de águas rasas que foi descoberta por dois locais que atualmente são donos da empresa Kaikoura Kayaks.

Chamada de Hope Springs (traduzindo: fonte de esperança) devido ao contexto de surgimento após uma tragédia natural, ela pode ser visitada pelos tours da Kaikoura Kayaks, somando-se às outras atividades conhecidas da região como o avistamento de animais marinhos.

Procure aqui o seu hotel na Nova Zelândia

16. Bungee Jump (Queenstown)

Conhecida pelos esportes radicais, a Nova Zelândia é um dos lugares mais famosos quando se pensa em bungee jump. Portanto, visitar a Nova Zelândia e não realizar nenhum tipo de atividade radical é quase um crime, principalmente porque é no país que se encontra a precursora do turismo de aventura mundial, a empresa AJ Hackett, que há quase 30 anos leva as pessoas a atingir a adrenalina máxima.

Considerada também uma das criadoras da modalidade de se atirar em queda livre com os pés presos em uma corda elástica, em 2018 a empresa promete uma nova experiência chamada Nevis Thriller, com detalhes ainda não divulgados. A única certeza é: vista incrível do Rio Nevis e montanhas da região de Otago junto de muita adrenalina!

aventura na Nova Zelândia

17. Esquiar na neve (Queenstown)

A Nova Zelândia é um país no qual o inverno conta com a presença de muita neve e frio intenso. Por conta disso, as estações de esqui são uma atração comum no país e em Queenstown estão algumas delas.

A temporada do esporte vai até outubro e a dica é aproveitar o início da primavera, em meados de setembro, pra fugir da muvuca nas estações de esqui.

esqui na Nova Zelândia

☛ Leia também: Dicas para visitar as geleiras da Nova Zelândia

18. Vinícolas (Wairarapa, Hawkes Bay, Marlborough)

Já pensou em visitar a Nova Zelândia para fazer enoturismo?

Pois o país vai muito além das paisagens naturais belíssimas e esportes radicais! Uma das principais atividades relacionadas ao vinho é o evento Toast Martinborough, que ocorre no mês de novembro em Wairarapa.

O Hawkes Bay Food And Wine Classic também acontece no mesmo mês. Na Ilha Sul, em Marlborough, acontece uma degustação na vinícola Cloudy Bay, com tours pela região de helicóptero e até mesmo barco! Fora isso, o site oficial dos vinhos na Nova Zelândia dispõe de mais de 450 atividades relacionadas à bebida.

Viu, o que não faltam são bons motivos para visitar a Nova Zelândia, né?!

Boa viagem!

* Dicas e fotos: assessoria de imprensa

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here