Por: Declev Dib-Ferreira

Os pontos turísticos de Belém são muitos e bem diferenciados, apesar da cidade ficar muito em evidência na época do Círio de Nazaré., quando se fala mais nela.

Afinal, são milhões de pessoas que vão para a capital do Pará para acompanhar as procissões que levam a imagem de Nossa Senhora de Nazaré de um lado a outro da cidade durante uma semana.

Mas Belém tem muito mais a oferecer e, mesmo que você vá para lá em outra época do ano, vai se surpreender.

Belém é uma das portas de entrada para conhecer a Amazônia, cidade que ainda preserva parte da arquitetura colonial portuguesa, resquício da época de ouro da borracha, na qual, junto com Manaus, era das cidades mais ricas do Brasil.

Ah, e local de uma gastronomia absolutamente diferente de tudo o que você está acostumado, se não for da região: ingredientes amazônicos e receitas que mesclam as ascendências indígenas, nortistas, nordestinas e europeias.

Para se ter uma ideia desta diversidade, é só dar uma passeada pelo mercado Ver-o-Peso, um capítulo à parte entre os lugares para conhecer em Belém.

Então, viaje com a gente por esta que talvez seja uma das cidades mais diferenciadas, exóticas e surpreendentes do Brasil.

Não corra riscos: Seguro Viagem Nacional – por que fazer?

cirio de nazare belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
A multidão de fiéis cercando a imagem de Nossa Senhora de Nazaré durante a procissão do Círio de Nazaré, em Belém

Principais pontos turísticos de Belém do Pará

Como dissemos, há inúmeros pontos turísticos de Belém que você não deve deixar de conhecer quando for à cidade.

Já falamos sobre o Mercado Ver-o-Peso que talvez seja o mais emblemático de todos eles. Mas não deixe de visitar também a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, que é onde fica a imagem da santa que sai em romaria, uma das principais características do Círio de Nazaré.

Outro dos muitos lugares para conhecer em Belém imperdíveis é a Estação das Docas de Belém, especialmente à noite, onde você vai encontrar diversos bares e restaurantes fervilhando, instalados nos antigos galpões do porto, agora restaurados.

Lá você vai provar a Amazon Beer, a principal cerveja artesanal da cidade. Ah, e tome também o sorvete Cairu, o mais famoso – e gostoso – da região.

Você com certeza vai passear pelo complexo Feliz Lusitânia – nome dado pelos colonizadores portugueses ao primeiro núcleo de colonização na cidade – que abrange diversas edificações na região do Centro  Histórico de Belém.

Escolha o seu hotel em Belém aqui

dicas de belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Jardim das Esculturas, que fica no Centro Histórico de Belém, entre o Forte do Presépio e a Casa das Onze Janelas

Se você gosta de museus, visite especialmente o Museu de Arte Sacra, o Museu do Círio e o Museu Paraense Emílio Goeldi, um dos museus de ciências mais bem conceituados do Brasil.

Outra construção histórica impressionante e imperdível é o Theatro da Paz, o teatro municipal de Belém, construído na época da borracha, assim como o Teatro Amazonas, em Manaus.

E, claro, como não poderia deixar de ser, Belém tem diversas atrações naturais, ligadas à natureza e à Amazônia. Não deixe de ir ao Mangal das Garças, um parque zoobotânico onde você vai ver diversos animais característicos, especialmente… garças. Mas existem outros vários espaços, como o Bosque Rodrigues Alves, o Parque dos Igarapés, o Ver-o-Rio e… acredite: as praias de Belém!

Isso mesmo, Belém tem diversas praias de rio, banhadas pelas águas da Baía do Guajará ou pelo Rio Guamá, ambos banham a cidade.

Leia mais abaixo um pouco mais detalhadamente sobre cada atração de Belém.

Confira => Passeios em Belém e arredores 

pontos turisticos de belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
O que fazer em Belém: visitar o Mangal das Garças!

Qual é a melhor época para ir para Belém?

Essa resposta depende do que você quer encontrar, mas saiba que você pode viajar para Belém o ano inteiro sem sustos.

Em relação à temperatura, por exemplo, saiba que lá é sempre quente. QUENTE mesmo! A temperatura média em Belém do Pará é entre 23º C e 32º C o ano todo.

E outra coisa: em Belém chove o ano inteiro! Recebendo a influência da região amazônica, em Belém chove praticamente todos os dias, ao final da tarde. Reza a lenda que isso é tão certo de acontecer que as pessoas quando vão marcar um horário já marcam pra “depois da chuva”.

Mas não é nada que atrapalhe o seu passeio, porque é aquela chuva rápida, e logo tudo volta ao normal.

De qualquer forma, em relação às chuvas, é bom saber que, como em toda a região Norte, lá não tem 4 estações bem demarcadas, mas ”duas estações”: a estação da seca e a estação das chuvas.

Aproveite! => City Tour de Meio Dia com Visita ao Mercado Ver-o-Peso

Então, apesar de ter chuva praticamente o ano todo, durante os meses de dezembro a maio o volume de chuvas é maior. Entre junho e novembro, ao contrário, chove um pouco menos. Mas sempre.

Se você quer ir quando a cidade estiver fervilhando de gente e quer assistir a uma das maiores demonstrações de fé do Brasil, tem que ir durante o Círio de Nazaré. A festa acontece em outubro, com a procissão principal ocorrendo no segundo domingo do mês.

E, para participar de uma das maiores festas gastronômicas da cidade, o Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, você tem que marcar a sua viagem para Belém em maio, que é quando ele ocorre, lá no mercado Ver-o-Peso, um dos grandes pontos turísticos de Belém.

É bom ter em mente que em épocas de festas, como essas, a cidade fica mais lotada e, consequentemente, mais cara. Então, se você quer ir gastando menos, especialmente em relação ao seu hotel em Belém do Pará, não vá nestas épocas!

Ah, aproveite e veja essa dica de hotel em Belém do Pará.

baia de guajara belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Pôr do sol na Baía do Guajará, Belém

Passagem aérea para Belém do Pará

E é claro que, além das hospedagens em Belém, as passagens aéreas para Belém também ficam mais caras nestas épocas de festa, quando a cidade fica mais concorrida.

Se você tem flexibilidade de datas, o legal é você ficar de olho nas promoções de passagens aéreas, se cadastrar em um site de reservas, ficar sempre de olho nas melhores ofertas e, assim que os preços tiverem mais baixos, marcar a sua viagem.

Para te ajudar a procurar, você pode usar um comparador de preços e buscador de passagens. Um site deste tipo vai te dar as melhores opções em todas as companhias aéreas de uma vez, o que te ajuda a não ter que entrar em cada uma para comparar.

PASSAGEM AÉREA PARA BELÉM

Quais são os principais pontos turísticos de Belém?

Agora, vamos ver com detalhes cada um dos pontos turísticos de Belém do Pará. Claro que essas não são todas as atrações de Belém, mas sim aquelas que achamos imperdíveis.

passeios em belem 1 - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Faça uma excursão e conheça praias de rio perto de Belém

Complexo Feliz Lusitânia

Feliz Lusitânia foi o nome dado pelos portugueses ao primeiro núcleo de assentamento dos imigrantes, dando início ao que hoje é Belém. Portanto, o complexo Feliz Lusitânia fica na região mais antiga de Belém do Pará, o bairro de Cidade Velha (o Centro Histórico de Belém) e abrange diversas construções.

São elas:

  • Forte do Presépio
  • Praça Dom Frei Caetano Brandão
  • Casa (ou palacete) das 11 Janelas
  • Igreja de Santo Alexandre (Museu de Arte Sacra)
  • Catedral Metropolitana de Belém.
  • Ladeira do Castelo

Existem atrações fechadas e pagas, assim como espaços abertos com acesso livre e que funcionam 24 horas. Detalhe: com vista para a Baía do Guajará.

forte do presepio - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Entrada do Forte do Presépio, no complexo Feliz Lusitânia

Forte do Presépio

O Forte do Presépio foi construído em 1616 por Castelo Branco – sendo a primeira construção de Belém – com a função de proteger a entrada da Amazônia. Afinal, de lá se tem uma vista privilegiada da Baía do Guajará.

forte do presepio belem do para - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
A vista da Baía do Guajará desde o forte do Presépio

O forte abriga o Museu do Encontro, com acervo de cerâmicas marajoara e tapajônica, de época anterior à chegada dos portugueses, além de resquícios da arquitetura do forte, demonstrativos dos períodos e modificações arquitetônicas pelos quais passou.

  • Endereço: Frei Caetano Brandão, s/n – Cidade Velha
  • Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h.
  • Custo: 4,00 – meia-entrada para estudante. Não pagam: crianças até 7 anos, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência e acompanhantes. Às terças-feiras a visitação é gratuita a todos.
  • Visitas monitoradas: telefone: (91) 4009-8695
museu arqueologia belem 1 - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Visão geral do Museu de Arqueologia dentro do Forte do Presépio

 Vale a pena!! => Faça um passeio pelos Furos de Belém e conheça comunidades ribeirinhas

Praça Frei Caetano Brandão

Conhecida como Largo da Sé, seu antigo nome, a Praça Frei Caetano Brandão foi construída em 1900. Pela sua importância cultural e histórica para a Cidade de Belém e para o Brasil, a Praça Frei Caetano foi tombada pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Ela está situada perto do Forte do Presépio (por isso tendo como primeiro nome Praça das Armas) e em frente à Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça (por isso tendo sido chamada também de Largo da Matriz).

No centro da praça está o Monumento a Dom Frei Caetano da Anunciação Brandão, que foi o sexto bispo do Pará, entre 1783 e 1789. Ali é considerado o marco do nascimento da cidade de Belém, e hoje é o ponto de partida para passeios turísticos no centro histórico de Belém.

SEGURO VIAGEM COM DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços garantidos, pague no boleto ou em até 12 vezes no cartão. Aproveite e ganhe até 20% de desconto com o cupom TRANQUILO, é só clicar no botão abaixo.

COTAÇÃO DE SEGURO AQUI! >>>


Casa das Onze Janelas

Funcionando hoje como um importante centro cultural de arte contemporânea de referência para as regiões Norte e Nordeste, o palacete (projetado pelo arquiteto italiano Antonio Landi) foi erguido no século XVIII como moradia do rico senhor do engenho Domingos da Costa Barcelar.

Ela passou a ser um hospital militar em 1768, e assumiu outras funções militares entre 1870 e 2001. Nesta época, o casarão foi comprado governo estadual para desempenhar a utilidade atual servir como o Museu de Arte Contemporânea Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, sendo uma dos pontos turísticos de Belém.

  • Endereço: Frei Caetano Brandão, s/n – Cidade Velha
  • Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h.
  • Custo: 4,00 – meia-entrada para estudante. Não pagam: crianças até 7 anos, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência e acompanhantes. Às terças-feiras a visitação é gratuita a todos.
  • Visitas monitoradas: telefone: (91) 4009-8695

SUPER VIAGEM => De Manaus a Belém navegando durante 5 dias em barco local

casa das onze janelas em belem do para - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
A Casa das Onze Janelas em Belém… são onze mesmo, eu contei!!

Museu de Arte Sacra e Igreja de Santo Alexandre

O Museu de Arte Sacra de Belém foi inaugurado em 28 de setembro de 1998 no prédio do antigo Palácio Episcopal. Anexado a ele, encontra-se a Igreja de Santo Alexandre, antiga Igreja de São Francisco Xavier, que foi construída pelos padres jesuítas entre os séculos XVII (iniciando por volta de 1698) e XVIII  (inaugurada em 21 de março de 1719).

O Museu conta com mais de 400 peças, entre pinturas e objetos sacros, além de receber espetáculos teatrais e recitais.

O conjunto arquitetônico é considerado o complexo jesuíta mais importante do Brasil.

  • Endereço: Frei Caetano Brandão, s/n – Cidade Velha
  • Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h.
  • Custo: 6,00 – meia-entrada para estudante. Não pagam: crianças até 7 anos, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência e acompanhantes. Às terças-feiras a visitação é gratuita a todos.
  • Visitas monitoradas: telefone: (91) 4009-8695
o que fazer em belem do para - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
O prédio do Museu de Arte Sacra e a Igreja de Santo Alexandre

Catedral Metropolitana de Belém

Sede da Arquidiocese de Belém, a Catedral da Sé começou a ser construída em 1748 e terminou em 1782, pelas mãos do arquiteto italiano Antônio José Landi, que chegou a Belém em 1753, assumiu esta obra em 1755, e deixou várias outras construções com sua assinatura.

É dela que a Imagem de Nossa Senhora de Nazaré sai, após uma missa, indo em procissão até a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, acompanhada de milhares de pessoas, no maior evento da festa do Círio de Nazaré.

  • Endereço: Endereço: Praça Dom Frei Caetano Brandão – Cidade Velha
  • Funcionamento: Horário de Visitação: Segunda a Sexta: 08h às 18h | Missas: Segunda: 19h | Terça a Sexta: 18h00 | Sábado 19h00 | Domingo 07h, 09h, 17h e 19h
catedral metropolitana de belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
A Catedral Metropolitana de Belém, com a praça e o monumento a Frei Caetano à direita da foto

Ladeira do Castelo

Há quem diga que a Ladeira do Castelo seja a primeira rua de Belém, ligando a Praça da Sé à Feira do Açaí, ao lado do Forte do Presépio.

Veja abaixo o mapa do Complexo Feliz Lusitânia com as principais atrações.

complexo feliz lusitania - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Mapa mostrando os principais pontos turísticos de Belém na região da Feliz Lusitânia – Fonte: Google Maps

Mercado Ver-o-Peso

O Mercado Ver-o-Peso talvez seja o melhor lugar ou atração que você poderá ver em toda a sua vida relacionado ao universo da gastronomia da Amazônia, dos povos indígenas brasileiros, da comida do Norte do Brasil e, especialmente, do Pará.

Ponto turístico de Belém imprescindível – para mim talvez seja o mais icônico – é um lugar que eu aconselho muito a ir.

Lá você vai encontrar de tudo. Tudo MESMO: artesanatos de todos os tipos, ervas, garrafadas, remédios naturais, sementes, frutas, peixes, roupas, lanchonetes, açaí feito na hora, castanhas, cachaças, folhas, farinhas, produtos secos, molhados, doces, salgados… quer mais? Tem!

Se você quer saber o que comprar em Belém do Pará que seja bem típico, vai encontrar por lá!

Veja mais sobre o mercado Ver-o-Peso no nosso post, que tem, inclusive, muitas fotos!

Incrível! => Conheça a Cerâmica Icoaraci em uma excursão de 3 horas

mercado ver o peso - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Eu na barraca da Beth Cheirosinha no Mercado Ver-o-Peso

Bosque Rodrigues Alves

O Bosque Rodrigues Alves, em Belém, é um parque zoobotânico com 15 hectares repletos de espécimes da fauna e da flora do ecossistema amazônico, conhecido como Jardim Zoobotânico da Amazônia.

E espaço tem 135 anos de existência, servindo de uma ótima opção de lazer e contato com a natureza dentro da cidade de Belém.

Lá você vai encontrar um grande bosque com mata nativa, além de muitos animais, alguns em cativeiro, outros em liberdade, moradores do bosque. O Parque faz um trabalho de manejo dos animais e reintegração à natureza, quando possível.

  • Endereço: São duas entradas: Avenida Almirante Barroso, Nº 2305 (entrada principal, entre as Travessas Perebebuí e Travessa Lomas Valentina) e Travessa Perebebuí (entrada lateral, entre as Avenidas Almirante Barroso e Rômulo Maiorana).
  • Funcionamento: de terça-feira a domingo, de 8h às 17h.
  • Custo: 2 reais | Crianças de 7 a 12 anos = 1,00 | Gratuidade para crianças até seis anos e idosos a partir de 60 anos (só em dinheiro)
  • Site: http://www.belem.pa.gov.br/semma/bosque/
parque zoobotanico de belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Entrada principal do Bosque Rodrigues Alves

Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

A Basílica Santuário de Nazaré é um dos maiores patrimônios históricos e culturais de Belém.

É nesta igreja que fica guardada, durante todo ano, a imagem de Nossa Senhora de Nazaré original, achada em 1700 e que deu origem ao Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do Brasil.

Mas, uma curiosidade: a imagem que sai da igreja em peregrinação por toda Belém não é essa, a original. Desde 1969 ela foi substituída por outra, que é chamada de “imagem peregrina”, a que sai em todas as procissões e outras cerimônias.

Se você quiser ver – e fotografar – a original, fala como eu: basta ir à Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré!

basilica de nazare belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Basílica Santuário de Nazaré à noite, cheia de gente na época do Círio de Nazaré

Theatro da Paz em Belém

Mais um dos pontos turísticos de Belém do Pará icônicos que você não deve deixar de conhecer, o Theatro da Paz foi inaugurado em 15 de fevereiro de 1878, em plena época de ouro do Ciclo da Borracha, quando Belém e Manaus – onde se tem o Teatro Amazonas – eram as cidades mais ricas do Brasil.

Você pode fazer a visita guiada e conhecer cada pedacinho dele e da sua história.

  • Endereço: Rua da Paz S/N – Centro – Belém-PA
  • Funcionamento: Horários da visitação: Terça, Quarta, Quinta e Sexta-Feira: 9h, 10h, 11h, 12h, 14h, 15h, 16h, 17h | Sábado: 9h, 10h, 11h, 12h | Domingo: 9h, 10h, 11h
  • Custo: R$ 6,00 (só em dinheiro) – meia entrada para estudantes, crianças até 07 anos, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência e acompanhantes. | Às quartas-feiras as visitas são gratuitas.
  • Para agendar visita: email: [email protected] | Telefone: (91) 4009-8769 /8750
  • Site: http://theatrodapaz.com.br/
teatro da paz belem o que fazer - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
A fachada do Theatro da Paz em Belém… por dentro é uma surpresa!!

Estação das Docas de Belém

A Estação das Docas de Belém foi uma das regiões da cidade que, seguindo uma tendência mundial, recebeu um banho de revitalização e se tornou rapidamente uma das áreas mais frequentadas pelos moradores e turistas.

Os antigos galpões do porto foram restaurados e receberam dezenas de restaurantes, lojas e lanchonetes, onde você pode provar a deliciosa culinária local e se divertir com os amigos tomando uma cervejinha.

O local é super badalado e animado à noite… pra você que gosta da night, é o lugar ideal. Mas também é bom de passear de dia, tomar o=um sorvete, tomar um café e apreciar a vista para o rio.

  • Funcionamento: A Estação das Docas está aberta todos os dias, das 10h às 23h | Restaurantes: 12:00 h às 23:00 h | Lojas: 12:00 h às 20:00 h
  • Custo: para entrar é gratuito, só paga o que consumir
  • Site: http://www.estacaodasdocas.com/
estacao das docas belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
A estação das Docas mesmo durante o dia é um ótimo passeio em Belém

Mangal das Garças, Belém

Outro ponto turístico de Belém relacionado à natureza em Belém, o Mangal das Garças é uma ótima pedida, especialmente com crianças.

O Mangal é um parque verde repleto de atrações para toda a família. Tem extensos gramados, um paisagismo bonito, fontes, esculturas, lagos, um restaurante…

Algumas de suas atrações principais são: o Borboletário, onde se pode entrar e observar de perto diversas espécies de borboletas; o Museu da navegação (Memoriall da Navegação da Amazônia), com réplicas em escala de barcos amazônicos; o Farol de Belém, onde se pode subir de elevador e ter uma vista panorâmica fantástica do rio e do Mangal; o Viveiro das Aves, onde também se pode entrar e observar mais de 35 espécies de aves nativas.

Ah, e uma atração a parte, talvez a mais esperada, é a hora em que os tratadores alimentam as aves. Vem garças e jaburus voando de tudo quanto é lado (vivem soltas) e se reúnem para bicar os peixes lançados por eles.

Vai por mim, é um passeio em Belém imperdível!

  • Endereço: R. Carneiro da Rocha, s/n – Cidade Velha, Belém
  • Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h
  • Custo: para entrar no borboletário, viveiro, museu da navegação e subir o farol paga-se 5,00 em cada. Há um passaporte por 15,00 que dá direito a entrar em todos. Estudantes pagam meia.
  • Site: http://www.mangaldasgarcas.com.br/
mangal das garcas belem - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Uma parte da extensa área do Mangal das Garças vista do alto do Farol de Belém

Museu Paraense Emílio Goeldi

Programação especial para quem gosta de museus de ciências – como eu… rs. O Museu Emílio Goeldi é um dos museus mais conceituados do Brasil, com o parque zoobotânico mais antigo do Brasil, fundado em 1895.

Outra atração centenária é o Aquário Jacques Huber, naturalista suíço que dirigiu o Museu. O aquário é de 1911 sendo, também, o mais antigo aquário público do país. Lá você poderá ver peixes, répteis, tartarugas e serpentes amazônicas.

Você pode ir lá e ainda tomar um cafezinho no Café do Museu. Ah, e o museu ainda conta com exposições diversas, temporárias e permanentes.

  • Endereço: Av. Magalhães Barata, 376, São Braz, Belém
  • Funcionamento: Terça-feira a Domingo, de 9h às 17h (o café fecha das 12h às 14h)
  • Custo: R$ 3,00 – Estudantes e professores têm meia entrada, é gratuito para crianças com idade até 12 anos incompletos, pessoas com mais de 60 anos e pessoas com deficiência.
  • Site: https://www.museu-goeldi.br/

Ilha do Combu

Esse é um dos pontos turísticos de Belém que não ficam exatamente em Belém. Para ir à Ilha do Combu, só de barco, navegando por cerca de 15 minutos a partir da cidade, onde moram cerca de 200 famílias.

Ótimo lugar para conhecer os costumes locais, ver como vivem os ribeirinhos em casas à de palafita onde o ‘carro’ é o barco.

Aproveite para parar em um dos restaurantes e se deliciar com as verdadeiras bebidas e comidas típicas da Amazônia, feitas de forma mais fresquinha e natural possível.

E, se você gosta de chocolate, não perca o famoso chocolate artesanal da Dona Nena, conhecida como a Filha do Combu. O chocolate dela, produzido de forma 100% sustentável e natural, já ganhou o Brasil em lojas e restaurantes renomados.

Pra ir até a Ilha  do Combu você até pode ir sozinho, alugando o barco de um barqueiro e indo por conta própria. Mas, se preferir, há diversas excursões para a Ilha do Combu, com guia, de dia inteiro. Essa opção pode ser mais cômoda, fácil e segura.

passeio para ilha do combu - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Faça um passeio guiado à Ilha do Combu

Espaço São José Liberto

O prédio onde hoje está instalado o centro cultural Espaço São José Liberto – inaugurado em 11 de outubro de 2002 – foi construído por frades capuchos de Nossa Senhora da Piedade em 1749, com o intuito de ser o convento de São José.

De lá pra cá porém, nesses mais de 270 anos de idade ele já foi de tudo: olaria, quartel, depósito de pólvora, hospital, cadeia pública e presídio.

Hoje, diversos espaços funcionam lá dentro, todos em torno do desenvolvimento econômico ligado à cultura, ao artesanato, ao turismo e ao design de gemas e joias.

Lá dentro, você vai encontrar:

– a Capela São José (do tempo dos frades, toda restaurada)

– o Museu de Gemas do Estado do Pará (com um acervo de mais de 4 mil peças ligadas ao tema)

– o Jardim da Liberdade (jardim em forma de mandala com gemas e pedras semi preciosas)

– o Memorial da Cela (museu dos tempos do presídio)

– Lojas de joias e gemas

– um anfiteatro onde ocorrem diversos eventos

– a Casa do Artesão (espaço de divulgação e comercialização do artesanato paraense)

– o Espaço Gourmet (com lanchonetes e cafés com comidas típicas)

  • Endereço: Praça Amazonas, s/n – Jurunas, Belém
  • Funcionamento: terça a sábado, das 9h às 18h. Domingos, das 10h às 16h.
  • Site: https://saojoseliberto.com.br/

O que fazer na noite de Belém?

Se você é daquelas pessoas que gostam de passear de dia e ainda aproveitar a noite, em Belém dá pra curtir a night em bares, restaurantes e umas baladas. Aproveite e dê um descanso do calorão do dia, apesar de que, mesmo com o refresco da noite, Belém continua quente… rs

Com diversos restaurantes e opções de música ao vivo,teatro, exposições… a Estação das Docas é um dos pontos turísticos de Belém onde você pode curtir a noite da cidade. E, ao mesmo tempo, lá você aproveitar a vista da Baía do Guajará e o ventinho fresco que  vem de lá à noite.

Pra quem gosta de cerveja, é lá mesmo que você vai poder degustar os diversos sabores da Amazon Beer, cerveja artesanal local, que utiliza diversos sabores locais na fabricação de seus sabores.

turista profissional1 - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Gosta de experimentar novos sabores que nem eu? Vá à Estação das Docas em Belém e prove a Amazon Beer

Mas, além das opções que existem dentro das Docas, em Belém ainda existem diversas outros locais pra curtir a noite.

Alguns dos bares e restaurantes em Belém – entre opções de ambientes e comidas regionais e ambientes mais pop/rock – que você pode conhecer são:

Seguro Viagem para Belém do Pará

Bom, todo mundo sabe que as grandes cidades brasileiras, talvez com poucas exceções, sofrem com problemas de violência. Belém não foge desta regra.

Isso não quer dizer que fatalmente acontecerá algo, muito pelo contrário. Eu já fui três vezes e nunca me aconteceu e nem eu vi nada, nada mesmo.

Mas… o seguro morreu de velho, como diziam nossos avós.

Pensando nisso, a gente aconselha a tomar cuidado, especialmente quando for sair à noite. Vá de táxi ou de uber – sempre barato, especialmente se você estiver com mais pessoas.

E, além disso, é extremamente aconselhável você viajar com um Seguro Viagem mesmo dentro do Brasil. Isso não é só para Belém, diga-se de passagem. Sempre aconselhamos aos leitores ir coma  cobertura de um bom Seguro Viagem para qualquer destino, seja internacional, seja nacional – o que todo mundo ‘esquece’ de fazer.

Mas, se você comer algo que te fizer mal, perder documentos, extraviar bagagem… seja lá o que for, um bom Seguro Viagem Nacional vai te ajudar a resolver.

E, acredite: é MUITO barato, não vale a pena a economia. Confira no link abaixo:

Cote aqui o seu  seguro viagem

O que fazer em Belém em um dia?

Se você só tem um dia, é uma pena, porque muitos pontos turísticos de Belém ficarão de fora. Mas, se organizar o tempo e for rápido, dá pra você ter uma ideia do que Belém oferece.

De manhã, por exemplo, comece pelo Centro Histórico para conhecer o Complexo Feliz Lusitânia. Como é tudo pertinho, a visita pode ser rápida. Dá pra entrar no Forte do Presépio, de onde se tem uma bela vista da Baía do Guajará, e na Catedral Metropolitana de Belém, para admirá-la por dentro. Os outros, provavelmente você passará por fora ou, se quiser, faça uma visita rápida.

Dali você vai andando até o Mercado Ver-o-Peso, que fica a uns 700 metros. Passeie por lá, compre suas castanhas, suas lembrancinhas, tire muitas fotos.

Dá pra fazer isso pela parte da manhã, então siga caminhando na mesma direção e vá almoçar no início da tarde na Estação das Docas, mais uns 350 metros de distância.

Confira => Passeios em Belém e arredores 

roteiro belem do para - Pontos turísticos de Belém: o que fazer na capital do Pará
Vê como é tudo pertinho? – Fonte: Google Maps

Depois disso, eu não dispensaria uma ida à Basílica Santuário de Nazaré – mesmo se você não for religioso, vale a pena ao menos para conhecer a pequena santa que leva tanta gente a fazer tantos sacrifícios por ela. Afinal, são ao menos 2 milhões de pessoas que a seguem durante o Círio de Nazaré. Agora você já teria que pegar um transporte. Vá de uber ou táxi, para ser mais rápido.

Se ainda der tempo, outro lugar que eu não dispensaria, mesmo se for no fim de tarde, é o Mangal das Garças. Suba o Farol de Belém e termine o dia com uma linda vista da Baía do Guajará lá do alto.

O que fazer em Belém do Pará em 3 dias?

Tendo mais tempo na cidade – três dias, por exemplo – você poderá conhecer facilmente todos os pontos turísticos de Belém do Pará que citamos neste post. E com calma.

Em dois dias faça tudo o que você tem que fazer dentro da cidade com mais calma. Por exemplo, em um dia vá ao Complexo Feliz Lusitânia, ao Mercado Ver-o-Peso, à Basílica Santuário de Nazaré e ao Theatro da Paz; no outro faça o Bosque Rodrigues Alves e o Mangal das Garças.

Aproveite ao menos uma das noites para ir à Estação das Docas, sentar com amigos, beber uma cerveja e descontrair.

E, no terceiro dia, faça uma excursão para a Ilha do Combu, para conhecer um pouco mais a natureza da região fora da cidade.

Como ir de Belém a Ilha de Marajó

Se você tiver ainda mais tempo, um diazinho ou dois a mais, aconselho bastante a você conhecer a Ilha de Marajó. Ela fica pertinho dai e é uma das joias do Brasil. A Ilha de Marajó é a maior ilha fluviomarítima do mundo – ou seja, como ela fica no delta do rio Amazonas, ela é banhada de água doce (do rio Amazonas e do rio Tocantins) e pelo Oceano Atlântico.

A Ilha de Marajó é conhecida por suas belezas naturais – pântanos, rios, praias, florestas, flora e fauna abundantes – e pela grande crianção de búfalos, que se adaptaram muito bem à região.

Para chegar até lá. você pode pegar um barco-navio no Terminal Hidroviário de Belém que vai te levar até o Porto de Camará (leva 3h). Chegando lá, ainda tem que pegar um ônibus ou táxi para chegar a Soure, a principal cidade da ilha, distante 33km, e ainda pegar mais uma balsa, onde é feita a travessia para Soure. Ou então parar em Salvatera, outra cidade-base de Marajó.

Dá pra ir de carro, o que é recomendável para poder rodar a ilha com mais liberdade e conforto. Você pode pegar um carro alugado em Belém e ir para Marajó com ele. Há um ferry-boat que sai diariamente do Porto de Icoaraci, a 20 km do centro de Belém, que te leva até Camará. Chegando lá, a mesma coisa: tem que ir até Salvaterra ou Soure, pegando a Rodovia Camará/Salvaterra/Soure (nesta última, pegando a balsa para atravessar).

Utilize a RentCars e ache o melhor preço de aluguel de carro comparando em mais de 100 locadoras de uma só vez. Pague em real, parcelado em até 12x e com atendimento em português.

CLIQUE AQUI E CONFIRA.


Se você não quer ir por conta própria, uma boa opção é contratar uma excursão que te leve até lá, seja em um passeio de um dia, seja uma excursão à Marajó com 2 ou 3 noites de hotel.

Conclusão: pontos turísticos de Belém

Então, como você viu, Belém é uma cidade repleta de pontos turísticos, com atrações históricas, culturais, de natureza, ecoturismo, gastronomia farta e super diferente, com uma cultura super rica e manifestações populares e religiosas de grande magnitude.

Está surpreso? Pois é… existe muita coisa a se descobrir no Brasil, não é?

Quem sabe seu próximo destino não esteja na região Norte do país??

Boa viagem!

-----------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitor do blog tem 5% de desconto. Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Autor
Declev Dib-Ferreira
Declev Reynier Dib-Ferreira é fotógrafo e editor do blog Turista Profissional, acompanhando de perto todas as aventuras e histórias contadas aqui. É professor de ciências e doutor em Meio Ambiente. Mantém também o blog Diário do Professor, sobre educação.
    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *