A cultura Vodu em New Orleans

A cidade de New Orleans é envolta em misticismo e história, pois, além de ser considerada a cidade do jazz, a religião Vodu em New Orleans é bastante conhecida e também faz a fama da cidade.

Isso mesmo, as crenças de origem africana têm na cidade mais mal assombrada dos EUA um rico passado e uma força cultural ainda impressionante!

É incrível como NOLA, como é carinhosamente conhecida New Orleans, transpira Vodu de uma forma bastante aberta, aparentemente sem preconceitos. Ainda bem, porque depois que se entende o real propósito da religião, nos damos conta de que nada tem a ver com os estereótipos e preconceitos negativos associados à magia negra que se é propagado por aí.

Vamos conhecer um pouco mais desta cultura tão rica e que faz de New Orleans uma cidade das mais diferentes – e legais – de todo os Estados Unidos.

  • Leia também: Dicas de New Orleans (tudo o que você precisa saber)
frenchmen street new orleans
Conhecida como a Cidade do jazz, onde se escuta música em toda parte, inclusive nas ruas, New Orleans é famosa também por outros motivos…

Vodu em New Orleans

O Vodu, ou Voodoo, é uma religião que mescla crenças africanas, xamânicas, espíritas e até mesmo católicas, no caso de New Orleans. É focada na cura e em fazer o bem na comunidade. Ele é praticado em diversos países, principalmente no Haiti, e pode-se dizer que tem similaridades com o Candomblé no Brasil e a Santeria de Cuba.

Tudo em New Orleans tem ligação com o Voodoo, que atualmente acabou se transformando também em atração turística. É possível encontrar diversas lojas de produtos como ervas, poções, bonecas, artefatos religiosos, livros e afins, além de, claro, muitas souvenirs.

Por conta da inevitável transformação que acontece com tudo no mundo, de acordo com o tempo e contato com outras culturas, o Vodu em New Orleans é único.

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Que tal já chegar no seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados que funcionam em 140 países e ainda planos que incluem telefone, no caso de viagem para o EUA. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e receba o seu chip em casa com frete grátisCompre aqui


Origem do Vodu em New Orleans

As tradições do Voodoo têm origem nos países africanos hoje conhecidos como Benim e Congo e foram trazidos para a América pelos negros escravizados durante o século XVIII. O nome Voodoo vem de “vodoun”, que significa “espíritos” ou “deuses” em Fon, grupo étnico e linguístico de onde a maioria dos escravizados pertencia.

Alguns fatores provavelmente contribuíram para que a crença Voodoo não só não morresse como também fosse expandida e respeitada: a existência de negros livres na sociedade da época e também o fato de que famílias escravizadas eram mantidas unidas pelos senhores, o que acabou ajudando a manter as tradições e identidades culturais dos povos africanos.

Museu do Vodu em New Orleans
Museu do Vodu em New Orleans

O Vodu também acabou sendo intensificado em New Orleans após a revolta dos escravos no Haiti em 1791, quando muitos haitianos livres mudaram-se para a cidade.

Com a adaptação das crenças à região da Louisiana, o Vodu em New Orleans tem influência católica e algumas associações com santos. Além disso, rainhas e sacerdotisas são as principais líderes espirituais, ou seja, é uma crença matriarcal. O poder dessas mulheres influenciou a sociedade, alcançando inclusive as elites, que procuravam as rainhas Voodoos para pedirem serviços. A mais famosa delas foi a figura de Marie Laveau, chamada de “The Voodoo Queen”.

Um pouco das crenças do Voodoo

A primeira coisa que se precisa saber é que o Voodoo não é “do demônio” e nem criado para prejudicar o próximo. Isso tudo faz parte de estereótipos, ignorância, medo do desconhecido e, não posso deixar de citar, racismo.

Acontece que tudo no mundo (e a ciência explica) contém dualidade, a polaridade das coisas. Até a própria ciência pode ser usada tanto para o bem (avanço na medicina) como para o mal (a bomba atômica). Com as religiões não seria diferente.

Objetos de uso na religião Vodu no Museu do Vodu em New Orleans
Objetos de uso na religião Vodu no Museu do Vodu, New Orleans

O que de fato faz ser “do bem” ou “do mal” é a intenção da pessoa e como ela vai usar as ferramentas que ela conhece. Claro que muita gente usou e ainda utiliza do conhecimento do Vodu para proveito próprio ou para prejudicar os outros, mas não é certo jogar na religião uma responsabilidade que é só nossa. A filosofia do Vudu não é a prática do mal.

O Vodu é uma religião que lida com espíritos, os chamados Loas. Nos rituais, a dança, a música com tambores e a incorporação estão presentes. O sacrifício de animais também acontece às vezes, dependendo do ritual, como forma de se utilizar da energia do animal para determinados feitos, mas não é regra.

A religião conta com alguns objetos mágicos bem característicos como o Gris Gris, que é um amuleto de proteção feito de um saquinho de couro geralmente com ervas dentro (mas pode ter outras coisas também) e a boneca Vodu, que é mais conhecida pelo suposto uso com alfinetes para prejudicar alguém.

bonecos vodu em new orleans expostos no Historic Voodoo Museum
Bonecos vodu expostos no Historic Voodoo Museum

Bom, volto, então, na questão da filosofia do Voodoo, que não é de prejudicar o próximo, porém, se a pessoa tem o conhecimento e for da índole dela, ela vai atuar e a boneca seria uma das ferramentas. Porém, os objetivos de uso da boneca na religião Vudu são para cura e prosperidade.

Eu mesma comprei uma na minha viagem à New Orleans!

Marie Laveau, The Voodoo Queen

A Rainha do Vodu Marie Laveau é uma figura extremamente importante em NOLA e seu túmulo é visitado até hoje por turistas, curiosos e também seguidores. Filha ilegítima de um rico fazendeiro chamado Charles Laveaux com sua amante haitiana, ela teria nascido no final do século XVIII. Casou duas vezes e teve 15 filhos, dos quais somente uma filha, também chamada Marie Laveau, sobreviveu até a idade adulta.

Boneco vodu em janela de de casa em New Orleans
Boneco vodu em janela de casa em New Orleans

O conhecimento de Marie Laveau sobre o Voodoo veio da mãe haitiana e ela o utilizou principalmente durante o tempo em que possuía um salão de beleza na cidade, atendendo as mulheres brancas e ricas de New Orleans. Lá, ela conseguiu acesso aos segredos da alta sociedade branca e fez muitos serviços espirituais e de cura, o que fez com que ganhasse ainda mais prestígio, dinheiro e posição social entre os anos de 1820 e 1860.

A Rainha do Vudu também não tinha pudores em realizar rituais públicos, principalmente na Praça do Congo, no atual Parque Louis Armostrong. Desta forma, Laveau acabou ajudando a firmar uma imagem de força e respeito do Vodu na cidade, pois sua atuação era em todas as classes sociais, tanto entre os negros quanto entre os brancos.

Congo Square em New Orleans
Congo Square em New Orleans

Ela teria morrido em 1881, com 86 anos de idade e seu túmulo se encontra no cemitério Saint Louis. Digo “teria morrido”, pois seu nome é envolto em mistérios e lendas. Dizem que ela era vista na cidade mesmo depois de os jornais anunciarem sua morte. Uma suposta explicação seria que a filha teria assumido seu lugar.

Onde encontrar o Vodu em New Orleans

Bom, a cidade transpira Voodoo, então, dificuldades você não vai ter. Porém, é interessante prestar atenção ao que é Voodoo turístico e o que é Voodoo de verdade. Inúmeras lojas do French Quarter vendem artigos de Vodu, como as famosas bonecas de pano, ervas, poções, amuletos, livros, velas etc, além de Ghosts Tour (Tours Fantasmas). Mas alguns lugares são considerados mais sérios e são dirigidos inclusive por sacerdotisas Voodoos mesmo.

Ghost Tour new orleans
Ghost Tour em New Orleans

Um grande exemplo é o Voodoo Spiritual Temple, da Priestess (sacerdotisa) Miriam. A casa fica em uma travessa do hostel de onde eu estava hospedada. Fui até o local dar uma olhada e, ao entrar, a própria Priestess Miriam, que já é idosa, estava andando por ali nos fundos do balcão.

Voodoo Spiritual Temple new orleans
Voodoo Spiritual Temple em dia de festa – Foto do site oficial

Além dos artigos místicos que ela vendia, havia uma porta de madeira cheia de símbolos no local, que provavelmente é onde ela atende como sacerdotisa. Eu não fiz nenhuma consulta com ela, mas “conversei” um pouco. Na verdade, mais ouvi, pois ela não parou de falar desde que eu entrei na loja e eu não conseguia entender muito bem o inglês dela, mas foi ótimo o contato… rs

👉 Leia também:

Outro lugar que me pareceu sério foi a The Voodoo Bone Lady, uma loja na Royal Street que eu encontrei caminhando à noite nas minhas últimas horas em New Orleans! A casa me pareceu ser de Voodoo mesmo até por conta dos artefatos, que incluíam filhotes de jacarés secos, pés de coelho e outras partes de animais empalhados/secos, além das ervas, velas, boneca etc. Dava pra perceber que não era uma simples lojinha de souvenirs, apesar de Ghost Tours serem oferecidos lá também.

Enquanto eu observava os artefatos, uma mulher negra com um turbante se aproximou de mim e perguntou se eu precisava de ajuda, era a própria Voodoo Bone Lady, dona da loja e sacerdotisa. Ela inclusive me perguntou de onde eu era e quando disse “Brasil” ela falou do Candomblé, que era “a mesma coisa”. Acabei comprando uma boneca vodu ali mesmo, que, segundo a Voodoo Bone Lady, foi abençoada por ela própria.

loja vodu em new orleans
A “Reverend Zombie’s House of Voodoo” é outra loja que fornece materiais e recursos para a prática de vodu, no French Quarter.

Você pode também ir ao Museu do Voodoo. Apesar de bem pequeno, é interessante para ter contato tanto com a história quanto com objetos e altares da religião. Isso porque nas lojinhas em si você não vai ver esses altares e nem totens (objetos de madeira, seja representando animais ou pessoas).

Museu do Vodu em New Orleans
Artefatos expostos no Museu do Vodu em New Orleans

Outros lojinhas do French Quarter que podem ser visitadas e aparentam ser sérias no Voodoo (além de conhecidas) são a House of Voodoo de Marie Laveau (739 Bourbon St) e a Authentic Voodoo Shop de Erzulie (807 Rue Royal).

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não viaje sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos, pois a saúde lá é particular e qualquer simples arranhão pode representar um gasto de alguns milhares de dólares. Faça uma cotação aqui para achar o seu seguro ideal e ganhe 5% de desconto usando o nosso cupom TURISTAPRO5. Ah, e quem pagar no boleto, ganha mais 5%.


Saindo um pouco da questão comercial, é bacana fazer uma visita à Praça Congo, que fica dentro do Parque Louis Armstrong, que já é por si só uma das atrações turísticas de New Orleans.

congo square vodu em new orleans

A praça foi local de rituais de Voodoo desde que a religião começou a dar as caras na Louisiana. Era lá onde os negros escravizados costumavam se encontrar para o lazer e, principalmente, para praticar a fé aos domingos, que era quando os senhores de escravos davam a folga.

  • Endereço: 701 N Rampart St, New Orleans, LA 70116

O Saint Louis Cemetery No.1 é também outra atração turística da cidade e que tem uma ligação fortíssima com o Voodoo pelo fato do túmulo de Marie Laveau estar neste local.

tumulo de marie laveau new orleans
Túmulo de Marie Laveau, simples, ao centro da foto

Justamente por ser muito visitado e ter sofrido degradação, atualmente só é permitida a entrada acompanhado de um guia turístico credenciado. O túmulo da Rainha Voodoo é bem fácil de se identificar, pois as pessoas deixam oferendas no local, além de haver vários ‘X’ escritos nas paredes como uma crença de se ter os pedidos alcançados.

Detalhes do túmulo de Marie Laveau
Detalhes do túmulo de Marie Laveau

E, claro, não posso deixar de citar também os inúmeros Ghost Tours que existem aos montes em New Orleans.

Além dos exclusivos que focam no Vodu em New Orleans, há diversos outros com temas específicos como espíritos, magia e história dos assassinatos macabros.

 

Escolha o seu e aproveite para mergulhar nos mistérios da cidade mais mal assombrada de todo o sul dos Estados Unidos!

Boa viagem!

Texto: Luciana Console – Fotos: Shutterstock

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here