A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

Você com certeza já deve ter ouvido falar do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda. Lenda? Realidade? É difícil saber ao certo. Porém, os locais onde se acredita terem acontecido cenas da história existem e há quem diga que não tem como não sentir a energia mística do lugar. Mas antes de seguirmos rumo à rota do Rei Arthur, primeiro precisamos entender quem é esse cara e como ele surgiu.

A Grã Bretanha é o cenário dessa história. Localizada a oeste do continente Europeu, é composta por Inglaterra, Escócia e País de Gales.

O histórico da Europa é marcado por muitas guerras entre povos e disputas por territórios. Com a Grã Bretanha não seria diferente; por muito tempo ela precisou se defender dos ataques dos saxões. As lutas não eram só políticas, mas também religiosas (o que no fundo não deixa de ser a mesma coisa). A antiga religião celta, que cultuava a natureza e suas forças, estava perdendo espaço para o Cristianismo, que avançava cada vez mais, graças ao Império Romano em expansão.

O rei Arthur surge nesse cenário, por volta do século V d.C., como um líder que seria capaz de proteger a Bretanha (o que hoje é a Inglaterra) e unir o povo.

rei artur e excalibur - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

Rei Arthur: mito ou realidade?

A figura do rei é envolta em misticismo desde seu nascimento, que foi previsto e planejado pelas Sacerdotisas da Ilha de Avalon. Essa ilha era onde ficavam as mulheres que serviam à Antiga Religião (como se fosse um convento, digamos).

O casamento de Arthur com Guinevere também teve como pano de fundo a tentativa de unir o povo e as religiões: um rei da Antiga Religião e uma rainha cristã. Justamente por isso é comum ouvirmos lendas do Santo Graal e Cavaleiros Templários ligadas ao Rei Arthur e ao Mago Merlin. O livro “As Brumas de Avalon”, da autora Marion Zimmer Bradley, retrata muito bem a lenda do rei, contando a história de todos os personagens envolvidos, desde o contexto do nascimento do futuro rei até sua morte.

Agora, indo para a realidade, o autor responsável por popularizar o nome Arthur foi Geoffrey de Monmouth, com “As Crônicas da História dos Reis da Bretanha”. Resumindo, até hoje não existe prova da existência do rei Arthur e seus cavaleiros, porém, os indícios são tantos, que é muito possível que ele tenha realmente existido.

A rota do Rei ArthurEstátua de Arthur próxima ao castelo de Tintagel

A rota do Rei Arthur

Neste post você confere onde fica o castelo do Rei Arthur e outros cenários da história, de acordo com as lendas e estudos arqueológicos. Então, se estiver de viagem marcada para Inglaterra ou País de Gales, que tal fazer um passeio diferente?! 😉

Castelo de Tintagel: nascimento do Rei Arthur

Arthur é filho de Igraine e Uther Pendragon e irmão da sacerdotisa Morgana – mas somente por parte de mãe, pois Igraine era casada antes com Gorlois, Duque da Cornualha.

Segundo descrições das lendas, Arthur nasceu em um penhasco nesta região e o local onde está o Castelo de Tintagel se encaixa perfeitamente, por ser uma elevação rochosa bem à beira do mar da Cornualha.

Porém, o Castelo do Rei Arthur não foi construído na mesma época onde se supõe que ele existiu. As ruínas em Tintagel são de um castelo que pertenceu a um conde muito rico, chamado Ricardo, que era um admirador da história e resolveu fazer a construção ali, justamente por acreditar ser essa a região verdadeira.

castelo do rei arthur - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

Caverna do Merlin

Situada na praia abaixo do Castelo de Tintagel encontra-se uma caverna envolta nas brumas. Dizem que era lá onde o mago e conselheiro do rei ficava. A caverna do Merlin só é acessível na maré baixa, o que a torna um local que precisa ir com atenção (por mais místico que seja o passeio, você não vai querer ficar preso na caverna, certo?).

  • Como chegar: tem que descer uma escada próxima ao Castelo e caminhar por algumas pedras.

caverna de merlin - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

Távola Redonda

A famosa mesa onde Arthur e seus cavaleiros se reuniam pode não ter sido exatamente uma mesa. Relatos mais antigos da história indicam que a távola era na verdade um local de encontro para mais de mil pessoas, o qual Arthur usava como anfiteatro. Se essa teoria for verdadeira, é neste local que também ficaria Camelot, o castelo e sede da corte do rei Arthur.

Arqueólogos encontraram uma plataforma circular datada entre 2000 e 1000 a. C. na região de Chester, onde tudo indica ter acontecido uma das principais batalhas do Rei Arthur. Sendo assim, tudo leva a crer que a verdadeira Távola Redonda seja, na verdade, o Anfiteatro de Chester.

chester roman amphitheatre - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

Avalon

A Ilha de Avalon era o local onde as sacerdotisas aprendiam os ensinamentos da Antiga Religião da Deusa e, segundo a lenda, Arthur foi levado para lá depois de ferido na sua última batalha. O local associado à ilha de Avalon é a Colina do Tor, localizada em Somerset, na região da cidade de Glastonbury. Antigamente, a região era rodeada por água, ou seja, era como uma ilha mesmo. De origem celta, a colina é considerada local de grande energia, assim como Stonehenge.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%


Túmulo do Rei Arthur

A Abadia de Glastonbury ficou mais famosa no ano de 1191 quando os monges declararam terem encontrado lá os restos mortais do rei Arthur e da rainha Guinevere. Porém, concluiu-se que a história foi, na verdade, uma tentativa de chamar atenção para revitalizar a região na época. Apesar disso, a Abadia de Glastonbury é conhecida até hoje como “O túmulo do Rei Arthur”.

rora do rei arthur - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

túmulo do rei arthur

Great Hall em Winchester

Winchester foi a primeira capital da Inglaterra e a cidade mantém até hoje as características medievais.

A atração ligada ao castelo do rei Arthur fica no Great Hall, única parte restante do antigo Castelo de Winchester, datado do século XIII. É a famosa Távola Redonda.

Pera lá…não foi descoberto que a Távola Redonda era na verdade um anfiteatro?

Sim, os historiadores chegaram a essa conclusão recentemente, mas, até aí, a lenda da mesa redonda já tinha se estabelecido na cultura inglesa com tanta força que vários reis se inspiraram nela. A Távola Redonda do Great Hall é um tampo de mesa de mais de 700 anos de idade e foi encomendado pelo rei Eduardo I, justamente para resgatar o poder simbólico que ela representa. A pintura final foi feita inclusive por Henrique VIII, em 1522, que mandou colocar uma rosa no centro da mesa, representando a família Tudor.

  • Como chegar: Castle Avenue s/n. Aberto diariamente, das 10h às 17 horas. A entrada é gratuita.

tavola redonda - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-BretanhaO dito tampo da Távola Redonda está hoje pendurado na parede do Great Hall

Stonehenge

Um dos monumentos antigos mais conhecidos no mundo tem sua ligação com as lendas arthurianas.

Stonehenge é um círculo de pedra que, acredita-se, ter sido construído para observações astronômicas. Sua localização é Salisbury, no condado de Wiltshire, sul da Inglaterra.

A construção é envolta em mistérios e lendas, pois ainda não se provou como pedras daquele tamanho foram transportadas para lá. Os estudiosos divergem e há até teorias de ajuda extraterrestre e origem de civilizações perdidas, como Atlântida.

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Que tal já chegar no seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados que funcionam em 140 países e ainda planos que incluem telefone, no caso de viagem para o EUA. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e receba o seu chip em casa com frete grátisCompre aqui


A associação com rei Arthur se deu pela narrativa do autor Geoffrey de Monmouth, que atribuiu o transporte das pedras ao mago Merlin. Por conta do misticismo em torno das pedras e da própria lenda do rei Arthur, a associação veio a calhar.

Sendo verdade ou não, o local foi muito utilizado pelo povo celta e, principalmente, os druidas, que eram os sacerdotes desse povo. Merlin era um druida, sendo assim, a visitação ao local é muito válida e não pode faltar na sua rota do rei Arthur.

stonehengeJá estivemos lá duas vezes e voltaríamos de novo!

Excalibur

É a famosa espada na pedra. Segundo a lenda, quem tirasse Excalibur da rocha seria o novo rei da Bretanha. Teoricamente, Arthur não poderia ser rei, pois foi concebido enquanto sua mãe ainda era casada com o antigo marido, o Duque da Cornualha. Sendo assim, Arthur era um filho bastardo. Porém, destinado a ser rei, foi o único a conseguir o feito. A espada teria poderes mágicos, pois foi presente da Senhora do Lago, uma sacerdotisa da Deusa.

Mitchell Fold Stone Circle é mais um dos círculos de pedra encontrados na Inglaterra e foi construído na Idade do Bronze, mais de 3.000 anos atrás. Originalmente composto de cerca de 30 pedras, somente 14 permanecem, com a pedra mais alta medindo cerca de 2 metros de altura. Uma das lendas locais associa o círculo com o rei Arthur e afirma que a espada Excalibur foi tirada por ele de uma das pedras de Mitchell’s Fold.

  • Como chegar: o endereço é Stapeley Hill, White Grit, Priest Weston, Shropshire, Inglaterra, SY15 6DE.

a lenda do rei arthur - A rota do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda na Grã-Bretanha

Camelot: o castelo do Rei Arthur

Outra teoria a respeito da existência do rei Arthur é a de que ele foi na verdade, o rei de Powys, onde hoje fica Shropshire e a região central do País de Gales. Seu nome era Owain Ddanwyn e sua suposta fortaleza, ou seja, Camelot, seria na cidade romana de Virocônio. As ruínas podem ser visitadas em Wroxeter Roman City.

  • Endereço: Wroxeter Roman City, Shrewsbury, Shropshire, SY5 6PH.

rota do rei Arthur

Pronto para entrar na história e fazer a rota do rei Arthur e seus Cavaleiros?

Boa viagem!

* Texto de Luciana Console

Fotos Shutterstock e arquivo pessoal

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotel Seguro viagem chios de internetingressos e passeios guias de viagempassagens aéreas mais baratas Guia de viagem turista profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here