Home / Polônia / O que fazer na Cracóvia (roteiro de 3 dias)
Europa 1

O que fazer na Cracóvia (roteiro de 3 dias)

Decidimos a viagem para a Polônia meio de improviso. Aproveitamos uma promoção da Ryanair quando estávamos fazendo um intercâmbio em Dublin e fomos durante um fim de semana. Então, tive que pesquisar rapidamente o que fazer na Cracóvia, que seria a nossa cidade base.

O interesse primeiro era fazer a visita aos campos de concentração de Auschwitz, mas logo percebemos que havia muitos outros lugares legais para visitar na cidade.

Como não tínhamos muito tempo, organizamos um roteiro de 3 dias na Cracóvia, ou quase, pois chegamos na cidade às 10h da manhã de uma sexta-feira e fomos embora no domino às 21h. Mas deu para visitar tudo o que planejamos e até alguns lugares que nem estavam na programação, mas que acabaram por se tornar boas surpresas.

Seguro viagem com até 10% de desconto

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.

O que fazer na Cracóvia?

Estrategicamente, escolhemos uma hospedagem bem na praça Rynek Glówny, datada de 1257, que é o coração do centro histórico da cidade e que concentra na sua região a maioria das atrações turísticas da Cracóvia, assim, poderíamos conhecer quase tudo a pé.

Alugamos um apartamento que foi um super achado pela sua excelente localização, preço e qualidade (era enorme e com um baita visual!). Já escrevemos um post sobre ele e também publicamos um vídeo mostrando ele todinho por dentro:

Vamos, então, ao roteiro:

Dia 1: Castelo Wawel e centro histórico da Cracóvia

Como poderão perceber, fomos durante o inverno e por isso tínhamos que aproveitar bem o dia, pois anoitece mais cedo, por volta das 16:30h. Então, assim que deixamos a mala no apartamento já fomos logo bater perna.

dicas da cracóvia

o que visitar na cracóvia

Primeiramente demos uma rodada geral pela praça, mas sem nos deter muito a nenhuma das atrações que tem ali, visto que estaríamos ali todos os dias. Fomos depois caminhando para a nossa primeira visita, o Complexo Wawel, onde estão o castelo e a catedral. O lugar é enorme e na hora de comprar o ingresso existem várias versões, dependendo do que pretende visitar lá dentro. Nós optamos apenas pela catedral e pela visita ao quadro “A Dama do Arminho” de Leonardo da Vinci, que fica atualmente lá, além de rodar as áreas externas.

castelo wawel da cracóvia

o que ver na cracóvia

Como ainda ficamos bastante tempo lá, quando saímos o sol já estava começando a ir embora, então, voltamos para a Praça e aproveitamos a luz para fazer algumas fotos. Há 3 construções importantes ali: um mercado, a Basílica de Santa Maria, ambos do século XIII, e a Torre da Prefeitura. Para finalizar, fomos dar uma volta pelo mercado e logo voltamos para casa, pois como acordamos de madrugada para pegar o avião, estávamos bem cansados nesse dia.

mercado na cracóviaMercado

compras na cracóvia

Dia 2: Auschwitz, Basílica de Santa Maria e museu subterrâneo

Neste dia saímos cedo para a razão principal que nos levou até a Polônia: Auschwitz.

Os campos de Auschwitz ficam a cerca de 75 km da Cracóvia, em Oswiecim e a viagem até lá de carro leva em torno de 1 hora, mas é possível ir de trem ou ônibus. Nós optamos por um tour (embora geralmente a gente nem faça uso desse tipo de serviço) porque, além da comodidade no deslocamento, queríamos um guia para nos mostrar e “explicar” tudo o que veríamos. Ficar andando aleatoriamente por Auschwitz sem um direcionamento pode tornar a visita meio sem sentido e muitos fatos e detalhes importantes podem passar despercebidos.

onde ir na cracóvia

como chegar em auschwitz

Não é preciso dizer que é uma visita muito impactante e demoramos bastante tempo para, de fato, perceber tudo o que se passou ali. Além de estranho, por vezes é meio constrangedor estar naquele lugar, mas definitivamente é uma visita necessária e que “gostamos” muito de fazer. Você sai de lá pensando muito na vida e no que o homem é capaz de fazer.

auschwitz

campo de concentração

Ainda escreveremos um post completinho sobre Auschwitz, mas, enquanto isso, vale a pena assistir ao vídeo que fizemos mostrando como é essa visita:

Por volta das 14:30h já estávamos de volta à Cracóvia e fomos visitar a Basílica de Santa Maria. Vale a pena prestar atenção numa coisa: de hora em hora aparece um soldado numa janela lá no alto da torre da igreja e ele toca uma música. Como o nosso apartamento era quase em frente, escutávamos a noite toda.

cracóvia com bebêVisual da basílica de dia…

o que ver na cracóvia… e de noite.

Depois fomos fazer uma visita muito legal e que nem estava indicada no nosso guia, só descobrimos que existia quando chegamos na cidade. Por baixo do mercado e da praça há um grande museu subterrâneo (claro!) instalado num sítio arqueológico que conta a história medieval da cidade, o Podziemia Rynku. Ele é bem interativo e foi uma grata surpresa.

museu subterrâneo cracóvia

museu cracóvia

Dia 3: Mina de Sal, muralhas e Fábrica de Schindler

Iniciamos o nosso passeio pela famosa Mina de Sal de Wieliczka, a uns 20 minutos de distância do centro da Cracóvia. A visita é guiada e leva em torno de 2 horas, dependendo do grupo. É lá embaixo que fica a Catedral de Sal, lindíssima.

salt-mine-krakow

cracovia-dicas

Quando voltamos, tratamos logo de almoçar num restaurante típico e em seguida fomos dar uma última volta pelo centro histórico, indo em direção às muralhas e ao portão medieval.

o que fazer na cracóvia

centro histórico da cracóvia

Para finalizar, pegamos um táxi e fomos para a nossa última visita, a Fábrica de Schindler, que fica fora do centro, mas não muito distante. No lugar onde a fábrica funcionou, hoje temos uma espécie de museu contanto a história da ocupação nazista e dos guetos judeus.

a lista de schindlerOs “listados” de Schindler.

krakow travelO escritório de Schindler.

dicas da polônia

viagem para a cracóvia

roteiro de 3 dias na cracóvia

museu schindler

O único lugar que não conseguimos visitar foi o bairro judeu de Kazimierz, pois como anoitecia muito cedo e fazia bastante frio, acabamos desanimando de ir, mas passamos por lá de carro quando voltávamos da Mina de Sal e pudemos ver o único pedaço original do muro que cercava o gueto e que, curiosamente, fica no quintal de um jardim de infância. É interessante observar o simbolismo no formato de lápides que as partes do muro tem.

gueto judeu cracóviaÉ aquele muro lá nos fundos do prédio, com as partes arredondadas em cima.

Apesar do frio, gostamos muito de ter feito essa viagem para a Cracóvia e esse roteiro de 3 dias nos atendeu bem. Nós fomos com a TuristaProfBaby, nossa filha de 1 ano e 3 meses à época, o que tornava os passeios um pouco mais lentos, então, se você estiver só com adultos, provavelmente ainda conseguirá visitar muitos outros lugares.

Gostou das nossas dicas de o que fazer na Cracóvia? Se você tiver oportunidade, não deixe de ir, porque é fantástica!

Boa viagem!

*** Conheça aqui alguns TuristaProfBaby que você pode comprar antes de embarcar para lá! ***

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 10% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: CARNA10.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Ana Catarina Portugal

Ana Catarina Portugal é a criadora e editora-chefe do blog Turista Profissional, relatando as dicas e experiências que teve nos mais de 40 países por onde já passou. Também escreve sobre viagens para revistas especializadas, é professora de artes, filósofa formada e mestre em História da Arte.
Anterior Como aproveitar melhor as viagens de carro
Próximo Passeio de jangada nas piscinas naturais de Porto de Galinhas

Leia também

Roteiro de 1 dia na Filadélfia: como chegar e o que visitar

Roteiro de 1 dia na Filadélfia: como chegar e o que visitar

Que tal passar ao menos 1 dia na Filadélfia (ou Philadelphia, em inglês)? A cidade …

17 Comentários

  1. Lia Granado

    Olá estou indo para a Cracovia no fim do ano. Adorei suas dicas. Qdo Vc foi? Será que Vc sabe se o quadro Dama com Arminho voltou ao Museu original?
    Obrigada

    • Ana Catarina Portugal

      Fui em janeiro e até onde sei, ele continua no mesmo lugar. Boa viagem!

  2. Bianca

    Gostaria de saber onde contrataram o guia para o campo de concentração?

  3. Ana Claudia

    Bom dia,

    Vou para Cracovia em Abril chego dia 07 as 14:00 no aeroporto, então tenho 2 dias cheios lá (8 e 9) e vou embora dia 10, estou muito preocupada de não conseguir conhecer muitos lugares, as visitas que vi para AUSCHWITZ sai do hotel as 11:00 e volta as 19:00 e para mina de sal vi uma as 15:00 hrs, ou seja, fico 2 dias “presa” com horários, que tour você fez que voltou as 14:30?

    Bjos

    • Ana Catarina Portugal

      Comprei aqui pelo blog mesmo: turistaprofissional.krakow.ticketbar.eu/en/world-war-2/auschwitz-birkenau-memorial-/ Fiquei esse mesmo tempo que você e foi suficiente. 🙂
      Boa viagem!

  4. Adam Czartoryski

    Muita vontade de conhecer a Dama com Arminho, Leonardo da Vinci fez para a minha família há 4 séculos atrás.
    Familia Czartoryski.

  5. jorcelina sousa

    Boa tarde. Será que conseguiamos um guia para o campo de concentração de auschwitz que fale português?
    Quando fui a Milão segui as dicas de vocês e foi espetacular, pois viajamos para Itália sem saber falar italiano ou inglês.
    Cpts

    • Ana Catarina Portugal

      Hum, acho que não. Em espanhol tinha, mas português não vi nada, infelizmente! Me diga se conseguir. Boa viagem!

  6. Cristina Martins

    Boa tarde

    Tenho agendado uma viagem de 4 dias em Março do próximo ano. Curiosidade em saber se podemos utilizar o Euro como moeda, ou será mais vantajoso fazer cambio. As pessoas são simpatias e acolhedoras? A cidade de João Paulo II será uma hipótese a considerara?

    Agradeço desde já a sua atenção.

    Cristina Martins

    • Ana Catarina Portugal

      Terá que trocar quando chegar. Eu gostei muito de lá. Boa viagem!

  7. JONATAS FONSECA DA SILVA

    Ola, agora que vi seu blog, mas curiosamente aluguei o mesmo apartamento que vc e tb chego sexta de manha e vou embora domingo a noite. nao temos filhos, entao acho que conseguiremos conhecer mais lugares. Pensando em alugar um carro e conhecer aushwitz e a mina de sal no mesmo dia. acho que é possivel ne? a visita guiada eu compro na hora la no campo de concentração. Obrigado

    • Ana Catarina Portugal

      Que legal! Se estiver de carro, talvez dê. Boa viagem!

  8. Mariana Bedeschi

    Olá Ana!

    vc sabe o nome do tour que fez em auschwitz? gostaria de saber valores e se vcs indicam. gostaram do guia?

    obrigada beijos

    • Ana Catarina Portugal

      Não lembro o nome. Quanto a nossa guia, ela era ótima! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *