Multa em Roma para quem se sentar na escadaria da Piazza di Spagna

Sentar-se na escadaria da Piazza di Spagna, um dos marcos de Roma e uma das atrações mais fotografadas de Itália, já tem seus dias contatos.

Visando preservar o patrimônio cultural e limpeza do local, além de evitar novos casos de mau comportamento de turistas que estão irritando os italianos com atos de vandalismo e comportamentos impróprios, entrou em vigor no começo de agosto a lei que aplica multas pesadas a quem sentar-se nas escadarias da Praça da Espanha.

E essa ordem municipal se estende a todos os monumentos da capital, como a Fontana di Trevi.

=> Economia: Seguro Viagem Itália (com desconto)

Escadaria da Piazza di Spagna

Construída entre 1723 e 1726 e desenhada pelo arquiteto Francesco de Sanctis, a escadaria de mármore branco tem servido de cenário para sessões de fotografias, desfiles de moda e filmes icônicos.

Multa em Roma a quem se sentar na escadaria da Piazza di Spagna
Foto de Eduardo Andreassi

Além disso, era uma forma de orientação para os turistas, bem como um local onde estes ouviam música ou comiam um gelado, ou aproveitavam para esperar o pôr-do-sol. Mas as autoridades romanas já há algum tempo queriam desencorajar este tipo de comportamento de massas turísticas. No entanto, só agora é que as regras estão a ser aplicadas de forma mais rigorosa.

Agentes da polícia municipal começaram na terça-feira (13/8) a patrulhar os 135 degraus que levam à igreja Trinità dei Monti, na sequência de uma medida que pretende preservar o patrimônio cultural da capital italiana.

Além da Praça da Espanha, a ordem municipal se estende a todos os monumentos da capital, como a Fontana di Trevi, e também proíbe acesso a lugares públicos com vestimenta “indecente”.

Leia também: Qual a melhor época para viajar para a Itália?

Piazza di Spagna em Roma
Foto de Eduardo Andreassi

A multa para quem descumprir a regra que pode variar de 150 euros (R$ 650), no caso de os turistas que usarem os monumentos para se sentar, a 400 euros (R$ 1.730) se provocarem algum dano, explicaram fontes da Câmara municipal à agência EFE.

Esta nova medida está entre as já em vigor desde junho, como a proibição de comer e beber na escadaria inaugurada em 1725, a de saltar para fontes ou a de arrastar malas por escadas de monumentos históricos.

Imperdível => Tour Vaticano, Capela Sistina e Basílica São Pedro (sem fila)

Fontana di Trevi

Desde 2017, é proibido que moradores e turistas entrem nas famosas fontes da capital italiana para tomar banho ou sentem no mármore dos monumentos.

Além disso, também é proibido consumir alimentos, fazer acampamentos — como estender tendas ou aglomerar pessoas — ou jogar qualquer objeto dentro da água. A única exceção, claro, é lançar moedas na Fontana de Trevi.

A medida se aplica tanto às fontes que tem particular interesse histórico bem como para áreas próximas às estruturas.

Leia também: Roteiro de 2 dias em Roma

Fontana di Trevi em Roma
Foto de Eduardo Andreassi

A fiscalização é intensa e rígida e, pelo que pude observar, os turistas e italianos estão seguindo as novas regras à risca.

Dica => Acesso Rápido Coliseu, Fórum Romano e Monte Palatino

Guia de Roma Turista Profissional

Consumo de álcool à noite

Desde 2015 o governo local de Roma vem adotando medidas, na maioria das vezes temporárias, para diminuir o impacto do turismo de massa em seu patrimônio histórico e no cotidiano dos moradores. E, nos últimos anos, os valores das multas vêm crescendo.

Em 2017, por exemplo, quem cometesse atos considerados lesivos ao patrimônio histórico, como sentar, subir, entrar, mergulhar e até consumir alimentos e bebidas junto a mais de 40 monumentos, teria que desembolsar entre 40 e 240 euros.

Portanto, fique de olho e não faça besteiras em Roma: pode sair caro!

* Texto e fotos de Eduardo Andreassi

----------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não se esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se de que o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo viajando para países onde o seguro não é obrigatório, nós recomendamos fortemente que você o faça, já que o sistema de saúde em alguns lugares é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos, por exemplo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo-benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

🛏 Pesquisando por hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO: 

reserve seu hotelSeguro viagem
chios de internetingressos e passeios
passagens aéreas mais baratas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here