Por: Declev Dib-Ferreira - Atualizado em 04/09/2020

O que se faz com um viaduto de trem desativado? Implode-se, certo?

Errado! Faz-se uma magnífica área de lazer suspensa.

Foi isso o que a cidade de Nova York fez, dando origem ao The High Line.

O viaduto foi aberto em 1934 como uma passagem suspensa de trens de transporte de mercadorias para o maior distrito industrial de Manhattan.

O último trem passou por lá em 1980, com vagões cheios de perus congelados, desativando-se o viaduto para esta função. Empresários e proprietários de imóveis queriam demoli-lo, mas um grupo de moradores brigou na justiça para dar a ele outra ocupação.

☛ Leia também: Seguro viagem Estados Unidos (com desconto)

The High Line NY - High Line:  os jardins suspensos de New York
Uma das entradas da High Line

Em 1999 surge, então, a organização sem fins lucrativos “Friends of the High Line” para defender a preservação do High Line e a sua utilização como um parque, um espaço de lazer e convívio, aberto ao público.

The High Line em Nova York

Em 2002-2003, com a decisão da viabilidade do projeto, foi lançado um concurso para o lançamento de ideias. Em 2004 o projeto foi selecionado, em novembro de 2005 a High Line é doada à cidade de Nova York pela CSX Transportation, a antiga proprietária e, finalmente, a primeira seção da High Line foi inaugurada em 9 de junho de 2009.

+++ Veja aqui passeios e ingressos de atrações em Nova York +++

o que fazer em Nova York - High Line:  os jardins suspensos de New York

Depois disso outras duas seções foram inauguradas: uma em 8 de junho de 2011 e outra em 21 de setembro de 2014, preservando-se praticamente a estrutura original, estendendo-se o jardim suspenso desde a Gansevoort Street (Meatpacking District) até a West 34th Street, entre a 10ª e 12ª Avenidas.

Veja o mapa do parque, em pdf.

o que ver em Nova York - High Line:  os jardins suspensos de New York

Hoje a High Line é um local de lazer e passeio cheio de recantos, bancos, áreas para se admirar a paisagem e muitas plantas: são diversas espécies de plantas perenes, gramíneas, arbustos e árvores, escolhidas pela sua resistência e sustentabilidade, transformando-a em um caminho suspenso cheio de cores.

Dependendo da época em que você for – primavera ou perto dela – encontrará um caminho cheio de flores e de vida, com borboletas e outros insetos em busca de néctar.

Prático e econômico => City Pass em Nova York

Nova York - High Line:  os jardins suspensos de New York

Ela passa por dentro de prédios e serpenteia por cima da cidade. É uma ótima opção de passeio, seja sozinho ou em família, com lindas vistas para rio Hudson (chegamos a ver um pôr-do-sol de lá de cima!). Além disso, em seu caminho há diversos restaurantes e lanchonetes.

Veja mais algumas fotos do local e, ao final, maiores informações.

atrações turísticas - High Line:  os jardins suspensos de New York

como chegar na High Line - High Line:  os jardins suspensos de New York

como chegar - High Line:  os jardins suspensos de New York

dicas de Nova York - High Line:  os jardins suspensos de New York

dicas - High Line:  os jardins suspensos de New York

SEGURO VIAGEM COM DESCONTO

Não viaje sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos, pois a saúde lá é particular e qualquer simples arranhão pode representar um gasto de alguns milhares de dólares. ? Clique aqui para encontrar os melhores preços garantidos, pague no boleto ou em até 12 vezes no cartão. Aproveite e ganhe até 20% de desconto com o cupom TRANQUILO, é só clicar no botão abaixo:

COTAÇÃO DE SEGURO AQUI!


turista profissional - High Line:  os jardins suspensos de New York

o que fazer - High Line:  os jardins suspensos de New York

o que ver - High Line:  os jardins suspensos de New York

Informações úteis:

– Como chegar: metrô para a estação 14th St-8th Ave ou 23rd St-8th Ave | ônibus M11, M14, M23 ou M34
– Endereço: da Gansevoort Street (Meatpacking District) até West 34th Street, entre a 10ª e 12ª Avenidas.
– Funcionamento: abre todos os dias às 7h da manhã. O fechamento depende da época do ano: 1º dezembro a 31 março: 19h; 1º abril a 31 maio: 22h; 1º junho a 30 setembro: 23:00; 1º outubro a 30 novembro: 22h
– Site: http://www.thehighline.org

Antes de embarcar, não deixe de conferir todas as nossas dicas de Nova York já publicadas aqui no blog: são dezenas! Aproveite e garanta já ingressos de atrações e shows com antecedência

guia de nova york 300x167 - High Line:  os jardins suspensos de New YorkE claro, conheça o nosso guia, o “Roteiro de 7 dias em Nova York e arredores“, que está cheio de dicas práticas e traz a sua viagem toda planejada dia-a-dia.

COMPRE SEU GUIA AQUI

Boa viagem!

activites - High Line:  os jardins suspensos de New York

-----------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitor do blog tem até 16% de desconto. Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPROFISSIONAL.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Autor
Declev Dib-Ferreira
Declev Reynier Dib-Ferreira é fotógrafo e editor do blog Turista Profissional, acompanhando de perto todas as aventuras e histórias contadas aqui. É professor de ciências e doutor em Meio Ambiente. Mantém também o blog Diário do Professor, sobre educação.
    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *