Acionando o seguro viagem com criança

Quem acompanha o blog sabe que fiz uma incrível viagem de 10 dias pelo Peru com o meu filho. Correu tudo bem, mas um dia precisei utilizar o seguro viagem com criança – sorte que eu havia contratado um bom seguro!

Apesar do sufoco, deu tudo certo e fomos muito bem atendidos. Imagina se não tivéssemos contratado um seguro viagem!!

Então, esse é o conselho que eu dou: se você vai viajar, contrate um seguro viagem. Se vai viajar com crianças, especialmente, contrate um seguro viagem infantil! Não saia de casa desprevenido!

Veja como foi a minha história.

Usando o Seguro Viagem com criança no Peru

Como você deve ter acompanhado, visitamos o Vale do Colca e depois nos dirigimos para Puno, província que fica situada a mais ou menos 3800 metros de altitude. É de lá que se vai ao Lago Titicaca.

Pé na estrada! A viagem entre o Colca e Puno demorou cerca de nove horas. Esse é outro aspecto importante que você deve levar em conta se está planejando uma viagem ao Peru com crianças: todos os trechos entre as províncias peruanas são longos e as viagens são bastante demoradas.

Então, é bom levar algo para distrair as crianças, caso elas fiquem entediadas dentro do ônibus. No caso do Henrique, que já é um leitor voraz, levei “A droga da obediência”, de Pedro Bandeira, que ele já havia começado a ler aqui no Brasil. E ele terminou a leitura do livro pelos caminhos do Peru.

Levei também o I-Pod dele, que foi de uma utilidade enorme, porque meu pequeno aventureiro se distraía jogando, fotografando as paisagens pela janela do ônibus, ou até mesmo postando suas fotos na internet e conversando com os amiguinhos da escola pelo bate-papo do Facebook, quando os ônibus tinham wi-fi. Então, o I-Pod foi uma excelente “babá eletrônica” para essas viagens muito longas.

Mas, atenção: é preciso ter cuidado até com o tempo que a criança ficará concentrada em alguma atividade durante os trajetos. E aqui vou contar o que aconteceu com o Henrique nesse trecho entre o Colca e Puno.

peru com criança 1 - Acionando o seguro viagem com criança

Como precisei do seguro viagem com criança

Bem… ele começou a jogar um de seus inúmeros aplicativos do I-Pod. Inicialmente, achei que não seria problema, já que ele vinha fazendo isso também nos trechos anteriores.

Mas, quando me dei conta, a brincadeira estava se estendendo por um tempo muito maior do que nas outras viagens, e pedi que ele desligasse o aparelho, porque poderia se sentir mal, já que estávamos novamente subindo um bom trecho da cordilheira. Mas o jogo estava bom, Henrique estava anímadíssimo, e só dizia: “Só mais um pouquinho, mãe!”.

Esse “pouquinho” custou caro. Ele só desligou o I-Pod quando começou a se sentir mal. Teve uma dor de cabeça insuportável (coisa que ele nunca sentiu na vida!) e, quando chegamos ao hotel de Puno, estava também com fortes náuseas.

Liguei para a recepção, para saber qual seria o posto de atendimento médico mais próximo dali. E qual foi a minha surpresa? Em Puno, há médicos que atendem aos chamados no hotel, sem que precisemos deslocar o doente até um posto médico (excelente isso! Nem consigo expressar em palavras o alívio que senti!) e ainda aceitam os seguros de viagens.

Em quinze minutos (isso mesmo! Eu escrevi QUINZE MINUTOS!), uma equipe médica, composta por três profissionais, estava dentro do meu quarto de hotel, examinando e medicando o meu filho!

Eles fizeram todos os procedimentos, compraram a medicação necessária para o tratamento e acionaram o meu seguro viagem aqui no Brasil. E o seguro cobriu tudo!

Olha, gente! Atendimento de primeiríssima qualidade, e tenho aqui que expressar a minha satisfação por isso!

Sempre que viajo, faço o seguro. Já havia precisado dele uma vez, na Europa, e o atendimento foi bom. Mas dessa vez, o atendimento foi excelente. Está aí: viajar com um bom seguro de viagens é fundamental, principalmente se você está pensando em sair do país. Comigo, já deu certo duas vezes!

Compare e compre aqui o seu seguro viagem com até 10% de desconto!

No dia seguinte, achei que não conseguiria fazer o passeio ao Lago Titicaca. Achei que o Henrique não estaria bem ainda. Mas ele pulou da cama antes de mim, completamente recuperado, e se negou a ficar no quarto de hotel para repousar.

Confesso que, nas primeiras horas da manhã, fiquei com um certo receio de que ele se sentisse mal de novo. Mas esse receio passou logo, logo, porque ele estava novamente serelepe e eufórico para conhecer tudo o que nós, antes, já havíamos conversado sobre o local, que tanto me encantou durante minha viagem anterior ao Peru, em 2010.

Preocupações de mãe postas de lado. Era hora de começar mais uma aventura!

seguro viagem com criança - Acionando o seguro viagem com criança

Enfim, por experiência própria, eu digo: quando for viajar, não saia de casa sem um bom seguro viagem. Se for viajar com crianças, então, escolha a sua tranquilidade e contrate um ótimo seguro viagem.

Veja aqui mesmo como contratar um seguro viagem com criança (e outros) mais barato, a gente ensina passo a passo:

Vá tranquilo!

E boa viagem!!

4 comentários em “Acionando o seguro viagem com criança”

  1. Que artigo importante, definitivamente se você viaja com crianças é muito melhor contratar um seguro de viagem para evitar qualquer inconveniente durante a viagem, ele pode te salvar de muitos problemas.

    Parabéns pelo blog.

    Responder
    • Oi Livia! Ele foi feito pelo site da Seguros Promo. Como tem um tempinho, não lembramos exatamente qual foi, mas se não estiver em erro, foi a Travel Ace, ok?! Boa viagem!

      Responder

Deixe um comentário