O que visitar em Emilia Romagna, região da Itália


Emilia Romagna é o nome de uma região ao norte da Itália que engloba diversas províncias e traz uma mistura de paisagens belíssimas.

Geograficamente, fica situada ao sul das montanhas dos Apeninos, recebendo influência direta do mar Adriático, o que faz com que Emilia Romagna seja uma região italiana bastante fértil e de grande produtividade agrícola.

Ela se divide entre a capital Bolonha e as demais regiões Ferrara, Forli, Cesana, Modena, Parma, Ravenna, Placência, Reggio Emilia e Rimini.

Local de origem de grandes marcas de carros de luxo como a Ferrari, a região de Emilia Romagna também é palco de muita história, com suas vilas medievais, de paisagens lindas, indo de montanhas a praias, e uma gastronomia tradicional que se espalhou pelo mundo (a famosa mortadela, por exemplo).

Conheça o que cada província tem a oferecer e descubra o que visitar em Emilia Romagna!

Leia também:

Dicas de o que visitar em Emilia Romagna

Emilia Romagna Itália

Bologna

A província de Bologna é a capital da região de Emilia Romagna e foi inicialmente um assentamento etrusco antes de se tornar romano. Ainda hoje é possível observar as ruínas dos muros das épocas antigas da cidade, que é onde a primeira universidade do mundo foi estabelecida no século XI.

A cidade também é considerada “Cidade da Música criativa da UNESCO” e tem um grande e muito bem preservado centro histórico medieval, cheio de restaurantes, tabernas, teatros e lojas.

Praças, igrejas e construções medievais fazem parte das atrações de Bologna, como a Piazza Maggiore, no coração da cidade, a Basílica de San Petronio, a Catedral de San Pietro, o Palazzo del Podestà, o Palazzo dei Notai e o Palazzo dei Banchi.

Destaque para as duas torres medievais, Asinelli e Garisenda, que oferecem uma vista incrível da cidade.

O que visitar em Emilia Romagna: Blogna

A natureza em Bologna pode ser apreciada em diversos parques, como o Parque das Bolonhesas de Gesso e Badlands da Abbadessa, o Parque dos Lagos Suviana e Brasimone e a Abadia do Parque Regional de Monteveglio.

Pra quem aprecia arte, a Igreja de San Domenico é um complexo de pinturas e esculturas bem importantes na cidade. Outro complexo conhecido é o Santo Stefano, dividido em sete edifícios sagrados: igrejas, capelas e um mosteiro.

E ainda falando em arte e em o que fazer em Bologna, dá pra visitar a Galeria Nacional de Arte, que conta com um acervo de obras de Giotto, Guido Reni, Guercino e o quadro de Raffaello “Êxtase de Santa Cecília”.

O Santuário de Nossa Senhora de San Luca também tem grande importância na história da cidade e não só pode, como deve ser incluído na lista de o que fazer em Emilia Romagna.

Bologna também é conhecida pelos eventos de carros e motos como o Salão do Automóvel e o Imola Racetrack.

➡ Pesquise opções de hospedagem em Bologna aqui!

Já na gastronomia, a massa fresca de ovos é o carro chefe da região, assim como um prato chamado tortellini, que consiste em um recheado de carne servido com caldo de galinha. Mas as comidas mais conhecidas para nós brasileiros com certeza são o molho a bolonhesa e a famosa mortadela! Ela tem sua origem em Bologna e é comumente servida em cubos como petiscos em diversos restaurantes da região.

Parma

Parma é uma região de Emilia Romagna que fica mais ao norte e é composta principalmente por planícies.

Conhecida também por ser uma cidade de águas termais, ricas em minerais, ela tem em seu centro histórico uma importância religiosa significativa para o local e é onde estão alguns dos principais pontos de interesse para o turista que visita Parma. A Piazza Garibaldi, que antes era um fórum romano, o Palácio do Governador, com a torre cívica e a Piazza Duomo, com arte religiosa.

O que visitar em Emilia Romagna: Parma

Outras atrações próximas ao centro de Parma são a Catedral e a Piazza della Pilotta, com o palácio de mesmo nome, um grande complexo que abriga a Biblioteca, o teatro Farnese, o Museu Arqueológico Nacional, o Museu Bodoni e a Galeria Nacional, com obras de Leonardo da Vinci, entre outros.

Parma possui como símbolo a flor violeta, que era a preferida da Duquesa Maria Luigia d’Austria e acabou se tornando um dos perfumes mais famosos da cidade, o famoso Violeta de Parma, de criação de Lodovico Borsari em 1870.

Outros pontos interessantes de serem visitados em Parma são os castelos e fortalezas na região que engloba o Rio Po. É possível visitar a Abadia Cisterciense, datada do século XII e a Catedral de San Donnino.

Para os amantes de aventuras, dá pra fazer trekking e demais atividades na montanha Sillara, que fica no Parque Nacional dos Apeninos Toscano-Emilianos. Parma também conta com o Parque Regional dos Bosques da Carrega e o Parque dos Cem Lagos.

Em relação à gastronomia, Parma é responsável por diversas delícias italianas, começando com uma já de nome da cidade: o presunto Parma. Além dele, tem também o presunto culatello e o presunto de ombro cozinhado de San Secondo.

Queijo e presunto de Parma

Mas não só de presunto Parma é famosa. A cidade é “dona” do queijo Parmigiano Reggiano, o salame Felino, além de vinhos e cogumelos. Cappelletti, stracotto (ensopado de carne), picàja e bomba de riso são nomes que você vai se deparar nas saídas gastronômicas em Parma.

Ferrara

Já mais próxima do mar do que as outras cidades de Emilia Romagna (cerca de 50 km), Ferrara foi governada durante séculos pela família Este. O período se reflete na urbanização do lugar, com um impecável planejamento e mistura da arte medieval com a renascentista, fazendo dela Patrimônio da UNESCO.

No Palazzo dei Diamanti e no Palazzo Massari, por exemplo, é possível encontrar pinturas dos séculos XV e XVI.

Outros pontos de visitação da cidade são o Palazzo Schifanoia, o Castelo Estense, o Mosteiro de Sant’Antonio e a Igreja de Santa Maria, que é famosa por ser um local de peregrinação devido a um milagre ocorrido no século XII.

O que visitar em Ferrara

dicas de Ferrara

Em relação à gastronomia de Ferrara, a cidade oferece o pão coppia, as massas recheadas com abóbora e queijo parmesão (chamadas de cappellacci), e, de doces, o panpepato, mandorlini del ponte.

Leia também: Comidas típicas da Itália: onde comer as originais

Dependendo da época em que visitar a região de Ferrara é possível conhecer algumas festividades típicas, como o Festival de Balões, que ocorre em setembro e é o maior da Europa, e o Ferrara Buskers Festival, evento internacional de músicos de rua.

Próxima do mar, Ferrara possibilita passeios a pelo menos sete praias aos arredores e ainda conta com o Parque Delta do Pó para quem curte natureza, principalmente florestas antigas de pinhais.

Na cidade de Comacchio, que fica na província de Ferrara, a atração é o complexo arquitetônico de Trepponti, construído em 1634 e composto por 5 grandes arcos. Perto dali fica a cidade de Spina, de origem greco-etrusca que teve seu apogeu entre os séculos VII e VI a.C.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


Modena

Modena fica no centro da região de Emilia Romagna e, justamente por sua posição geográfica, é considerada um ponto de comunicação entre o norte e sul da Itália e também o resto da Europa.

Modena conta com diversas construções consideradas Patrimônio Mundial da UNESCO, grande parte concentrada no centro histórico, começando pela Piazza Grande, onde fica a catedral e a Torre Ghirlandina.

o que fazer em Modena

O Palazzo Comunale, que teve sua construção iniciada ainda na Idade Média, o Palácio Ducal e a Igreja de Sant’Agostino também são pontos turísticos de Modena a serem visitados.

Falando em arte, o Palazzo dei Musei abriga o Museu Cívico de Arte, o Museu Arqueológico Etnológico e a Galeria Estense.

Mas não se pode falar em Modena sem mencionar uma das mais famosas marcas de carros de luxo do mundo! A província de Modena é onde foi fundada a Ferrari. Na cidade de Maranello, pertinho de Modena, é possível visitar o Museu da Ferrari, com exposições que contam a história da marca.

Museu Ferrari

No quesito cultura, acontece todos os anos em setembro o Festival de Filosofia, que dura três dias e acontece nas praças, teatros e igrejas com performances e palestras.

A gastronomia também é outro ponto que você não pode deixar de conferir, começando pelo tradicional vinagre balsâmico de Modena, feito de uvas cozidas e envelhecidas durante anos em barris de madeira. O prato zampone, feito com carne de porco e as cerejas de Vignola são destaque da região também.

➡ Pesquise opções de hospedagem em Modena aqui!

Ravenna

Também perto do mar, Ravenna fica na parte nordeste de Emilia Romagna e chegou a ser a capital do Império Romano.

É conhecida como a cidade dos mosaicos e abriga oito Patrimônios Mundiais da UNESCO: Basílica de San Vitale, Mausoléu de Galla Placidia, Batistério Neoniano, Capela de Santo André, Batistério Ariano, Basílica de S. Apolinário Nuovo, Mausoléu Teodorico e Basílica de S. Apolinário em Classe.

Ravena

Outros pontos importantes de Ravenna são a Basílica de San Francesco e o oratório Quadrarco di Braccioforte.

Ravenna é também a cidade onde estão os restos mortais do grande artista Dante Alighieri, conhecido principalmente por sua obra A Divina Comédia. Inclusive, durante o mês de setembro, acontecem eventos culturais por toda a cidade em sua homenagem.

A cidade possui diversos museus, muitos dedicados à arte dos mosaicos, como o MAR, Museu de Arte da Cidade, que conta com a Coleção Mosaicos Contemporâneos. Há também o TAMO – Tutta a Aventura do Mosaico, que tem como foco a questão arqueológica da arte. Ainda sobre o assunto, o Museu Nacional de Ravenna tem em seu acervo achados arqueológicos romanos e bizantinos.

Ravenna foi uma das cidades que fizeram parte da trajetória do italiano Garibaldi, que também atuou na Revolução Farroupilha no Brasil. No Museu Risorgimento dá pra conferir documentos e objetos da época em que o revolucionário atuou na região.

Pra quem gosta de aventuras, sabia que pertinho de Ravenna está o maior parque de diversões da Itália? É o Mirabilandia, a cerca de 15 km de distância.

Na parte gastronômica, experimente a piadina romagnola (um tipo de torta de pão), cappelletti com guisado, passatelli no caldo e, de sobremesa, figos caramelados.

Piacenza

Piacenza, ou Placência, fica na parte mais ocidental da região e está entre o que visitar em Emilia Romagna, já que também é uma de suas províncias.

No centro da pacata cidade, conheça a catedral, o Palazzo Gótico, o Palazzo Farnese e seu Museu Municipal. De praças, passe por Piazza Duomo e Piazza Cavalli, sendo esta última o emblema da cidade.

o que visitar em Piacenza

Visite também a Basílica de Sant’Antonino, a igreja de Santa Maria di Campagna e a Basílica de San Savino, que possui mosaicos do século XII. A igreja de San Sisto é rica em afrescos e obras do século XVIII.

Em relação à comida, os restaurantes estilo tratoria são bastante comuns por Piacenza, que é a região italiana de maior produção de carnes, queijos e vinhos curados. Nos cardápios, você vai encontrar nomes de pratos típicos como pisaréi e fasö, anolini, tortelli con la coda e piccula ad cavall, além do vinho Gutturnio.

Durante o mês de setembro acontece o Festival del Diritto, que a cada ano traz um tema diferente para debates e reuniões, além de atividades culturais. E se quiser dar um passeio aos arredores de Piacenza, conheça o Castelli del Ducado de Parma e Piacenza.

Reggio Emilia

Entre Parma e Modena, Reggio Emilia fica ao norte e é conhecida como a cidade Tricolor devido ao fato de ter sido neste local que a bandeira italiana foi adotada, em 1797.

É em Reggio Emilia que acontece também uma atividade para crianças conhecida internacionalmente, o ReggioNarra, evento de contos e histórias que ocorre em maio.

A cidade também é sede do Centro Internacional para a Cultura Infantil e Criatividade Loris Malaguzzi, reforçando que a criançada tem destaque na cultura local.

De pontos turísticos para visitação, Reggio Emilia conta com a Piazza Prampolini, Piazza Fontanesi, o Batistério e a Câmara Municipal e a Piazza San Prospero com a Basílica dedicada ao Santo Padroeiro.

o que visitar em Reggio Emilia

Tem também a Basílica Della Ghiara, o Teatro Municipale, a Sala del Tricolore (Tricolor Hall) e seu Museu, com relíquias napoleônicas e do Renascimento. Confira também o Palácio dos Museus, a Galleria Parmeggiani, a sinagoga, o Spazio Gerra e o Palazzo Magnani.

Nos arredores da cidade, dá pra visitar os castelos Canossa de Matilde, Rossena e Bianello, além do Castelo de Carpineti.

Na parte gastronômica, não deixe de experimentar o cappelletti, o erbazzone e o chizze e, se pretender visitar Reggio Emilia no mês de maio, aproveite para conhecer de perto o festival de fotografia European Photography. Já se for em setembro, outubro ou novembro, curta o Aperto Festival de Dança.

Rimini

Rimini já é uma cidade de Emilia Romagna que fica literalmente no litoral (são 15 km de praia) e conta com ótima infraestrutura turística, sendo por conta disso um destino italiano bastante escolhido para usufruir o verão.

praia em Rimini

As baladas e festas de Rimini também são famosas, deixando a noite na cidade bastante animada. Mas como toda a região de Emilia Romagna, as atrações históricas fazem parte e em Rimini você pode conferir um pouco visitando o Templo Malatestiano, a Igreja de Santo Agostinho, o Arco Augusto, a Ponte Tibério, o Castelo Sismondo, a Praça Romana Martiri, o Museu da Cidade e o sítio arqueológico Domus del Chirurgo (A Casa do Cirurgião), com uma das mais ricas coleções de equipamentos cirúrgicos e farmacêuticos da antiguidade.

Rimini Itália

Nesta região também existem diversos parques temáticos como Italia in Miniatura, parque onde se pode ver de perto, literalmente, toda a Itália em miniatura; o Fiabilandia, parque para crianças onde os contos de fada ganham vida; e o Aquário de Golfinhos.

Forli

Forli foi fundada pelos romanos ainda no século II a.C e fica há poucos km do litoral de Emilia Romagna. É considerada uma cidade da arte, onde os estilos romântico e renascentista podem ser observados nas andanças por suas ruas.

Apesar de pequena, em Forli encontra-se o aeroporto Ridolfi, de grande importância tanto nacional quanto internacional, e uma universidade.

É no centro histórico que é possível ver as construções de arquitetura romana, como a Basílica românica de San Mercuriale com a torre sineira do século XII, o Palazzo Comunale, a Câmara Municipal, do século XIV, a Torre Cívica, o Palazzo del Podestà e o Palazzo Albertini.

Forli

Outros pontos de arquitetura chamativa são o Palazzo delle Poste, já mais recente, do século XX, e os edifícios da Viale della Libertà e Piazzale della Vittoria. O estilo barroco pode ser observado na Igreja do Suffragio e na Igreja de San Filippo Neri.

Forli foi durante dois séculos dominada pela família Ordelaffi e isso se reflete nas construções do Corso Garibaldi e Via P. Maroncelli e a fortaleza de Ravaldino, que se chama atualmente Caterina Sforza.

Não deixe de experimentar o passatelli, um prato de macarrão cozido com caldo típico de Forli, que pode ser consumido com o queijo squacquerone.

A cidade também é um lugar onde é possível tomar os famosos banhos termais. Para isso, vá até Castrocaro Terme. Aproveitando os passeios aos arredores de Forli, visite a medieval “cidade da hospitalidade”, Bertinoro, a 10 km de Forli.

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Que tal já chegar no seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados que funcionam em 140 países e ainda planos que incluem telefone, no caso de viagem para o EUA. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e receba o seu chip em casa com frete grátisCompre aqui


Cesena

A família Malatesta dominou Cesena durante muitos anos e foi responsável pelo apogeu cultural e histórico da cidade, que é também conhecida pelo setor gastronômico e agricultor.

No centro histórico, conheça a Rocca Malatestiana, a Fortaleza de Cesena e o Museu de História Agrícola. Não deixe de ver também a Biblioteca Malatestian, do século XV. Ela está na lista da Unesco de “Memória do Mundo” devido ao fato de ter sobrevivido cinco séculos inalterada.

Cesena na Emilia Romagna

Conheça também a Piazza del Popolo, o Palazzo del Ridotto, a Catedral de S Giovanni Battista, o Teatro Alessandro Bonci, o Museu de Ciências Naturais, a Galeria de Arte Municipal, o Museu Arqueológico e o Museu de Centuriação.

Outro ponto interessante é subir a colina que pode ser avistada de toda a cidade. Lá em cima está a Abadia de Santa Maria del Monte, com cerca de mil anos de idade e conhecida pela coleção de tábuas pintadas há mais de cinco séculos. Também em colinas, há a mansão Villa Silvia-Carducci que abriga o “Musicalia”, museu dedicado à música.

Ao longo do ano, festivais como o Street Food Festival, a Feira de San Giovanni e a Competição Internacional de Hipismo, no Hipódromo de Savio, são algumas das festas que ocorrem em Cesana.

Aposto que você não imaginava que houvesse tanto o que visitar em Emilia Romagna, não é?!

Esta região da Itália, cheia de cidades medievais e ótima gastronomia, por vezes fica esquecida nos roteiros, mas, se eu fosse você, repensava, porque vale muito a pena conhecer.

Guia de Roma Turista Profissional

E não deixe de ler todas as nossas dicas da Itália antes de embarcar, ok?!

Também não deixe de conhecer o nosso guia de Roma, o Roteiro de 7 dias em Roma e arredores, que está cheio de dicas práticas e traz a sua viagem toda planejada dia-a-dia.

COMPRE AQUI!

Boa viagem!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo x benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:                                                                               x

reserve seu hotelSeguro viagemchios de internetingressos e passeiosguias de viagempassagens aéreas mais baratasGuia de viagem turista profissional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here