10 dicas de Israel para quem vai pela primeira vez

Atualizado em 03/06/2019

Israel é o destino dos sonhos de muita gente, mas não só de quem vai atrás dos locais religiosos, que são muitos! É um lugar que é uma verdadeira aula de história a céu aberto!

Se você tem vontade de conhecer o país, deve estar como eu estava antes de ir: com mil dúvidas.

Como é um destino “meio” controverso, eu tinha muitas fantasias sobre ele e achava que tudo seria difícil ou até mesmo perigoso, mas tudo isso foi por água abaixo quando cheguei lá, pois percebi que tinha criado um monstro no meu imaginário, mas que ele simplesmente não existia.

=> Economia: Seguro viagem para Israel (com desconto)

Dicas de Israel

Então, para que você não passe pelo mesmo, vão aqui algumas dicas de Israel para você começar a organizar o seu roteiro de viagem.

dicas e Israel

1. Como chegar a Israel?

Do Brasil agora já há voos diretos a partir de São Paulo para Tel Aviv (aeroporto Ben Gurion), que é a porta de entrada do país.

É possível viajar para Israel com a Latam e com a El Al, que é a empresa aérea israelita. O tempo de duração do voo do Brasil para Israel é de 15 horas.

Caso não consiga um voo direto, você terá que pegar um voo para outro destino e de lá uma conexão. No meu caso, o voo foi via Istambul.

2. É preciso alguma vacina ou visto para Israel?

Não é preciso tomar nenhuma vacina em especial por causa desta viagem.

Brasileiros e portugueses não precisam de visto para Israel, apenas de um passaporte com uma validade mínima de seis meses a partir da data de entrada no país.

Uma informação importante: se você tem alguma intenção de visitar o Líbano, a Síria, a Arábia Saudita, o Iraque ou o Iêmen, não poderá fazê-lo se tiver o carimbo de Israel no passaporte, pois eles consideram o país como inimigo.

Quando cheguei lá, eles não colocaram carimbo no meu passaporte, mas me deram um papelzinho azul que eu deveria guardar até o fim da viagem; no entanto, quando cruzei a pé a fronteira com a Jordânia, ele foi carimbado; então, só trocando de passaporte para poder ir a qualquer um desses países.

Uma opção que você tem é pedir para colocar o carimbo num papel à parte, mas não é todo funcionário que irá gostar disso.

imigração israel

roteiro israel

3. Qual a melhor época do ano para viajar para Israel?

Isso é bem relativo e pessoal. Para mim, por exemplo, é durante o inverno, quando as coisas ficam mais baratas e “vazias”.

A chamada alta temporada em Israel acontece nos meses de julho e agosto, alto verão. Nessa época as coisas ficam lotadas e bem mais caras.

A média temporada é outubro-novembro e de março a junho, e a baixa temporada em Israel vai de dezembro a fevereiro, que é o inverno.

Mas que fique claro que o inverno de lá é muito tranquilo. Eu mesma usei manga curta várias vezes durante o mês de janeiro. Somente em Jerusalém, que por ser mais alto, é que pode fazer mais frio e eventualmente até nevar (fato raro, diga-se de passagem).

monte das oliveiras
Vista de Jerusalém

4. Quanto tempo é necessário para conhecer Israel?

Outra resposta bem relativa; digo que se você quer ter uma panorâmica, precisaria de pelo menos uma semana, mas o ideal seriam uns 10 dias.

Por sorte, o país é pequeno. Se você estiver planejando fazer uma viagem de carro, ganhará muito tempo, podendo fazer mais em menos tempo, mas se estiver dependente de excursões ou transportes públicos (muito ruins para turismo), aí de fato terá que dispor de mais dias.

SEGURO VIAGEM COM ATÉ 10% DE DESCONTO

Não esqueça de fazer um bom Seguro Viagem, afinal, você não vai querer ficar desprotegido longe de casa, né?! Clique aqui para encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Use o cupom TURISTAPRO5 e ganhe mais 5%.


5. Qual a média de temperatura em Israel?

Como você pode ver no gráfico abaixo, as temperaturas são bem tranquilas durante todo o ano.

temperatura em israel

6. Quais são as principais cidades de Israel ou locais turísticos do país?

Essa é mais ou menos fácil, né?!

Para começar, claro, Jerusalém! Depois temos Tel Aviv, Jaffa, Nazaré, Tiberíades, Cesarea, Haifa, Eilat, Acre, rio Jordão, a região do Mar Morto, as ruínas de Massada e, na parte palestina, Belém e Jericó. Mas é claro que isso é só para começar, pois há muito mais o que visitar pelo país.

Uma região que não é tão conhecida pelos brasileiros, mas que vale muito a pena, é Rosh Hanikra, lá na fronteira com o Líbano.

rio jordão israel
No rio Jordão
o que visitar em israel
Em Rosh Hanikra
jericó
Em Jericó, Palestina

Leia também: 

7. É tranquilo dirigir em Israel?

Muito! Esse era outro receio que tinha, pois sabia que para fazer o roteiro que pretendia, teria que me deslocar de carro, pois à maioria dos lugares só se chega de carro ou excursão. Depois de muito me informar e conversar com pessoas que já tinham ido, resolvi “arriscar” e, mais uma vez, a surpresa foi superpositiva.

As estradas israelitas são excelentes, muito seguras e praticamente não existe pedágio (somente na estrada 6, que você pode evitar, se quiser economizar). Os carros são todos automáticos e ótimos.

dirigir em israel

Para dirigir em Israel, é preciso ter a carteira internacional de motorista válida. Quem for viajar com bebês ou crianças, não esqueça de reservar o assento especial, pois é obrigatório.

Uma excelente dica de Israel é levar o nome dos lugares que você pretende visitar em inglês ou hebraico, para facilitar na hora de colocar no GPS.

Outra coisa é ter um mapa de papel para ver se a escrita está correta (às vezes um mesmo lugar tem mais de uma grafia), pois foi isso que nos salvou algumas vezes.

8. Como é a questão da segurança em Israel?

Essa era a minha maior dúvida, pois eu quase achava que iria para o meio de um campo de guerra. Que bobagem a minha!

O país é muito seguro. Uma amiga, que já tinha ido, me deu uma definição que foi a seguinte: “Israel é a Noruega do Oriente Médio.” Perfeito!

É fato que você verá muitos soldados armados pelas ruas, mas não se intimide com isso, pois além de o exército israelense ser um dos mais bem treinados do mundo, eles estão ali justamente para garantir a segurança e cumprem bem essa função. Logo você se acostuma com eles e nem percebe mais que estão por ali.

Mesmo que você pretenda visitar Belém e Jericó, que são áreas palestinas, poderá fazê-lo tranquilamente e sem precisar de qualquer autorização prévia. Já para o restante do território palestino, precisará de autorização. Para maiores informações sobre isso, entre em contato com o Escritório de Relações Públicas da IDF (Força de Defesa de Israel), fax: +972-2-5305724.

EMBARQUE JÁ COM INTERNET NO SEU CELULAR

Chip de viagemQue tal já chegar ao seu destino já conectado? O chip da EasySim4U tem planos de dados ilimitados, que funcionam em mais de 210 países, e de voz para EUA, México, Canadá e Europa. Bom, né?! Use o cupom TURISTAPROFISSIONAL quando for fechar o pagamento e ganhe o frete grátis

COMPRE SEU CHIP AQUI!

 

9. Israel é um destino caro?

Infelizmente sim, 🙁

Não é tudo que é caro, mas itens como hospedagem e passeios têm o preço puxado. Na alimentação você ainda tem algumas opções mais em conta e, quando for comprar qualquer coisa, lembre-se de pesquisar e negociar muito, pois os preços podem variar radicalmente de uma loja para a outra.

dicas de Israel
Muro das Lamentações em Jerusalém

10. O que levar na mala para Israel?

O país em geral é quente, como você viu no gráfico do clima acima, mas lembre-se de que a maioria dos lugares que irá visitar são sagrados para alguém, seja cristão, judeu ou muçulmano; então, evite roupas muito curtas, transparentes ou justas, por uma questão de respeito e bom senso.

Se for viajar para Israel durante o inverno, em geral, não é preciso roupas muito pesadas, mas na dúvida, dias antes da sua viagem, veja em algum site meteorológico como anda o clima por lá.

+++ Confira aqui passeios de um dia que poderá fazer em Israel.

Mais algumas dicas de Israel 

  • Capital: Jerusalém
  • Idioma: hebraico e árabe, mas quase todos falam inglês fluentemente
  • Moeda em Israel: Shekel
  • Tamanho: 20,770 km2
  • População: 8 milhões
  • Clima em Israel: o inverno vai de dezembro a março e o verão de junho a setembro
  • Documentação necessária: passaporte com validade mínima de 6 meses
  • Telefones de emergência: 100 (polícia), 101 (ambulância) e 102 (bombeiros)
  • Eletricidade: 220 v
  • Tomada: dois plugues redondos paralelos
  • Ligação telefônica a cobrar para o Brasil: 180 949 45 50 ou 180 920 55 55
  • Fuso horário em relação a Brasília: + 5 horas
  • Embaixada brasileira: Rua Yehuda HaLevi, 23,  30o andar – Tel Aviv  – (+9723)/(03) 797-1500
  • Informações turísticas: http://www.goisrael.com/

Com essas informações básicas, acho que ficará mais fácil começar a organizar a sua viagem, não?!

E, para te ajudar ainda mais, não deixe de ler as nossas outras dicas de Israel já publicadas aqui no blog.

Boa viagem!

Aperta o play e veja nossa participação no Porta Afora dando dicas de Israel:

✈ Continue sua viagem para Israel aqui:

 

----------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não se esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se de que o seguro viagem para a Europa é obrigatório. Mas, mesmo viajando para países onde o seguro não é obrigatório, nós recomendamos fortemente que você o faça, já que o sistema de saúde em alguns lugares é caríssimo. Então, não embarque sem um ótimo seguro viagem para os Estados Unidos, por exemplo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem mais barato e com o melhor custo-benefício pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

🛏 Pesquisando por hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO: 

reserve seu hotelSeguro viagem
chios de internetingressos e passeios
passagens aéreas mais baratas

77 COMENTÁRIOS

  1. Oi Ana. Tenho procurado uma informação e está dificil encontrar. Vou alugar um carro e não sei se é possivel visitar Belem e Jericho dirigindo um carro com placa israelense. Pegaria o carro em Tel Aviv, rodaria o norte, faria Massada e o Mar Morto e só o devolveria em Jerusalem depois de visitar Belém e Jericho. Como viajo com minha idosa mãe, acho que seria mais confortável e prático.
    Pensei em depois de ficar uns dias na Cidade Velha, seguir de trem p Eilat para conhecer Petra. Será que seria melhor manter o carro para esse trajeto também? Obrigado e sucesso

    • Olha Daniel, até onde eu soube não podia entrar não. Eu fiz um day tour para Belém e Jericó partindo de nosso hotel em Jerusalém e sobre Eilat, fui de carro para lá. Tenho o roteiro toda da minha viagem aqui no blog (incluindo Petra), dá uma olhadinha, que pode te ajudar. Boa viagem!

  2. Oi Ana

    Apenas para informar que já existe vôo diário de Lisboa a Tel Aviv e vice versa .
    Duração de 5 horas com El Al em parceria com TAP. Os voos saem lotados.
    Utilizei agora em setembro de 2018 e foi ótimo.

  3. Excelente post, Ana!

    Uma dúvida: vocês ficaram hospedados em quais cidades? Onde dá para fazer bate-volta e onde uma noite se faz necessária?

  4. Caraca, sensacional sua escrita e imagens, deu EXTREMAS dicas , muito show.

    Estou querendo ir com meus dois filhos, 2 anos de idade, mas acho que vou esperar um pouco mais, ao menos eles fazerem 5 ou 6 anos, assim terão gravado na memória deles, esta terra santa. Enfim, vai demorar um pouco. Mas ja estou estudando tudo, e guardando dinheiro.

    Deus te abençoe, sensacional seu blog, muito lúdico e fácil entendimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here