Home / Turquia / Visitando a Basílica Santa Sofia em Istambul
Europa 1

Visitando a Basílica Santa Sofia em Istambul

Em janeiro de 2014 eu e meus amigos fizemos uma viagem de férias à Turquia, entre outros países, e passamos alguns dias em Istambul.

A cidade é um lugar incrível, impressionante pela sua beleza e, também, pela imensa riqueza cultural. Uma das visitas que fizemos e que mais nos fascinou foi à Basílica de Santa Sofia. Que lugar deslumbrante! Não somente pela sua evidente beleza, mas principalmente pela arquitetura tão diferente e tão rica em detalhes.

Se você pretende um dia viajar à Turquia, vá à Istambul e não deixe a Santa Sofia de fora do seu roteiro. Reserve uma parte da manhã ou da tarde para visitá-la e aproveite para visitar também a Mesquita Azul e a Cisterna da Basílica, ambas bem próximas. Garanto que não irá se arrepender!

Santa Sofia Istambul

A história da Santa Sofia

A imponente e deslumbrante Basílica Santa Sofia em Istambul, também conhecida como Hagia Sophia (o nome Sophia deriva do grego “Sophos” – sabedoria – ou seja, o templo da Divina Sabedoria), foi construída a mando do imperador Justiniano, no período do Império Bizantino, entre 532 e 537 d. C. O objetivo dessa construção era transformá-la na grande catedral da, então, cidade de Constantinopla. Entre 1204 e 1261 foi convertida em uma catedral católica romana. Entre 1453 e 1931 transformou-se em uma mesquita e, em 1935, reabriu como um museu.

haya sophia

A Santa Sofia tornou-se a mais importante manifestação da arquitetura bizantina e foi o maior e principal santuário oriental da igreja ortodoxa até 1453, quando os turcos conquistaram Constantinopla. A partir daí, a cidade passou a se chamar Istambul e a igreja foi transformada em mesquita. Os mosaicos, que foram cobertos por uma camada de cal, voltaram a aparecer apenas na segunda metade do século XX, quando o templo se transformou em museu. Hoje é considerada uma das maiores obras primas da arquitetura religiosa e foi classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

A riqueza do interior da Santa Sofia é algo impressionante, que fascina os turistas de todo o mundo! O grande templo é constituído por um conjunto de edifícios em formato piramidal, com uma bela e vasta cúpula central, que contrasta com a paisagem urbana. O objetivo dos arquitetos era manter a tradição das basílicas cristãs, mas agregando um aspecto geometricamente inovador na construção da cúpula, sustentada por quatro grandes pilares estrategicamente escondidos nas paredes. A cúpula principal da Santa Sofia possui 56 metros de altura e serviu como modelo para a criação e construção de muitas outras mesquitas e catedrais, principalmente a Mesquita Azul. É formada por uma série de pequenas janelas, e o revestimento dourado dos mosaicos e dos mármores também contribuem para o intenso e fascinante efeito luminoso.

o que visitar em istambul

o que fazer em istambul

No interior da basílica há vários arcos e pilares, cuja iluminação se torna fundamental na medida em que a luz colabora com a caracterização das formas e contribui para a unificação dos diversos espaços. Quase toda a ornamentação da Santa Sofia, como as molduras, os frisos e os capitéis, derivam da arquitetura clássica greco-romana.

Como a Santa Sofia já foi uma igreja católica e uma mesquita islâmica, possui uma mistura de elementos das duas religiões e apresenta imagens de santos e painéis com mensagens religiosas em língua árabe.

Em uma das colunas da basílica, a Coluna das Lamentações, existe um furo revestido cujo pilar é abençoado por São Gregório, o santo milagreiro. Segundo a crença, colocando o dedo no furo o cidadão se cura de possíveis enfermidades.

O mezanino da basílica também é aberto aos visitantes e para chegar até lá é preciso subir uma rampa íngreme feita de pedra. Nos seus corredores estão expostos diversos mosaicos seculares, alguns intactos e outros desgastados pela ação do tempo. O visual lá de cima é belíssimo, com uma linda visão panorâmica da basílica!

basílica santa sofia

Basílica Santa Sofia em Istambul

Construções próximas

Cisterna da Basílica: fica ao lado da Basílica de Santa Sofia. É a maior das várias cisternas de Istambul construídas no período do Império Bizantino.

A Cisterna foi construída em 532 para prevenir a cidade de possíveis ataques que destruíssem os seus aquedutos. Possui 336 colunas romanas com estilos diversos: jônico, dórico e coríntio. Tem 8 metros de altura e uma área de 10.000 metros quadrados. Sua capacidade é para 30 milhões de litros de água. No interior da Cisterna existem duas colunas com a base em forma de Cabeça de Medusa. Não se sabe ao certo o significado dessas cabeças na Cisterna, o que desperta a atenção e a curiosidade dos turistas devido ao grande mistério.

cisterna istambul

roteiro istambul

Mesquita Azul: também chamada de Mesquita de Sultanahmet, a Mesquita Azul foi construída entre 1606 e 1616 a mando de Ahmet I, o 14º sultão do Império Otomano. O objetivo era construir um monumento no mesmo nível da Santa Sofia. É tradicionalmente conhecida por Mesquita Azul por causa dos 20 mil azulejos azuis que a revestem. Ela é considerada um dos principais e mais bonitos cartões postais de Istambul, há mais de 400 anos. Além de ser uma das atrações mais visitadas da Turquia, é o local mais utilizado pelos muçulmanos para suas orações.

Para acessar o pátio interno da Mesquita Azul há duas entradas, uma entrada lateral pela praça Sultanahmet e outra pela praça do antigo hipódromo, que é a entrada principal e de onde temos uma visão incrível e fascinante da mesquita! A visita é gratuita, mas todos devem retirar os sapatos e as mulheres têm que cobrir a cabeça.

o que ver em istambul

Mesquita Azul

Informações úteis:

  • Endereço: Praça Sultanahmet (Centro Histórico de Istambul) – Sultan Ahmet, Ayasofya Meydani, Fatih/İstanbul, Turquia.
  • Telefone: (212) 522-1750.
  • Como chegar: pegar o bonde elétrico – linha T1 Bagcilar-Kabatas – e descer em Sultanahmet ou Gulhane.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo. De 1º de outubro a 15 de abril (baixa temporada) o funcionamento é das 9:00h às 17:00h, com a última entrada às 16:00h. De 16 de abril a 30 de setembro (alta temporada),  funciona das 9:00 às 19:00h, com última entrada às 18:00h.
  • Preço: o ingresso custa 25 liras turcas, uns R$ 30,00, aproximadamente.
  • Website: www.ayasofyamuzesi.gov.tr/

Dica extra

Se possível, não deixe de passear pela Praça Sultanahmet (onde ficam a Santa Sofia e a Mesquita Azul) à noite! A iluminação da basílica e o festival de luzes coloridas do chafariz situado em frente é um espetáculo belíssimo e imperdível!

Istambul de noite

E na hora de começar a organizar o seu roteiro, não deixe de ler todas as nossas outras dicas de Istambul e da Turquia e nem de verificar os passeios e ingressos que poderá comprar com desconto antes de embarcar para lá.

Boa viagem!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 10% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: CARNA10.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                         

Sobre Bianca Roriz

Bianca Roriz Nacif é atriz e professora de Arte, formada pela Uni-Rio. Moradora de Niterói, no Estado do Rio de Janeiro, adora viajar pelo mundo, fotografar e conhecer novos povos e diversas culturas. Companheira da Turista Profissional há bastante tempo e em várias aventuras, escreve no blog como colaboradora desde 2013.
Anterior 5 lojas de disco para conhecer pelo mundo
Próximo 5 aplicativos para baixar antes de fazer uma viagem

Leia também

O que fazer na Turquia: roteiro de 8 dias

A primeira vez que fomos ao país visitamos apenas Istambul e ficamos maravilhados. Então, já …

3 Comentários

  1. Linda as fotos! Vou anotar todas as dicas! rsrs

  2. Karin Rizzi

    Olá Bianca,
    Você indicaria algum serviço para transfer de Sultanahmet até o aeroporto de Sabiha Gokcen ?
    Vou para Turquia em Julho/16 e pretendo passar dois dias em Goreme (já anotei todas as suas dicas), no entanto sei que o aeroporto Sahiha é bem distante e o trânsito não ajuda.
    Agradeço se puder ajudar.

    • Ana Catarina Portugal

      Karin, aqui quem te escreve é Ana, a dona deste blog. O aeroporto é um pouco afastado, mas nada demais. Cada vez que vamos lá usamos uma empresa diferente da outra e sempre foi tudo ok. Simplesmente pesquiso alguma no Google (não lembro os nomes) ou peço para o hotel, que sempre tem uma para indicar. É uma prática comum por lá e não é caro. Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *