Home / Roteiros / O que fazer na Turquia: roteiro de 8 dias

O que fazer na Turquia: roteiro de 8 dias

A primeira vez que fomos ao país visitamos apenas Istambul e ficamos maravilhados. Então, já sabíamos que em breve teríamos que voltar, pois percebemos que há muito o que fazer na Turquia.

Passaram-se alguns anos, mas voltamos para realizar um roteiro de 8 dias pelo país, o que, mesmo assim, nem de longe esgotou as muitas possibilidades de visitas que ele oferece.

Além de Istambul, fomos para a Capadócia, Izmir, Pamukkale, Ephesus, Mileto, Priene e Bergama.

Uma parte da viagem fizemos de carro e acho que foi uma ótima escolha; já em outras nós contratamos um guia com motorista ou usamos o transporte público, mas explico melhor abaixo.

capadócia turquia

O que fazer na Turquia

Nós chegamos ao país por Istambul, como a grande maioria das pessoas, mas fizemos apenas uma conexão, pois seguimos direto para Izmir (ou Esmirna, como alguns dizem), que é a terceira maior cidade do país e que nos serviu de base por 4 noites.

Chegamos já de noitinha, alugamos um carro no aeroporto e seguimos direto para o apartamento que alugamos na cidade, que era bem bacaninha, embora para chegar lá tenhamos penado um pouco, pois ele fica na parte alta da cidade e demoramos para achar, mas no fim tudo deu certo.

Optamos por fazer a Izmir de base para evitar o troca-troca de hotel e pelo fato dela ficar no meio do caminho para vários lugares que queríamos visitar.

Roteiro de 8 dias na Turquia

Dia 1

Acordamos bem cedinho e dirigimos pouco mais de uma hora até Selçuk, uma cidade pequena, mas que tem 3 lugares muito legais de visitar: as ruínas de Éfeso, a Casa de Maria e o túmulo do apóstolo João.

dirigir-na-turquia

A primeira visita foi Meryemana, a casa de Maria, mãe de Jesus. Li em vários lugares que o lugar costuma ficar lotado, mas quando chegamos o imenso estacionamento estava quase vazio, para nossa alegria. Visitamos tudo com calma e quase sem ninguém. Em compensação, quando saímos, muitos ônibus e vans de excursão estavam chegando e tinha muita gente. Ou seja, o segredo é chegar cedo, 😉

casa-de-maria-turquia

Bem pertinho dali ficam as ruínas de Éfeso, que foi a segunda maior cidade do mundo antigo, com mais de 3.000 anos. É uma visita imperdível e, apesar de termos chegado relativamente cedo também, já estavam lá muitos outros turistas, mas quase todos concentrados ainda perto da entrada, com seus guias fazendo as primeiras  apresentações.

Então, resistimos bravamente à tentação de começar a tirar fotos e ver o que já se apresentava por ali e fomos quase correndo para o seu principal cartão postal: a fachada da biblioteca de Celso. E não é que deu certo e pegamos o local vazio?! Nem acreditei! Poucos minutos depois a multidão já tomava conta de todos os ângulos possíveis para se fazer fotos.

Veja nas fotos abaixo como fez diferença a nossa estratégia!

efesu-o-que-visitar-na-turquia

roteiro-turquia

Ainda no que hoje é Selçuk ficava uma das 7 Maravilhas do Mundo Antigo: o Templo de Artêmis. Apenas uma coluna do que foi esse importante monumento ainda se encontra por lá e de pé.

E, por fim, fomos até a Basílica de São João e visitamos o seu túmulo. A maioria das atrações da cidade abre às 8:30h e fecha por volta de 16:30h ou 17h.

tumulo-de-sao-joao

Em seguida, dirigimos mais uns 60 km para visitar outra cidade em ruínas: Priene. Ela é pouco conhecida pelo turismo de massa e, por isso mesmo, uma das melhores visitas, pois você fica passeando praticamente sozinho pela cidade.

teatro-grego

priene-turquia

E como última visita do dia, dirigimos mais 25 km para conhecer um lugar que me interessava muito: Mileto. Para quem não sabe, eu sou formada em filosofia e foi lá que nasceu e viveu o primeiro filósofo: Tales de Mileto. Adorei a experiência!

tales-de-mileto

o-que-visitar-na-turquia

turquia-dicas

Como era inverno e o sol já estava dando adeus, pegamos a estrada de volta para Izmir, cerca de 2 horas de viagem. Neste dia rodamos cerca de 350 km, ida e volta, mas como fomos sempre fazendo paradas, não sentimos muito.

Dia 2

Hoje o tempo na estrada foi um pouco mais puxado, mas valeu a pena! Dirigimos quase 3 horas para chegar em Pamukkale, uma formação geológica única, com suas piscinas termais formando pequenas cascatas. Eu poderia escrever muito sobre este lugar, mas as fotos falam por si:

como-chegar-em-pamukale

pamukale-turquia

Quando chegamos lá em cima ainda se pode visitar as ruínas de Hierópolis.

Dia 3

Dirigimos cerca de 1:30h para chegar em Bergama, antiga Pérgamo – de onde veio o pergaminho -, e a nossa primeira visita foi a sua acrópolis, que seguiu os moldes da de Atenas. Ela possui ainda um teatro antigo com capacidade para até 10 mil pessoas e que foi o maior teatro da antiguidade construído em plano inclinado. Tudo isso fica no alto de um morro, que alcançamos através de um teleférico.

o-que-ver-na-turquia

roteiro de 8-dias-na-turquia

teatro-de-pergamo

Depois fomos bater perna pela cidade e comer comida turca com mais calma, pois nos outros dias foi tudo mais corrido.

viagem-para-a-turquia

Na volta para Izmir até tínhamos a intenção de parar numa cidade de praia chamada Foca, mas acabamos voltando direto, já que seria nossa última noite na cidade e queríamos descansar um pouco e arrumar as coisas.

Dia 4

Como era nosso último dia, mas nosso voo seria só no fim da tarde, passamos o dia passeando por Izmir. Visitamos a sua Ágora, que não é muito grande e nem tão impressionante, mas, já que estávamos ali, por que não?!

viagem para a Turquia

Depois fomos bater perna no mercado, passeio bem turco, 🙂

o-que-ver-na-turquia

E fechamos com um pulinho na praça Konak Meydani, a mais importante da cidade e à beira mar.

izmir-turquia

Por fim, entregamos o carro no aeroporto e pegamos um voo até Kayseri, a nossa porta de entrada na Capadócia.

Dias 5 e 6

Passamos 2 noites e dois dias inteiros em Goreme, na Capadócia, e acho que foi o tempo perfeito para conhecer tudo e fazer os melhores passeios, inclusive o famoso voo de balão.

voo de balão

Lá optamos por contratar um guia com motorista para nos levar a todos os lugares e foi uma decisão muito acertada.

Nos posts abaixo eu detalhei bem o nosso roteiro pela Capadócia e dei várias dicas para quem está planejando uma viagem para lá:

Dia 7

Sou absolutamente suspeita para falar de Istambul, pois eu a-do-ro a cidade! Acho linda!

Chegamos à noite, na volta da Capadócia, portanto nosso passeio só começou no dia seguinte! Na primeira vez que estivemos lá ficamos apenas um dia. Embora tenhamos conseguido visitar os top 7, como escrevi no post “roteiro de 1 dia em Istambul“, ficamos com um gostinho de “quero mais” (confesso que continuo querendo, rsrs).

Santa Sofia, em Istambul

Como o nosso hotel, o Viva Deluxe, era perto da Praça Sultanahmet, o coração turístico de Istambul, fomos logo para lá, pois por ali podemos visitar a Mesquita Azul, a Santa Sofia e a Cisterna de Yerebatab, com poucos passos de caminhada, porque essas atrações ficam muito próximas umas das outras; muito mesmo!

mesquita-azul

o que visitar em istambul

cisterna istambul

Além disso, vale chamar a atenção que ali na praça ficam também o Obelísco Egípcio, a Coluna Serpentina e a Coluna de Trajano. Se você está indo pela primeira vez, indico aqui aproveitar e visitar também o Palácio Topkapi, que está na mesma região; só não fomos desta vez porque já tínhamos visitado em nossa primeira viagem para lá.

Fizemos isso tudo em uma manhã e com calma! Depois, seguimos caminhando para o Grand Bazar, um clássico! Ele é enorme e, se quiser fazer boas compras, tem que saber negociar, 😉

Por fim, pegamos um metrô (de superfície) até a estação Sirkeci (na verdade dá até para ir a pé) para fazer o passeio de barco pelo estreito de Bósforo. Deixamos para o fim do dia para ver o pôr do sol de lá, que é lindo!

Uma curiosidade: é dessa estação (a Sirkeci), na parte ferroviária, que parte e chega o Orient Express, tão mencionado por Agatha Christie no livro “Assassinato no Expresso do Oriente”. Como ela ficava quase ao lado do nosso hotel, nós  passávamos por lá toda hora.

orient express

Dia 8

No nosso último dia, começamos pegando o metrô para a estação Kabatas para visitar o surpreendente Palácio de Dolmabahce, que foi residência do último dos sultões otomanos. O ingresso não é barato, cerca de € 20, mas vale cada centavo! Ele é lindo!

o-que-fazer-na-turquia

Depois, quase em frente, pegamos o funicular para a parte mais alta da cidade e seguimos para a famosa Praça Taksin, palco de tantos protestos populares. Almoçamos ali na região e começamos a descer pela Avenida Istiklal, aproveitando para comprar alguns souveniers, pois a oferta é grande e com preços, em geral, melhores do que em outros lugares.

dicas-da-turquia

No meio do caminho passamos pela Torre de Gálata e, por fim, chegamos ao Mercado de Especiarias, também conhecido como Bazar Egípcio, que ficava bem no final da rua do nosso hotel.

O que fazer na Turquia

Chegamos neste ponto por volta das 16h, mas como nosso voo era nesse mesmo dia à noite, resolvemos encerrar nossas visitas e começar a nos preparar para ir pro aeroporto.

Animado para conhecer este país lindo?!

Eu já tenho mil planos de voltar e conhecer outras partes que ficaram de fora desta viagem, como a região norte e o Mar Negro, por exemplo. 🙂

Se estava na dúvida sobre o que fazer na Turquia, já deu para ver, por este roteiro, que opções não faltam, né?!

Boa viagem!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Ana Catarina Portugal

Ana Catarina Portugal é a criadora e editora-chefe do blog Turista Profissional, relatando as dicas e experiências que teve nos mais de 40 países por onde já passou. Também escreve sobre viagens para revistas especializadas, é professora de artes, filósofa formada e mestre em História da Arte.

Leia também

chiang mai

Roteiro de 3 dias em Chiang Mai, na Tailândia

Em nossa última viagem para a Tailândia incluímos o norte do país, fazendo um roteiro …

7 Comentários

  1. islaine rodrigues dembiski

    OLÁ ANA CATARINA. Como vai?? Amei sua reportagem. muito boa e incentivadora. Então estou pretendendo ir a Turqui e Grécia em junho com minha me e uma maiga. Detalhe ninguem fala ingles. O q vc acha , da pra fazerpor conta ou melhor excursão ?? Vc tem o contato do guia que atendeu vcs na Capadócia? Mas tem que falar portugues rsrsr… obrigada

    • Ana Catarina Portugal

      Já viajei muito sem falar inglês no passado e isso nunca foi impedimento, rsrsrs. O contato do guia está em algum dos posts da Capadócia, dá uma olhada lá, por favor. E no mais, guias em português praticamente não existem, infelizmente. Boa viagem!

    • Juliana Sudré

      Boa noite Ana! Adorei suas dicas. Você consegue se comunicar bem somente com inglês na Turquia? Mesmo no interior? Ou preciso me virar na língua local?
      Estou pensando em ir na terceira semana de outubro, você acha que preciso reservar o balão antes? Daqui do Brasil?
      Dirigir lá é difícil? As placas tem indicações em inglês?
      Obrigada
      Juliana Sudré

      • Ana Catarina Portugal

        Tranquilo dirigir e usar o inglês. Sobre o balão, reserve antes. Boa viagem!

  2. Cristina Leme

    OLÁ ANA . ESTOU PLANEJANDO FAZER O ROETIRO DE 8 DIAS PELA TURQUIA MAS ESTOU COM RWVEIO SE É A MELHOR ÉPOCA NA PRIMEIRA QUINZENA DE MAIO. E PWRCEBI QUE OANPRECOA NA TURQUIA ESTÃO INFERIORES AO RSSTABTE DA EUROPA ISSO ACANOU ME DEIXANDO PREOCUPADA. SERÁ QUE ESTÁ UM POUCO AI DO O TURISMO POR LA ? OUTRA PERGUNTA SERIA SE É MELHOR LEVAR DÓLARES OU EUROS PARA O CÂMBIO. AGRADEÇO SEU RETORNO .

    • Ana Catarina Portugal

      Até onde sei, maio é uma época ótima. Quanto a euro ou dólar, tanto faz, pois ambos são trocados facilmente. Boa viagem!

      • Cristina Leme

        Obrigada pelo seu retorno. Seus roteiros tem me ajudado muuuuito. parabéns pelo belo trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *