Home / Canadá / Banff / Viagem de trem no Canadá: dicas e rotas imperdíveis

Viagem de trem no Canadá: dicas e rotas imperdíveis

Viajar de trem no Canadá é uma experiência única, ainda mais pela heterogeneidade de um país de dimensões continentais.

Independentemente do meio de transporte, viajar e conhecer novos lugares é sempre uma experiência maravilhosa. Mas o trem está no imaginário popular de muitos turistas e sempre proporciona ótimas jornadas, ainda mais quando ele atravessa paisagens deslumbrantes como as do Canadá.

No Brasil, o trem foi muito explorado no passado como uma maneira de ligar cidades distantes. Podia-se viajar da capital ao interior, de uma cidade a quilômetros de distância do litoral à praia. Sem contar as grandes cidades, que eram interligadas pelas ferrovias. Hoje em dia, porém, infelizmente o transporte ferroviário no Brasil ficou restrito à esfera pública, leva ainda milhões de pessoas, mas a curtas distâncias, se pensarmos proporcionalmente ao tamanho do país.

O trem no Canadá, no entanto, é muito presente. Ele é realmente utilizado para cruzar grandes distâncias, percorrendo paisagens deslumbrantes.

Conheça a partir de agora algumas rotas de trem no Canadá que podem e devem fazer parte de sua viagem pelo país.

Viagem de trem no Canadá: conheça as rotas imperdíveis

Viagem de trem no Canadá

É importante lembrar que você pode viajar por centenas ou até milhares de quilômetros, atravessando o país e percorrendo montanhas, florestas e neve (dependendo da época do ano). E fazer essa jornada de trem não significa falta de conforto, muito pelo contrário, confira!

As principais rotas canadenses de trem

lua de mel no CanadáA nossa babymoon foi no Canadá: escolha perfeita! Aqui no Emerald Lake, em Alberta.

De Toronto a Vancouver

Essa é uma jornada longa: quase 100 horas em uma distância de quase 4500 quilômetros, feita pelo trem The Canadian. É praticamente uma travessia pelo país!

Esse percurso permite que você acompanhe as mudanças no relevo e vegetação canadenses, desde as pradarias até as montanhas rochosas, pois ele passa pelas províncias de Ontario, Manitoba, Saskatchewan, Alberta e, finalmente, chega em British Columbia.

Durante a viagem há paradas de 2 horas, em média, para que se possa fazer algumas visitas rápidas. Mas, mesmo em movimento, o melhor dessa rota são as vistas que passarão pela sua janela.

Se você quiser parar nas cidades alguns dias, é só comprar as rotas fracionadas.

Neste trem há opção de pacotes em diferentes categorias: Economy, Sleep Plus ou Prestige, cujo valor começa em CAD 400 por pessoa. Eventualmente, existem promoção que podem chegar em até 75% de desconto, por isso, é sempre bom ficar de olho.

Leia mais: Viajar de trem no Canadá: Conhecendo o país pelo The Canadian (via blog Sunday Cooks)

Viagem de trem no Canadá: conheça as rotas imperdíveis

De Toronto a Ottawa

As duas cidades distam 450 quilômetros uma da outra (coincidentemente, a mesma distância entre São Paulo e Rio de Janeiro). São 5 horas de viagem no trem The Corridor, perfeito para quem não deseja passar a noite em um trem.

Os vagões oferecem WI-FI e todos os assentos contam com tomadas, um achado para quem quer usar laptop ou qualquer dispositivo móvel durante a viagem. A classe executiva conta também com uma refeição regada a vinho e um lounge exclusivo na estação.

Ao chegar à capital canadense, você ainda pode prolongar a viagem até Quebec e Montreal, enriquecendo ainda mais a sua jornada.

Leia mais: Dicas de Ottawa para quem vai a primeira vez

dicas torontoSkyline de Toronto

o que fazer em OttawaParlamento de Ottawa

De Vancouver a Whistler

Já no outro lado do Canadá, você pode percorrer os 120 quilômetros que separam as duas cidades a bordo do Rocky Mountaineer e com acesso a um dos mais famosos centros de esqui do mundo, em Whistler.

O trem oferece muito conforto, com poltronas acolchoadas e janelas panorâmicas.

Se você acha essa rota muito curta e rápida, pode também embarcar em outra, que também tem origem em Vancouver, mas passa por Whistler, Quesnel e chega em Jasper.

Essa viagem tem duração de três dias e não vale a pena apenas pelas paisagens que servem de cenário para todo o caminho, mas também por mostrar a história da corrida do ouro no Canadá. Por esse motivo, é chamada de Rainforest to Gold Rush.

Você ainda tem outras opções, como sair de Seattle (nos EUA), em vez de Vancouver, sem deixar de passar pela cidade. Ainda pode estender a viagem até o Alasca. É realmente uma experiência incrível.

Viagem de trem no Canadá: conheça as rotas imperdíveis

Leia mais: 12 dicas de Toronto para quem vai a primeira vez

De Montreal a Halifax

Com quase um dia e uma noite de viagem, esta rota feita pelo The Ocean parte de uma das cidades que mais recebem turistas no Canadá – Montreal – em direção à pacata e litorânea Halifax, na província da Nova Escócia.

As diferenças fazem essa viagem muito especial, pois em Montreal você confere muitos programas culturais e excelentes restaurantes. Ao chegar em Halifax, é possível degustar uma boa cerveja artesanal, visitar o Canada Museum of Immigration ou ainda o Fairview, cemitério onde estão enterradas as vítimas do Titanic.

Leia mais: Dicas de Montreal para quem vai pela primeira vez

Viagem de trem no Canadá: conheça as rotas imperdíveis

Como planejar a sua viagem de trem no Canadá

Um bom planejamento é fundamental para que você aproveite ao máximo a sua viagem.

Você já deve ter lido ou sabido, inclusive através de outros textos deste blog, que um bom planejamento é fundamental para o sucesso de qualquer viagem. Por isso, ao cruzar o Canadá de trem, você precisa definir o máximo possível de detalhes ainda no Brasil. Assim, você economiza dinheiro e tempo de viagem, podendo aproveitar mais cada lugar por onde vai passar.

O primeiro detalhe de seu planejamento para o qual se deve dar muita importância é o roteiro. Verifique percursos sequenciais, que não exijam que você retorne a um determinado ponto para dar prosseguimento à sua viagem. O ideal é ir “sempre em frente”.

Agende com antecedência os dias e horários nos quais pretende começar cada percurso. Dessa maneira, você já pode cuidar de preparativos antes de sair do Brasil, como a reserva de bilhetes. É importante também ter informações sobre cada rota, principalmente se há viagens noturnas. Assim, você pode até economizar a diária de um ou outro hotel.

Quando você for comprar os bilhetes, fique atento às promoções. É como se você estivesse adquirindo uma passagem de avião: alguns descontos chegam a 75%, além de ofertas especiais para crianças e idosos.

Entre uma viagem e outra, você precisa também calcular o tempo que passará em cada destino. Se for um ou vários dias, não importa. Com seu itinerário bem organizado, isso não atrapalhará o seu planejamento. Tudo depende do tempo total de sua viagem pelo Canadá.

Viagem de trem no Canadá: conheça as rotas imperdíveis

Uma dica importante, principalmente para viagens curtas, é hospedar-se perto das estações, pois assim você ganha tempo e não terá problemas com atrasos e outros imprevistos. Lembre-se: os trens costumam ser muito pontuais e não esperam ninguém.

Outro aspecto que merece uma atenção especial é em relação à bagagem permitida. Muitas vezes, os limites chegam a ser menores do que os praticados pelas companhias aéreas. Verifique o que cada empresa mantenedora dos trens exige, para não haver problemas futuros.

Saiba mais sobre rotas, preços e todas informações referentes às viagens através dos sites oficiais das companhias de trem, lembrando que todos os sites estão em inglês:

Para ter mais informações sobre como aproveitar ao máximo a sua viagem ao Canadá, leia os nossos outros textos que já foram publicados aqui no blog.

dicas do CanadáOs lagos canadenses na região de Banff, nas Montanhas Rochosas, são algumas das paisagens mais lindas que você poderá ver na vida!

De você já teve a oportunidade de fazer uma viagem de trem no Canadá, comente e ajude outros turistas a planejar suas próximas férias.

Boa viagem!

Fonte: www.etacanadavisa.com.br

Imagens: acervo do blog e Shutterstock

✈️  Continue sua viagem pelo Canadá aqui:

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Turista Convidado

Os “turistas convidados” são amigos que viajam e querem contar e mostrar suas aventuras, encontrando no blog Turista Profissional um espaço para isso. São autores diversos, citados no início de cada artigo.

Leia também

Como usar o Google Flights: dicas práticas!

Como usar o Google Flights: dicas práticas!

Você está pensando em viajar de avião e quer descobrir rapidamente qual a melhor opção …

Sem comentários

  1. Obrigada por indicar o Sundaycooks 🙂

  2. Tânia Posselt

    Eu fiz uma viagem de Toronto a Montreal ida e volta e também outra de Montreal a Quebec City. Os trens são muito confortáveis (bem mais do que aviões) e limpos. O wi-fi realmente funciona. Como são percursos curtos, eu levei meu próprio lanche e percebi que a maioria das pessoas fez o mesmo, pois a comida a bordo é bem cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *